Páginas

domingo, 25 de maio de 2014

Já temos o nosso grillo: Marinho e Pinto, o populista.

A democracia portuguesa aproxima-se da italiana: Marinho e Pinto, o populista vai para o PE. O grillo nacional já canta na toca.

92 comentários:

zazie disse...

ehehehehehe

Floribundus disse...

anos à frente temos futuro PM ou PR
tal como outros 'anus atrás'

não sei os resultados dos restantes

estamos f..... e mal pagos

joserui disse...

f..... e mal pagos? Eu cá ainda pago por cima… -- JRF

Rui disse...

porquê tanto ódio ao marinho e pinto? porque é que o marinho e pinto é populista?
o psd/ps/cds são menos populistas que o marinho e pinto? porquê? porque têm mais votos?

Floribundus disse...

Marinho é igual aos outros:
Prometeu ... mas não deu

vamos continuar a ser devorados pela dívida devida ao MONSTRO

Anibal Duarte Corrécio disse...

1)Ao contrário do que se julga não poderiam ser melhores os resultados obtidos pelo governo. Melhor só ganhando mesmo as eleições, o que era manifestamente impossível e todos já sabiam. Por isso o grande vencedor acaba por ser Passos Coelho.

2) O grande derrotado é sem dúvida o patético Tózé que, como todos se lembram, exigiu 'sangue'. O PS é também derrotado porque o resultado encalacra o partido e mergulha-o na dúvida e a suspirar pelo monhé Costa, que já mostrou as garras.

3)Comunas do PC e bloco mudaram entre si os votos, numa transferência tipo vaso-comunicante. Mais do mesmo.

4) Quanto a Marinho Pires vai dar uma volta até à Europa e dar largas ao seu desejo de maior notoriedade. O que significa que durante uns anos vamos ver-nos livre dele.

5)Carvalho da Silva que apostou num cavalo errado é outro derrotado na noite.

Conclusão:

-Falta um partido que reinvindique a herança positiva de Salazar/Marcello e saiba igualmente identificar aquilo que hoje já não seria possível nem desejável defender dessa herança.

- No dia em que aparecer esse partido estarão criadas as condições para uma mudança de regime mudança de regime. Ferraz da Costa poderia ser o rosto dessa Mudança.

Rui disse...

"-Falta um partido que reinvindique a herança positiva de Salazar/Marcello e saiba igualmente identificar aquilo que hoje já não seria possível nem desejável defender dessa herança."

PND? Teve 23020 votos, 0,7% do total.

Anibal Duarte Corrécio disse...

PND? O Partido do José Manuel Coelho que na Madeira recolhia apoios de pessoas de origens políticas muito variadas, como o PP, o PSD e até o PCP. ?

Tenha dó.

josé disse...

"Ódio" ao Marinho e Pinto?

Ódio é palavra que não uso no meu léxico. "hate" é anglo-saxónico e a parolice nacional já traduziu à letra quanto tinha por cá muitas e melhores expressões.

O Marinho e Pinto é um patarata. Não é por "ódio" que o digo; é por ser mesmo assim.

S.T. disse...



Até havia de ter sido giro , conseguirem eleger o José Manuel Coelho . Faz pena ver tanto voto nulo desperdiçado...

:)

Pi-Erre disse...

O homem já conseguiu mudar de nome. Agora chama-se Tachinho e Pinto, aspirando chegar a galo.

josé disse...

E pelo aspecto anda a fazer esforço por chegar a toucinho e pinto: está anafado e luzidio.

Rui disse...

PND foi fundado pelo Manuel Monteiro o antigo líder do CDS.

Rui disse...

sim ódio talvez não seja o melhor termo.

Mas a verdade é que vejo muitos a criticá-lo e não percebo bem porquê. Gostava de perceber as razões.

Do meu ponto de vista a verdade é que o homem teve coragem de ir a votos e convenceu uma percentagem substancial dos votantes a votarem nele. Já na Ordem dos advogados conseguiu uma rutura com o status quo que pelos vistos perdura pois foi eleita uma lista de continuidade (penso que era a sua vice.

Gostava de perceber a razão pelas quais suscita tantos ódios.

quanto a ser patarata não duvido que seja, mas será mais patarata do que o 5º ou 6º nas listas da aliança portugal ou do ps?

josé disse...

