Páginas

sábado, 21 de janeiro de 2012

JPP: estudo antropológico da corrupção portuguesa, parte 2

Esta é a segunda parte do estudo de jornal sobre a nossa corrupção endémica e que JPP esportula hoje no Público, em três colunas com retrato de permeio. Meia hora de trabalho escrito, se tanto...e trata da área dos "negócios politizados", como lhes chama, mostrando uma imagem de uma turba de repórteres para ilustrar o conúbio equívoco dos media com o fenómeno.
A imagem parece-me um pouco desadequada. Muito mais ilustrativa do fenómeno descrito seria esta, da Visão de 11.2.2010, altura em que ainda decorria o prazo de dois anos para certas pessoas "sacarem" o mais que pudessem...como despudoradamente confessaram ao telefone aos amigos, o que esta semana foi lembrado na audiência do processo cujo julgamento decorre em Aveiro.
Um dos do retrato está a responder, por corrupção, no caso Face Oculta, caso que JPP erige como exemplo do que escreve. Exemplo sem nomes, porque Pacheco Pereira pode ser limitado mas não é indigente ao ponto de começar a cuspir na sopa da Sic.

1 comentário:

zazie disse...

O que é triste é que seja o único que ainda escreva estas coisas, apesar dos pezinhos de lã.