Páginas

quinta-feira, 29 de maio de 2014

Imparável, o nosso grillo populista.








Económico, via Sapo:

Marinho e Pinto assume-se como político de esquerda, confessa que votou pela primeira vez no MPT nestas europeias e revela que apoiou Sócrates em 2005. Diz também, em entrevista ao Diário de Notícias, querer "construir uma alternativa de Governo" porque o PCP não é viável.

Marinho e Pinto já se olha ao espelho de modo damásico:  "chique a valer!". Parlamento Europeu, Governo, Presidência da República! Panteão, a seguir.

Pobre Marinho. Anda inebriado e ainda não se deu conta de que quanto mais alto for a subida, maior será a queda...

De Marinho julgo recordar esta memória do tempo em que era cantineiro na "Racional" de Coimbra, em meados dos setenta. Estava ( segundo julgo e peço desculpa se me engano) no fim da fila do self-service, a recolher senhas e a tirar cápsulas das garrafinhas. Uma vez, não tendo visto a cervejinha Cergal, perguntei-lhe: "então, não há cerveja?" E ele: " na sociedade que queremos construir não há lugar ao álcool." Em banda sonora, nos altifalantes da Rádio Universidade, passava, sei lá!, o "Aprende a nadar companheiro..." do Sérgio Godinho, para celebrar o mergulho fatal, nas águas gélidas do Tejo, do camarada Alexandrino...

Se não for o Marinho o visado na história real, peço outra vez desculpa, mas a imagem é muito semelhante ao cretino que estava lá para dar aquelas respostas. E, como dizem os italianos, si non è vero è ben trovato, sobre este sapo que quer ser rei.

Quanto à primeira medida de Marinho no PE é fácil de adivinhar: colocar a filha e o genro em lugar de assessores. Vai uma aposta?


As imagens são da revista Sábado de hoje.

25 comentários:

zazie disse...

Panteão a seguir

AHAHAHAHHAHAHA

Que palhaçada. É mesmo uma palhaçada à moda da casa.

":O))))))))

lusitânea disse...

Panteão a seguir!!!!
O Marinho lá em Bruxelas vai arranjar um produto para vender perto da OA...pois até banha da cobra ele venderia a ceguinhos...

Kaiser Soze disse...

O Marinho conseguiu, pela segunda vez, cavalgar a onda do descontentamento.

Foi assim que foi eleito bastonário (a 1ª vez) e é assim eleito para o Parlamento Europeu.

Não me agrada muito do que ele diz e especialmente a maneira como o diz mas, para não fugirmos deste blog, a luta contra os grandes escritório de advogados, por dentro, foi o Marinho que a travou, goste-se ou não.

zazie disse...

si non è vero è ben trovato.

ahahahahahah

Rui Moringa disse...

José,

Não é mal nenhum estar no fim da fila da "cantina" a ganhar o "seu" retirando as cápsulas das bebidas e conferindo as refeições com os talões.
Todavia essa da sociedade sem álcool...Valha-o Deus.
Seria uma manifestação de pensamento único? Mundo normalizado pelas usas "excelentes regras"?
Estou expectante quanto à nomeação dos assessores...Hahahahaha.
Eu também tenho a percepção que isso vai acontecer, hahahahah.

Rui Moringa

T disse...

Recordar é viver!

https://www.youtube.com/watch?v=hJQgq7P-sus

esteves, aires disse...

A comunicação social teve um papel importante na sua eleição,Por exemplo a RTP1 paga com os nossos impostos. Assim até o meu gato era eleito!

JC disse...

Não percebi se o José tem dúvidas que fosse, na verdade, o Marinho quem estava na cantina a tirar senhas.

Se é esse o caso, confirmei hoje junto de 3 colegas de almoço mais velhos que eu e contemporâneos do Marinho em Coimbra - um deles, colega de profissão dele, continua a falar com ele e a tratá-lo por tu - que o Marinho e Pinto trabalhou, de facto, nas cantinas.
Como, aliás, e segundo me disseram, a sua primeira mulher.

