Páginas

segunda-feira, 26 de agosto de 2013

BE: estalinista, diz um dos fundadores.

Um dos fundadores da LCI ( trotskista), partido estapafúrdio da época das loucuras políticas do PREC, e que redundou depois noutro ainda mais estapafúrdio que deu pelo nome de PSR, congregador de margens sociais, agora todas no BE ( daí o papel fundador do dito) dá uma entrevista ao i de hoje, para se interrogar, em dado ponto, se o Bloco de Esquerda será um partido democrático, (como o pretendem muitos, a começar pela televisão que lhe dá toda a publicidade necessária e muito para além da audiência suficiente).
O Bloco de Esquerda está eivado de cultura estalinista, diz João Cabral Fernandes...
Olhá admiração! Como se na Esquerda, em Portugal, particularmente naqueles que saíram da extrema-esquerda para se travestirem de democratas, não fosse essa a marca de água. Pacheco Pereira, não diz nada a ninguém?

ADITAMENTO em 27 de Agosto:

A seguir, na entrevista, o mentor da LCI e do PSR, psiquiatra de profissão, diz o que qualquer esquerdista encartado desde o 25 de Abril de 74 acredita como credo. É notável como a razão e a inteligência crítica não têm qualquer papel relevante nestas opções políticas, que se revelaram sempre desastres onde quer que fosse. O capitalismo, evidentemente, é rechaçado como mal absoluto e como mézinha para os males do mundo,basta a ideia de igualdade social. Porque é preciso " acabar com a desigualdade social, onde não existam privilégios e uma casta que se apropriou do poder". Este discurso simplista e obnubilador de uma realidadade é a matriz de uma esquerda que se gosta de assumir pelas palavras, apenas. Esquerda é uma delas. Revolução, para este psiquiatra, é outra. O idealismo acéfalo é o caldo de cultura de sempre. A realidade que se dane. Enfim.

Ainda acredita na revolução?
Acredito.
E como se faz a revolução?
Como se está a fazer no Brasil... Mas é muito complicado. A revolução árabe foi um fiasco. O que está a acontecer no Egipto é dramático. E é porque o regulador de tudo isto é o capital financeiro a nível mundial. E o capital financeiro está maduro para cair mas tem muitos anos de experiência e uma grande capacidade.
Mas não opõe a revolução ao parlamentarismo?
Não! O Bloco devia dividir-se entre uma acção parlamentar, desmascarando todos os actos e propostas, mas não meter a cabeça na areia. E ter outra parte, dirigida autonomamente, que era o movimento de massas.
Mas aí o PCP é melhor...
É melhor, mas não é mais revolucionário que o Bloco de Esquerda. Talvez tenha mais tradição. O PCP não é um partido revolucionário, é um partido de esquerda, como o Partido Socialista também é.
Mas então o que é um partido revolucionário?
É aquele que consegue as transformações sociais adequadas em determinado momento. Acabar com a desigualdade social, onde não existam privilégios e uma casta que se apropriou do poder. O que quer dizer revolução? A retomada da evolução! Esse nome que assusta tanto apenas quer dizer o retomar da evolução. Um revolucionário não é um tipo que põe bombas! É um tipo que retoma a evolução e não pode haver evolução com o sistema capitalista.

41 comentários:

Kaiser Soze disse...

Fiquei a pensar se terei entendido o que este tipo diz ou se a explicação para o que suponho não ter compreendido esteria na página seguinte...

Não me parece que o problema deste tipo seja a vertente (evidente) estalinista do BE mas o facto da vertente não ter à frente o Louçã.
Ou seja: não é bem o totalitarismo é quem dirige o totalitarismo.

Mas, se como o José diz, o LCI era trotskista, não se pode pedir mais.

Kaiser Soze disse...

E é, de facto, muito preocupante que não se diga com as palavras todas e repetidamente na comunicação social que o BE (e o PCP) não são democráticos.

Os grevistas que apoiam esta Esquerda deveriam saber (e aposto forte que a maioria absoluta não sabe) que em sistemas Comunistas não há greve.

Vivendi disse...

O BE só existe graças aos merdia...

zazie disse...

Não encontro explicação.

Fossilizam.

zazie disse...

Mas vivem bem, são burgueses capitalistas e depois cospem na sopa.

Que raio de revolução queria este maluco?

josé disse...

A Revolução utópica que só existe na cabeça deles.

josé disse...

Há milhares de malucos com esta doença grave. Não se trata com medicamentos genéricos.

lusitânea disse...

Só se tratariam com uns safanões a tempo...mas eles só querem "empurrões"...e na retaguarda...

josé disse...

Não vão lá com safanões ou empurrões. Iriam se fossem desmascarados pelos media. Mas como, se nos media estão precisamente...os mesmos?

zazie disse...

Isto há-de ter explicação psicológica que, de outra ordem, não encontro.