Pela minha parte, a aversão ao Marinho provém da falsidade do que ele é.

Repare: foi para a OA, vindo de uma advocacia inepta e de um jornalismo ainda pior.

Conhece o que o mesmo escrever sobre Mário Soares e o filho, nos anos 2000, num jornal do Centro? É uma escarreta jornalística porque eivada, aí sim, de um pequeno ódio particular.
Agora anda de braço dado com o tal Soares. Onde a coerência? Esqueceu tudo o que escreveu? Afinal o que tinha escrito era mentira?

Por outro lado, quando se candidatou à OA primeiro garantiu um vencimento "principesco" ( é assim que caracterizada os salários dos magistrados) de mais de 5000 euros/mês ( ilíquidos ou líquidos isso é que já nem sei...), porque conseguiu fazer aprovar uma proposta de ganhar o mesmo que um Conselheiro. Marinho não tinha tempo nem estaleca para desembargador, quanto mais conselheiro! Mas ganhou como tal...

Enquanto bastonário, em Setembro de 2009 pouco tempo antes das eleições legislativas que deram a vitória a Sócrates, convidou as cúpulas da magistratura ( o outro simbioso Pinto Monteiro e o simbiótico Noronha) para uma reunião na OA com a presença do ministro Alberto Costa. Marinho patrocinou o encontro, prometendo que era o primeiro de muitos. Foi o único e nunca se soube ao certo de que trataram efectiva e realmente.

Suspeito que trataram de algo ignóbil e ligado às eleições e ao problema das escutas Face Oculta que ainda não se conheciam. Suspeito, claro e não quero dizer mais que isto, mas é legítimo pensar porque dois e dois são quatro.

Depois, durante o resto do mandato na OA fez a vida negra aos magistrados acusando-os de malfeitorias e de serem isto e aquilo sem bases nem fundamento para tal.

Aceitou ser comentador de tv, para se promover e dizer umas inanidades sobre tudo um um par de botas.
Conseguiu a notoriedade que lhe faltava e aí está: populista dos quatro costados e de pleno direito.

Isto é pessoa política que um país mereça?

josé disse...

Ah! E assegurou, ao sair da OA um "subsídio de reintegração" de 40 mil euros ( líquido ou não, nem sei). E teve-os.

Isto é sério?

zazie disse...

Toucinho e pinto

AAHAHAHAHAHA

lusitânea disse...

A maioria sociológica de esquerda entretanto começa a sentir a autofagia dos seus mais que muitos candidatos a vanguardas...e tudo pelo Estado Social Internacionalista!
O resto do pessoal pagante que se porte muito bem, pague e não bufe porque a democracia dos bons acolhimentos é assim...e até promove o "ir tomar no cu"...

Anibal Duarte Corrécio disse...

zapping nos canais 'informativos' e é puro esterco, lixeira comunicacional.

Tempo de antena para PC, bloco como se a grandeza destes antros de toupeiras e ratos fosse equivalente aos partidos do 'arco da corrupção'.

Estamos feitos à merda televisiva, aos milhões do Balsemão putrefacto das SIC e SIC-N, verdadeiras quintas divisões ao serviço da esquerdalhada.

A SIC-N fede a ratos e os jovens jornalistas são velhos decadentes, porcos nas partes íntimas.

A Ana Lourenço quando se ri parece uma meretriz.

Estamos fodidos, mas não é do dinheiro.É da alma.

Severo disse...

É de estranhar não haver ninguém, mesmo os "tudólogos" mais inteligentes, que explique e desenvolva uma teoria mais que aceitável dos 66% de abstencionistas destas eleições europeias!
Confesso que, mesmo um leigo que sou nesta matéria, tenho cá para mim a ideia que a maioria do povo português está farto deste regime.
Falo por mim, não fui lá porque sinceramente não acredito nestes partidos e muito menos nestes políticos corruptos. Estes 66% certamente também devem pensar da mesma maneira, ou estarei enganado ?

Anibal Duarte Corrécio disse...

Qual António Costa, qual carapuça! José Sócrates à liderança do PS!

mujahedin مجاهدين disse...