Amélia Saavedra disse...

Caro T... muito bem lembrado... realmente! ;-)
É pela boca que morre o peixe... não é assim que se diz?

josé disse...

Tenho dúvias mas pela foto supra parece-me mesmo ele, o cretino que então se exprimia assim.

Já nessa altura tinha a mania que era cabresto de cavalgaduras.

josé disse...

E sobre o episódio da cervejola mini de marca Cergal ( era de Coimbra) respondi-lhe então que a cerveja não tinha álcool.

"tem um bocadinho", foi a resposta do grillo. E assim ficou, comigo a beber água e o tipo a apanhar as senhas.

JC disse...

Off topic:
Já leram o manifesto do PCP sobre a moção de censura que vai apresentar?
É deliciosa.

http://www.pcp.pt/travar-pol%C3%ADtica-de-explora%C3%A7%C3%A3o-e-empobrecimento-construir-uma-pol%C3%ADtica-patri%C3%B3tica-e-de-esquerda

Saliento esta passagem:

"...a recuperação para o Estado do sector financeiro e de outras empresas e sectores estratégicos indispensáveis ao apoio à economia..."

Ou seja, querem nacionalizar tudo outra vez!

Como é possível um partido destes continuar a existir?

Porque é que nunca são confrontados
nas milhares de vezes que aparecem nas TV's?

JC disse...

Off topic:
Já leram o manifesto do PCP sobre a moção de censura que vai apresentar?
É deliciosa.

http://www.pcp.pt/travar-pol%C3%ADtica-de-explora%C3%A7%C3%A3o-e-empobrecimento-construir-uma-pol%C3%ADtica-patri%C3%B3tica-e-de-esquerda

Saliento esta passagem:

"...a recuperação para o Estado do sector financeiro e de outras empresas e sectores estratégicos indispensáveis ao apoio à economia..."

Ou seja, querem nacionalizar tudo outra vez!

Como é possível um partido destes continuar a existir?

Porque é que nunca são confrontados
nas milhares de vezes que aparecem nas TV's?

Amélia Saavedra disse...

JC... realmente é uma deliciosa. Nunca se cansam de repetir sempre o mesmo discurso... como ser um partido moderno e progressista com um discurso que deve ter já uns 100 anos! Se fosse outro, já estaríamos a ouvir coisas como: retrógados, ultrapassados, etc. Mas como é o partido dos trabalhadores, contra a exploração do grande capital... podem repetir adeternum a mesma lenga-lenga, sem que ninguém se queixe...
Mas reparei em duas expressões dignas do tempo dos fascismos: pátria e soberania...

Manuel Pereira disse...

José :

Muito curiosa também é a afirmação :"revela que apoiou Sócrates em 2005"...

E em 2009, como terá sido ? Quem apoiou ?


cumprimentos,

Manuel Pereira

zazie disse...

"tem um bocadinho"

ahahahahahaha

José Lima disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
José Lima disse...

A "Cergal" parece-me que não era de Coimbra, mas sim do Algarve ("Cergal" era precisamente uma abreviatura de "Cerveja do Algarve"). De Coimbra eram a "Topázio" e a "Ónix", marcas desgraçadamente já desaparecidas.

josé disse...

Pois sim, mas era mesmo Cergal que lá se vendia em garrafinhas pequenas. Disso lembro-me bem.

José Lima disse...

Sim, claro, a "Cergal" vendia-se em todo o país.

hajapachorra disse...

A topázio, porra, era a topázio. E o marinho, isto é que eu estranho o José não lembrar, era da UEC, um dos quatro calcanhares de Aquiles de que não fala.

zazie disse...

Não lembrar?

Quem não se deve lembrar é o hajapachorra pois o José já o tinha referido há muito.

zazie disse...

Mas a UEC é algum calcanhar diferento do PCP?

eehhehehe

Até parece.

josé disse...

Também havia a Clok...que era de Santarém.

josé disse...

E a Marina, do Algarve.

E por falar nisso...