Páginas

quarta-feira, 12 de março de 2014

Grupo dos setentas: saiam da frente!

SIC-N, uma carta aberta de José Gomes Ferreira:

Caros João Cravinho, Manuela Ferreira Leite, Bagão Félix, Ferro Rodrigues, Sevinate Pinto, Vitor Martins e demais subscritores do manifesto pela reestruturação da divida publica: Que tal deixarem para a geração seguinte a tarefa de resolver os problemas gravíssimos que vocês lhes deixaram? É que as vossas propostas já não resolvem, só agravam os problemas. Que tal darem lugar aos mais novos?
 (Continua) aqui.

A resposta a esta gente que olha demasiado para o umbigo já foi dada pelos mercados hoje mesmo: os juros subiram 10 pontos após seis sessões em queda. Agradeçam ao velho Soares...e aos setenta bagões.

9 comentários:

Floribundus disse...

José Gomes Ferreira
chegou e sobrou para aquela canalha que nos endividou

não podia faltar a 'BRUXA VELHA'

Floribundus disse...

Morreu de aneurisma
D. José Policarpo,
o Cardeal

que possibilitou a um velho pedreiro-livre a possibilidade de viver meses no Pontificio Colégio Português

e de fazer sem qualquer limitação estudos na BAV e no Arquivo Secreto Vaticano

a maçonaria só serviu para me roubar

descansa seguramente em Paz

sobre o meu aneurisma na aorta abdominal disse-me o médico:
3 segundos para ficar inconsciente, mais 3 para paragem cardio-respiratória

Antonio Cristovao disse...

Eu ainda acrescento um ponto ao JGF :Quel tal reestruturarmos os notaveis deste país, que ao longo de tres resgates (240 mil milhoes) que recebemos já provaram que são incompetentes. Vamos estudar o Partido dos Cidadãos Comuns (que na India começou pelo 2º mais votado no ano da estreia) e replicar cá. Pelo desanimo que noto talvez tivesse boa aceitação desde que credivel;na India bastaram dois pontos no programa = acabar com as benesses dos politicos e combater seriamente a corrupção

Anibal Duarte Corrécio disse...

Soares não quer ir para o outro mundo sem o PS no poder.

A corrida de Mário Soares é contra o destino.

Graças à maioria absoluta e à aliança entre Passos Coelho e Cavaco em certas àreas vitais, o País vai saindo lentamente do quadro de referência socialista.

Quanto mais esse quadro de referência for no Estado e na sociedade civil desmantelado e nos orientarmos para um sistema em que o capitalismo se imponha sem amarras,mais estará comprometido o legado 'socialista' de Mário Soares, mais ameaçado estará o seu lugar na História.

O pior que poderá acontecer a Soares é ir desta para melhor num quadro de expansão do capitalismo, de degradação do actual modelo sindical e da perda de influência do chamado 'socialismo em liberdade' e do 'Estado Social'

Narcísico e arrogante como ele é, a humilhação é o pior dos males.

Por isso ele luta desesperadamente para inverter o curso da História porque para além dum funeral à Mandela, Mário quer ir para o panteão e ser recordado não só como o «Pai da democracia Portuguesa», mas também como um estadista a nível europeu,quem sabe de craveira mundial.

São objectivos egosintónicos que o movem.

Impedir a todo o custo algum sucesso governativo é prioritário para Soares.

Encaixa nesta estratégia este movimento agora criado que não terá outro propósito senão criar mais engulhos ao governo.

Restruturar a dívida? Nãããão!

Restruturar sim o campo de Oposição e integrar personalidades que se dizem de direita ou social democratas, mas não são mais do que pessoas ressaibiadas ou ressentidas com Passos Coelho.

A cola que une estes cacos não é sólida e não oferece garantias de fixação.




Manuel de Castro disse...

O manifesto não visa reestruturar a dívida mas sim derrubar o incapaz Passos Coelho.

zazie disse...

Realmente. O incapaz chegou para fazer alguma coisa.

Mas os incapazes preferem sempre pior.

josé disse...

O incapaz está a revelar-se muito capaz de meter medo aos que se julgam sempre capazes...

Kaiser Soze disse...

...e meter o Relvas, foi capaz de o fazer duas vezes.

O Gomes Ferreira tem razão em muitas coisas mas incomodam-me justiceiro (como me incomo a tipa da ucrânia que saiu da prisão para se proclamar mãe da ucrânia...mas isso é outra coisa).

Quanto à idade, é uma cena que está na moda: confundir juventude com capacidade ou velhice com senilidade (olé operações plásticas porque Deus nos livre de uma gaja de 50 anos o parecer). Parece bem falar dos jovens!

É verdade!
Como o empreendedorismo destes gajos que acharam que o embaixador indicado era o vendedor de banha da cobra que acha que o futuro passa por vender pipocas nos cinemas.

Kaiser Soze disse...

Ah, esqueci-me!

Não defendo o manifesto e nem precisava de o ler. Onde está Louça está o tipo vermelho de bigode e aí não me apanham.