Severo, não sei se está enganado ou não. Mas na parte que me toca, está certíssimo.

zazie disse...

Se fosse para a Assembleia era diferente.

Portugal fica no cu de judas, ninguém sabe rigorosamente nada da Europa e está-se absolutamente nas tintas de quem vai ou deixa de ir para um sítio onde outros é que mandam.

Acho que foi a primeira vez na vida que também votei para esta treta.

e votei apenas para chatear, porque é preciso que a escardalhada leve para trás.

zazie disse...

A percentagem que merecia a pena fazer era a de quantas pessoas sabiam a diferença entre quem vai e o que lá vão fazer.

Nem eu sei e nunca pensei em perder tempo a querer saber.

e3heheheheh

zazie disse...

Vão fazer número em votos de tretas onde existem outros a votar mais tretas.

Acho que até entendo o voto dos nacionalistas e anti-europeístas.

Dá para entender o voto no Le Pen, por exemplo- são questões de políticas de imigração que estão em causa e acho perfeitamente razoável que se tente travar este descalabro.

mujahedin مجاهدين disse...

Oh, olhe eu, francamente, tirando o absurdo de não pagar a dívida, os únicos que têm um discurso que me apele são os do PC.

É triste mas é verdade.

São uma fraude total obviamente, mas ainda assim.
Não é muito diferente do da FN em França, por exemplo.


mujahedin مجاهدين disse...

Não é só imigração. É sair do Euro e eventualmente da UE.

A Le Pen di-lo claramente nos debates na TV:

1 - domínio das fronteiras
2 - saída do Euro
3 - proteccionismo económico
4 - soberania legislativa

zazie disse...

É imigração a 90%.

O problema social é a imigração. Não é o euro e tenho a certeza que ninguém que votou pode saber ou medir as consequências da saída do euro.

Porque ninguém sabe. É das tais tiradas que serrvem para os inimputáveis caçarem votos com utopias.

Mas são inimputáveis. Por cá é o Arroja, mais o outro patusco de economia e o PCP.

Ninguém com juízo ou sem o dinheiro na Suiça primeiro, pode defender essa treta.

zazie disse...

A saída do euro é um complemento ao nacionalismo.

Os franceses são chauvinistas e a escardalhada também meteu para lá os turbantes e agora estão a pagar a factura.

Nós não temos extrema-direita porque para cá só vem a pretalhada.

E, por enquanto, a pretalhada lá viola umas miúdas menores e os media nem dizem que são pretos.

Iventam problemas de bullying no que é cena de violação de catorzinhas, tradição natural na terra deles.

zazie disse...

Por isso é que alguém contou uma cena de chorar a rir.

Um grupo da Linha de Sintra, auto-intitulado nazi, tinha um preto que também gritava- fora os pretos, somos lusitanos!

AHHAHAHAHAHAHAH

José disse...

Para mim o maior mistério é o PCP. Um partido anti-democrático é visto como se fosse a quinta essência da democracia que ficaria coxa sem tal adereço...


Isso é que não compreendo bem.

mujahedin مجاهدين disse...

Pois, mas e as consequências de ficar no Euro, alguém sabe?

Que as consequências de sair vão ser más é evidente. Quem espetou aí com o Euro, não vai deixar que o pessoal saia assim tão facilmente. E como a circulação (e o "fabrico") do cacau está nas mãos de uns poucos, hão-de querer causar toda a espécie de calamidades económicas e recessões e sabe Deus que mais. Isso é certo.

Só que eu acho que não é menos certo que tal não aconteça conservando essa moeda. De maneira que se está, como dizem os gringos, between a rock and a hard place.


mujahedin مجاهدين disse...

*que tal aconteça, claro

zazie disse...

Pois é. Dizem que são do contra. E ser do contra é não ser pelo capitalismo. E o capitalismo é uma coisa má, como se achava que era e agora se comprova pelas bolsas da finança.

A lógica é esta. Qualquer pseudo-filósofo fiz isto e meio mundo papagueia.

Eu penso que o principal problema, desde sempre, é a localização geográfica de Portugal.

Ficamos fora de tudo. Não temos qualquer contacto com o resto da Europa e, por isso, este isolamento tende a esquentar cabeças.