Fossilizam- levaram lavagem cerebral na adolescência e ficaram tolinhos para o resto da vida.

zazie disse...

E este deu em psiquiatra

ahahahahah

São um perigo ":O))))))

josé disse...

É uma espécie de clubismo que não se explica racionalmente. É uma espécie de passa-culpas porque acreditar na igualdade para todos faz-nos sentir bem. E os meios de lá chegar entram directamente por via dos afectos. leram na juventude autores "sérios" a garantirem que era pela "revolução". E continuam a sentir que é assim. Nem precisam de pensar, porque quem aplaude o Benfica ou o Porto sentem do mesmo modo.

zazie disse...

Mas este maluco nem se enxerga.

Ele diz que a revolução mundial é muito complicada porque o capital também se internacionalizou.

E é trotskista. Nunca percebeu que o que defendia dava para os 2 lados e que o capital se reproduz mais facilmente que a "parcimónia proletária"

ahahahahha

josé disse...

É a religião dessas pessoas...já que não têm outra.

zazie disse...

Não sei. O uqe mais me intriga é que muitos não são estúpidos.

As ideologias são estas coisas femininas de achaques e cabeça quente.

Se calhar, quando dão nos homens, ainda se tornam esquentamentos mais loucos

":O)))))))

josé disse...

Aposto que no consultório privado, se o tiver, é capitalista a 100%... mas isso não costuma incomodar esta gente.

zazie disse...

Mas sim, é uma religião.

É coisa hormonal. E parece que ataca mais na velhice, precisamente por serem as hormonas possíveis

":O))))))

zazie disse...

Claro que é. São todos.

Mas, como são "amigos de Alex" a eles o capital nunca faz mal.

josé disse...

Tenho um amigo comunista que confrontado com a actuação legalista da PIDE, nos anos sessenta acha tal coisa o máximo dos horrores.
Quanto ao que o COPCON fez depois, sem qualquer legalidade, acha que foram "excessos". E não sai dali.

josé disse...

A velhice ataca nas memórias mais doces. E as deles são essas...ahaha!

A de um António José Saraiva, foi o salazarismo que passou a defender na velhice quando fora comunista na idade adulta.

zazie disse...

Ao dizerem estas coisas, lá recordam a juventude e pronto- nostalgia da utopia do futuro".

Devem sentir-se bem com estas macacadas e nem precisam de mudar nada na vida para as debitarem.

Têm a aura do passado que até justifica que sejam entrevistados para isto.

Se fosse apenas maluco sem aura, era um anónimo e tinha de se tratar

":O)))))))

zazie disse...

Pois é.

Tenho pensado nisso porque em lá chegando ninguém nos diz porque estão todos iguais

ahahahahahahah

josé disse...

À conta destas maluquices o as FP25 mataram mais de uma dúzia de pessoas. Mais que a PIDE.

josé disse...

As pessoas que não ginasticam a memória estiolam e tornam-se atávicos nos sentimentos deste género. Não pensam.

zazie disse...

É verdade. É atavismo.

zazie disse...

Eu acho que eles olham para o mundo e vêem o oposto e depois lá acham que assim estão a resistir.

Sabe-se lá a quê.

Não entendo. Nas mulheres percebo melhor as maluqueiras nesta idade.

Nos homens, não. A maior dos que conheço tende mais a ficar pessimista.

Assim, de cabecinha quente e já entrados, não observo por perto

aahhahahaha

zazie disse...

Observo apenas artistas mas esses são intelectualmente tolinhos por natureza (a generalidade).

Agora sem serem maricas e com febres revolucionárias sexagenárias, é uma coisa um tanto embaraçante

":O)))))

zazie disse...

ahahahahah já me ri sozinha. Olhe só o url que eu tinha aberto, antes de vir aqui:

http://www.chanel.com/en_US/fragrance-beauty/Makeup-Nails-LE-VERNIS-89314


o Frisson possível

ahahahaha
E eu que jurei aos 15 anos, a toda a família, que nunca na vida usaria verniz, sapatos de salto alto e meias de vidro.

Já furei o verniz
AHAHAHAHAHAHA

hajapachorra disse...

Vou dizer uma heresia, uma estupidez para muitos dos frequentadores deste estanco. Isto, a pervivência de picantropos que se governam bem com a revolução, tem uma explicação simples: como na Europa só existe em Portugal e Espanha, deve-se aos regimes de Salazar e Franco. Estes montes de bosta que nunca fizeram um carrilho na pita da vida são quase todos filhos, netos ou sobrinhos de lídimos representantes do regime estadonovista. Não querem que comece a enumerar, pois não? Tais pais, tais filhos. A estupidez transmite-se.

josé disse...

O argumento então será este: os regimes de Salazar e Franco, malgrado todas as evidências do contrário, eram o reino da estupidez. Os filhos dos seus lídimos representantes deram em revolucionários, ainda mais estúpidos que os pais, ou pelo menos tanto quanto eles...

