Páginas

quinta-feira, 26 de dezembro de 2013

A esquerda e a direita em 1969

Nestas duas páginas da revista Vida Mundial de 14 de Fevereiro de 1969 há dias coisas interessantes. A primeira, à esquerda, os nomes que integravam a lista vencedora às eleições para a A.A.F.D.L.
Do lado direito, o modo como Marcello Caetano via a distinção entre direita e esquerda...


6 comentários:

Floribundus disse...

Albert Einstein perguntava:
'-qual é o lado direito de uma rua?'

tudo é convencional. em Lisboa a numeração começa a partir do Tejo.

os preconceitos de esquerda e direita lembra-me a pergunta feita aos caloiros dos anos 50 em Coimbra:
'-de que lado o penico tem a asa'

no tc a magistratura não é cega, mas zarolha

josé disse...

E sobre o Arnaldo Matos e o Vítor Ramalho, não vai nada, nada, nada?

Floribundus disse...

creio que estávamos a pensar o mesmo
tudinho 'na bundjinha'

para os alhos e bugalhos a política não é 'trabalho',
'mas modo de vida' como dizia Brito Camacho

pandacruel disse...

A esquerda, a direita e a população do país e do planeta em geral, eis a questão, ontem, hoje e amanhã.

mujahedin مجاهدين disse...

No outro dia interroguei-me sobre o que aconteceria se toda a gente passasse a dizer que era "de esquerda"...

Neyhlup Josand disse...

"O que se propõe nos novos Estatutos da OM é que “é devido o pagamento de custas pelo participante que deu causa ao processo, entendendo-se que dá causa às custas se o processo for arquivado sem que o médico arguido tenha sofrido condenação”. De resto, a mesma proposta diz que o valor e regras das custas e taxas serão definidos em regulamento próprio, sem prejuízo de dispensa em virtude de insuficiência económica do participante. Ou seja, o valor e regras ainda não estão definidos."
(...)
"Queremos ter na OM(Ordem dos Médicos) uma justiça à imagem do país ou queremos dar um exemplo ao país tendo uma justiça que funcione e em que as pessoas confiem?"

http://www.publico.pt/sociedade/noticia/mais-disciplina-melhor-medicina-1617670