As pessoas dizem isso, do mesmo modo que pode passar um século e ainda vão andar a falar do problema do salazarismo.

Pois se ainda se afirmam como "republicanos", uma coisa fóssil, porque é que não haviam de acreditar que o PCP que nunca por cá foi poder para se saber do que é capaz, é um bom partido amigo dos pobrezinhos.

mujahedin مجاهدين disse...

Ó José, ainda não entendeu que isso não interessa nada?!

Repita comigo:

o P-C-P é e-ssen-cial à de-mo-cra-cia.

Trinta vezes para começar, se fizer favor.

E se não compreende, porque pergunta? É assim. Pronto.

ahaha

zazie disse...

Os franceses hão-de estar-se pouco lixando para o euro. Mas nunca se estiveram lixando para imigração e agora, que a têm de atoleiro, dá para ver a reacção.

Aliás, aquela trampa de turbante nem eu queria.

É trampa e da grande. Antes a pretalhada, como nos calhou em sorte.

zazie disse...

E nem é só os de turbante. São os argelinos, é toda aquela merda que tomou conta de Marselha, por exemplo.

Contaram-me que nem se pode andar por lá.

zazie disse...

Mas os franceses são geneticamente chauvinistas.

Aquilo também é outra coisa que não dá para aturar

ahahahaha

A sério. Antes os snobs dos ingleses que fingem que é tudo igual e depois fazem o sorriso "cheese".

mujahedin مجاهدين disse...

Pois ó Zazie, mas a questão é um pouco mais complexa que isso.

A "trampa" do turbante não é toda a mesma. E são muitos deles que encabeçam a resistência contra a trampa do gender e essa merda toda que lá andam a fazer nas escolas e que é, no fundo, a trampa da kippa, mas que não entra nas sinagogas nem nas escolas deles. Mas sobre essa, cala-te boca...



mujahedin مجاهدين disse...

Vão ser os votos dos turbantes que vão levar a FN ao poder.

zazie disse...

Mas, que as pessoas, de um modo geral, não têm a menor noção da forma de vida do resto da Europa, é um facto.

Nem disso, nem do nível de vida.

Os profs comparam ordenados sem compararem nível de vida.

Como se fosse tudo igual.

Por isso é que ainda agora recebi um mail de espanto, de quem tem filha em Inglaterra que está agora a perceber que aquilo é complicado e que uma casa é uma fortuna, se não for em local absolutamente chunga.

Pois é. Mas a resposta dela, como boa escardalha, foi de despeito- que a merda é aquilo ser caro, não é o problema de cá ser tudo pobrezinho

AHHAHAHAHAHA

É isto que não dá para entender. Também achou o máximo que a filha fizesse mestrado em " Vida Selvagem". Porque é ecologista e biologia era giro se depois desse para utopias.

Agora a miúda descobriu que a andaram a enganar porque trabalho nessa área é todo à borla.

O máximo que conseguiu foi trabalhar numa loja de beneficência de protecção da vida selvagem na Escócia.

Eu já a tinha avisado que era assim- que só assim certas coisas podiam existir porque aquilo lá é capitalismo a sério, não é Foz Coa pago pelo Estado.

Mas não entendem e agora está revoltada contra o capitalismo inglês.

Não dá. Não são pessoas sem estudos. São pessoas palermas que nunca experimentaram ir viver para um desses países anti-capitalistas como gostam


zazie disse...

A trampa do turbante é mesmo toda igual e a magote.

A trampa de kippa varia um pouco mais, é cretina mas não chateia.

zazie disse...

Detesto essa merda de se defender "conservadorismo" com sharia.

É linda a maneira como defendem a família, é. Apedrejadas até à morte.

Mete nojo. Dessa gente gosto apenas do património histórico.

Da pedra, dos adereços, de tudo o que não ande e respire, e que me perdoe a bicharada que é mais gente que eles o são.

mujahedin مجاهدين disse...

Não diga asneiras.

V. nem acompanha coisa nenhuma e por isso nem sabe o estado em que aquilo está. Está a falar de cor.

Agora sou eu que passo. E já.

zazie disse...

Claro que em turismo também os curto. Mas é de passagem.

São palradores, são simpáticos e tal e coisa.

