Páginas

quarta-feira, 10 de julho de 2013

O Teixeira das swaps não se cala

RR:

Teixeira dos Santos acusa a actual ministra das Finanças, Maria de Luís Albuquerque, de não ter dito a verdade em relação aos contratos de alto risco assinados por empresas públicas, conhecidos como "swap". O antigo ministro das Finanças garante que passou documentação na transição de governos, ao contrário do que foi referido pela agora ministra e ex-secretária de Estado do Tesouro.
O ex-ministro das Finanças mostrou aos deputados uma "ficha" que integrou a pasta de transição e citou declarações de Maria Luís Albuquerque. "O assunto [dos swap] foi referido na transição e [o Governo] foi alertado para a integração desta informação nas pastas de transição. E mais: a verdade dos factos obriga-me a dizer que isto que foi dito não é verdade, isto a dizer que não foi referido", declarou esta quarta-feira Teixeira dos Santos, que esteve no Parlamente a responder a questões dos deputados.


Este Teixeira, professor universitário, ministro de José Sócrates, enrolado por este várias vezes, humilhado e desconsiderado, calou-se durante dois anos. Agora anda a falar.  Para dizer que disse ao actual governo que havia "swaps". Mas acrescentou logo que nada sabia porque ninguém lhe levou o assunto, presumivelmente para despacho. Assim, despachou o assunto para canto. Nada sabia...mas disse ao governo que está coisas sobre o assunto, em "fichas".

Ora a questão essencial não é de se saber se disse ou não disse. É outra e sobre essa, Teixeira, moita carrasco:

"Queremos saber, além da informação que dizem que forneceram, se analisaram contratos per si, que análise fizeram contrato a contrato, que documentação entregaram dessa mesma análise e que acções tiveram no sentido de evitar ou de alertar ou de criar mecanismos de controlo e monitorização para este tipo de riscos", disse à Lusa o deputado centrista Hélder Amaral."

Portanto, o senhor professor Teixeira deveria explicar como é que um académico se deixa enrolar assim, provocando potenciais prejuízos ao país, monstruosos, obscenos e dignos de investigação criminal em curso.
E mais: deveria mesmo estar calado. Muito caladinho e cheio de vergonha pelo que fez. Se fosse ao Teixeira pedia a reforma para não enfrentar os alunos.

7 comentários:

Floribundus disse...

teixeira, que foi um brilhante ministro da bancarrota, não me merece qualquer credibilidade política.

gajo que aceita ser passivamente ministro do sô zé devia permanecer calado

o discurso do PR deixou-me animado porque atirou pela janela toda a canalha política que governa e quer governar.
quando se levantarem façam umas massagens e cocem a pulguinha

JC disse...

"Alberto Martins quer que diálogo para o "compromisso de salvação nacional" inclua BE e PCP."

Foi sempre assim.
O PS deu sempre a mão aos comunistas.
Sempre.
Por isso, é que somos ainda o único Pais na Europa onde ainda existem comunistas fosseis como os nossos.

Floribundus disse...

depois da derrota dos Romanos por Aníbal no lago Trasimeno temia-se a sua entrada em Roma e gritava-se
‘Hanibal ad portas’

Floriano Mongo disse...


«««Isso não é verdade»»»



Teixeira dos Santos, afirmando que se há aqui quem não diga a verdade não é ele porque de verdade ele entende, acrescentando que apesar de não ter conhecido os swaps nem de vista fez questão de os apresentar em devido tempo ao actual governo.

josé disse...

Pois eu bem gostava de saber como é que esta luminária chegou a professor sendo tão burro.

Floriano Mongo disse...


«««Nunca foi confrontado pessoalmente com qualquer decisão ou avaliação para decidir sobre operações concretas de 'swap'"»»»



Teixeira dos Santos, confessando que jamais teve um caso com algum swap e que na sua vida o que começou como amizade, virou caso de amor, paixão avassaladora e até agora um casamento feliz foi só com a verdade.

Portas e Travessas.sa disse...

O "Portal da Loja" abriu falência, ao que consta, abre com nova gerência

Bem Haja