Páginas

domingo, 29 de janeiro de 2012

Os títulos do Público

O Público de hoje titula que "Cavaquistas querem que Vítor Gaspar saia". Supostamente por este ministro estar a destruir o nosso "belo estado social."

Quem dá a cara jornalística por esta notícia? A jacobina São José Almeida que escreve um artigo de página em que emite opinião, não dá conta de factos que fundamentem a notícia, para além de algumas alusões a "discordâncias" e omite qualquer nome dos tais cavaquistas que sustente a notícia e mostre que o jornalismo que temos é de fiar. Mais um exemplo do que para quem é, bacalhau basta.
A nebulosa "cavaquista", com o próprio presidente à cabeça, aparentemente e a fiarmo-nos no que o Público escreve, quer que Vítor Gaspar saia do Governo. Como não aparece um único nome a dar a cara por tal pretensão é legítimo supor que quem verdadeiramente quer que Vítor Gaspar saia do Governo é a jornalista São José Almeida que há-de conseguir afundar o Público ainda mais e a própria direcção do jornal que com jornalismo destes, nos próximos números de vendas há-de estar ainda mais baixo do que já está.
E não aprendem. Nem a administração do jornal, pelos vistos...


4 comentários:

Floribundus disse...

diz-se que o 'ataque' interessa ao belmiro.
'Angola é nossa'

hajapachorra disse...

Isto de facto é inqualificável. Vi o alarido nas televisões e pensei que alguma revelação grave haveris no pasquim apanascado. Pela primeira vez desde há 2 anos fui comprar o púbico e de facto fiquei siderado com a aldrabice televisiva. Puta que os pariu. Fazem um escarcéu digno de gatas com cio só porque a dona Sãozinha espirrou, ela que está constipada desde que certo petit mignon emigrou para os boulevards de Lutécia. Que tome mucosolvon, por cima ou por baixo.

Mani Pulite disse...

Não foi esta que escreveu o artigo sobre as escutas de Belém,a partir do qual foi montada por Sócrates e Olrik uma campanha para desestabilizar a Presidência?Estaremos perante uma operação semelhante?

hajapachorra disse...

E entretanto, a Presidência da República através do chefe da casa civil veio hoje desmentir estas notícias. Pra que não houvesse dúvidas ou dívidas devia ter sido o dito cujo, o sr. Silva a fazê-lo, mas adiante.
Agora restam duas coisas à Dona Sãozinha do Púbico: ou disz os nomes dos tais cavaquistas ou entrega a carteira de jornalista. Isto, claro, se a criaturinha tiver um pingo de vergonha, coisa que nem sabe o que é.