Páginas

terça-feira, 29 de outubro de 2013

A festa continua...

 Sapo Desporto:

A Federação Portuguesa de Futebol apresenta esta quinta-feira o seu Relatório e Contas na Assembleia-Geral do organismo federativo e a reunião poderá ficar marcada pela polémica em torno dos salários dos dirigentes de topo.
Com efeito, o jornal Correio da Manhã coloca hoje em manchete os «salários milionários» da Federação, destacando o presidente Fernando Gomes, com um ordenado a rondar os 16200 euros mensais, a que se acrescem o pagamento de despesas e quilómetros para deslocações.
No entanto, também são revelados os salários dos vice-presidentes Humberto Coelho, Rui Manhoso e Carlos Coutada, todos com 9840 euros por mês, mais despesas de alimentação e deslocação, e dos diretores João Vieira Pinto, Pauleta e Pedro Dias: 8150 euros mensais (mais despesas). 
Os membros da Assembleia estarão ainda indignados com a marcação da AG para quinta e não sexta-feira, o dia habitualmente escolhido para a reunião, face aos compromissos profissionais.

Então se os jogadores ganham balúrdios, como se compreende que os dirigentes ganhem ordenados de funcionário público? A tout seigneur, son honneur, quoi!

Quem paga? Todos nós. A festa é para continuar...

4 comentários:

S.T. disse...



A classe média, que pague a crise.....

Floribundus disse...

o fute é um caso que não se enquadra na austeridade

os politiqueiros borram-se todos e prestam vassalagem aos apitos dourados.

a má gistratura idem, ibidem, ...

a fruta tem vitaminas

josé disse...

E que vitaminas! Algumas bem "maduras".

António Barreto disse...

Uns autênticos "nababos"...