Páginas

sábado, 4 de janeiro de 2014

Apresentado um novo Observador

Segundo notícias, está para sair um novo Observador, desta vez completamente virtual e com este aspecto gráfico e introdução editorial:

Em 19 de Fevereiro de 1971 saira já um outro Observador, título original, agora repescado por alguém sem mais imaginação.
Era assim:

Mais uma vez, comparem-se as linguagens de apresentação e o texto de Vitorino Nemésio. A revista,. semanal, era politicamente adversa a uma esquerda totalitária e comunista e por isso apoiava mitigadamente o regime, com subtileza suficiente para não enfileirar nos "vivas à cristina" do antigamente. Como "feição política" a revista definia-se como "apenas a do interesse do povo português". E era.
Nunca mais se fez uma revista igual, em Portugal,  e é pena. Não creio que o novel Observador lhe herde o espírito apesar de alguns colaboradores serem de qualidade indiscutível e afastados da tal esquerda troglodita.
Veremos.


3 comentários:

Cristina Maria Correia Dinis Dinis disse...

Temos sempre de ter Esperança, que possa aparecer algo que não seja controlado por vesgos e zarolhos esquerdistas, mas com este regime corrupto até a medula, aceito que seja difícil, pois a escumalha da ladroagem que assaltou o país à 39 anos capitaneado agora pelo espezinhador de bandeiras do Marocas não brinca em serviço e continua activa e decidida a pôr o país no fundo ... Os Bancarrotas do PS, estão esganados e famintos ...

Floribundus disse...

Nemésio tinha qualidade intelectual e moral

depois vieram os amnésicos que esqueceram o passado pouco digno
e montaram outro pior

o bloco central dos profissionais do gamanço
não é ps nem psd

o ps tem a desvantagem de segurar o MONSTRO público do seu eleitorado,
verdadeiros devoristas da economia privada

não leio nem oiço a 'intochicação'
da cumunucação sucialista
sei qual vale cada segundo do meu tempo

Bic Laranja disse...

Vem com pretensões modernaças. Tira-se logo do acordês. Nem vou perder tempo.
Cumpts.