É realmente um argumento de uma argúcia fantástica...

josé disse...

Explicação por explicação aqui não se paga mais por dar quantas se quiserem...

Portanto, cá vai a minha que pode igualmente ser um tanto ou quanto estúpida ( mas carece de demonstração tal estado decomposto da inteligência viva):

Os lídimos representantes do Estado Novo, os mais estúpidos digamos assim, detinham as rédeas da Censura prévia, da repressão política com polícia aferrada e do controlo político de modo a excluir o comunismo e socialismo notório ( não o encoberto como o proveniente da doutrina social da Igreja que Salazar perfilhava também). Esses estúpidos faziam as despesas do regime e torturavam psicologicamente os filhos e sobrinhos que lhes sairam também estúpidos como penedos e enfileiraram logo no campo oposto, segundo a teoria de que o fruto apetecido é o mais desejável.
Enfim e para ser breve, tornaram-se esquerdistas.
Uma vez esquerdistas, sempre esquerdistas. Uma vez estúpidos, sempre estúpidos também.

Onde residirá a falácia desta teoria? Digo eu: em saber quem são verdadeiramente os estúpidos, no Estado Novo. Na Esquerda são quase todos...ahahah.

josé disse...

E são quase todos porque não se pode ser inteligente e ao mesmo tempo afeiçoar um regime político que era pior do que aquele que se combatia e que garantidamente conduz à miséria, tal como demonstrado em todos os países onde foi implantado...

zazie disse...

Oh- isto é básico- patetas que nunca cresceram mas que sempre tiveram apetite pelo Poder.

Na altura era um suposto contra-poder revolucionário que depois quase se institucionalizou.

Como não se institucionalizou totalmente, continuam saudosos desse mando perdido.

Porque esse mando, sim- seria absoluto.

zazie disse...

Mas não leram nada na altura certa. Não se cultivaram.

Doutrinaram-se do mesmíssimo modo que um fanático religioso.

Ninguém no Estado Novo era fanático.

Nem os da censura; nem os da polícia.

zazie disse...

Agora o caldo doutrinário, sim- esse divulgava-se onde havia comunistas.

E é claro que os comunistas preferiam sabotar regimes mais à mão.

Mas também se lembraram da América- que os teve a magote e então poderia dizer-se que também eram filhos dos founding fathers mais estúpidos.

Na Rússia, no entanto, vieram da intelligentsia pencuda...

josé disse...

Não havia fanáticos no Estado Novo mas houve certos estúpidos nos anos sessenta que se lhes aparentavam bem. Os coronéis reformados da Censura eram pacatos, mas alguns eram mais papistas que o papa. Estúpidos, esses.

Na PIDE/DGS havia uma polícia política eficiente, que tinha de respeitar a legalidade vigente, mas alguns agentes excediam-se na forma como actuavam. Eram esses os estúpidos. Os informadores, vulgo bufos, na sua maior parte, eram mesmo penedos.

Quanto ao resto, o regime reciclava-os. No entanto, a essência do regime não era estúpida. Antes pelo contrário.

Os esquerdistas não são capazes de o demonstrar e por isso falsificam a História. É o que faz o Rosas e o Pereira.

josé disse...

Agora, estúpidos no Esquerdismo, são às manadas.

Jorge Sampaio, por exemplo. Basta ler o que dizia em 1978 e depois, logo a seguir. É difícil encontrar maior estupidez, ainda por cima recompensada pelos camaradas de infortúnio, ou seja uma maioria no país.
Quase todos os que defenderam nacionalizações da Economia, Estado capitalista e combate ao capital, a granel, agiram de forma estúpida.
Quase todos os que gastaram sem saber de onde viria o dinheiro ( "há vida para além do défice", dizia o inteligente) foram estúpidos e criminosos porque atiraram este país para a desgraça. E não desarmam nem se arrependem.

zazie disse...

Os bufos eram iguaizinhos aos retardados mentais escardalhos que agora se oferecem para censores do forum do Público.

Aquilo é um National Geographic da imbecilidade de esquerda.

zazie disse...

A diferença é que esses bufos eram reformados que assim juntavam uns patacos e estes são novos e desocupados e trabalham à borla.

Mas são bestas da mesma forma.

Eles e os bufos jornalistas que passam ali o dia inteiro a censurar monguices virtuais.

zazie disse...

Já para não falar da nova geração de fósseis que por aí anda.
São todos retardados mentais e fanáticos.

São filhos de quem, já agora?

Da democracia.

ahahahahhahaha

Da impoluta democracia que nunca pode gerar cambada de bestas

zazie disse...

Eu diria é que ainda são mais estúpidos que os tais escardalhos, filhos da ditadura

ahahahahahha

É a regressão das espécies, como dizia o Dragão.