Mas isto, sem querer saber nada do que se passa dentro de casa.

zazie disse...

Acho que as asneiras são mais suas e do seu avatar.

Desculpe lá mas pelo nick e pelo avatar o Mujah não me parece a pessoa mais isenta e racional para falar dos benefícios da shria.

Cada um tem a sua pancada. Uns inventam um PCP bonzinho; v. inventou um islão de mujahedins catitas.

":OP

zazie disse...

No outro dia bem que me chateou para eu contar a que me referia acerca da sua ideologia.

Pois olhe, saiu agora, é esta- "o islão bonzinho e catita para educar o Ocidente decadente"- embrulhe


":OP

mujahedin مجاهدين disse...

Don't judge a book by it's cover, não é assim que dizem os seus ingleses? Olhe que eles dizem umas coisas acertadas de vez em quando...

Mas não vejo que interesse isto tenha para o poste do José...

zazie disse...

ahahahahaha

Picou-se; picou-se.

Então v. julgava que me mandava calar e dizia que eu nem sabia do que falava por não estar a par de nada e eu me ficava?

Nãp seja tolinho, menino.

":OP

zazie disse...

Nem imagina o que já me ri com esta cena.

V. é que estava a pedi-las e eu fiz-lhe a vontade.

ahahahaha

Já lhe disse que sou dracolina e tourinha.

E escorpião de ascendente. Não merece a pena medir forças que acabam sempre por lavar de volta


":OP

mujahedin مجاهدين disse...

V. é uma personagem.

Picar-me com quê? V. é que se picou! Ahaha! E eu não a mandei calar!

Sabia perfeitamente que não se ia ficar. Mas foi só para lhe devolver a do outro dia.

De resto, sim, só escreveu asneiras pois.

Já a sua hipótese da ideologia é que é muito engraçada porque V. é muito perspicaz. Não gostava de ter de me haver consigo...









zazie disse...

ahahahahhaa

Mas eu estou a brincar. Foi uma série seguida de patas na poça que v. meteu

ahahahahahahaha

Que culpa tenho eu que seja desastrado e ainda tente disfarçar
ahahahahha

Olhe, agora a sério, não faço ideia alguma se existem qualquer vantagem em tudo isto.

O mundo está de pernas para o ar. É mais fácil contar as imbecilidades que se fazem que alguma coisa de positivo.

Porque anda tudo a competir em ser mais parvo. Fazem a cama em que são vão deitar.

zazie disse...

Mas estou contente por outra coisa.

Porque me passei e meti 8 carteiristas a pontapé fora do eléctrico.

Lembrei-me do Dragão. Ele é que devia fazer este trabalho que tive de ser eu a fazer.

Mas foi literalmente a pontapé. Com um polícia municipal a recebê-los na rua

":O)))))
Agora tenho de cartoonizar para poder ir trabalhar.

Anibal Duarte Corrécio disse...

A Ana Lourenço esta noite quase tinha um orgasmo.

Na parte final de um debate na SIC-N entre o "menino de ouro" e o Vitorino que um dia fugiu ao fisco, ouviu-se da boca de Santana, qualquer coisa parecida com isto: era bom que um dia o PCP se sentasse à "mesa da governabilidade".

É com estas tiradas e outras que amoleçemos nichos de mercado marxistas-leninistas e evoluímos do estatuto de senadores para putas velhas que ambicionam um lugar em Belém

josé disse...

O Santana disse uma alarvidade dessas?

Por isso é que o PCP tem rédea solta...

zazie disse...

C'um caraças.

Mas ele disse em tom sério ou como ironia?

Anibal Duarte Corrécio disse...

Quando a SIC-N colocar o vídeo, irei reproduzir tal qual como surgiu.

Foi dito nos últimos segundos do debate.

Sem ironia. Com o charme discreto de Santana Lopes.

Amélia Saavedra disse...

Meus caros, daquela gente tudo se pode esperar (incluindo esse tal de Santana)... mas olhem que não estou assim tão indignada, pois esta gente é perita em golpes baixos... e esta intenção de querer um tal de PêCêPê no governo, pode ser mais um desses golpes... ou seja.. a melhor forma de acabar com esse partido, dando-lhe mais uma vez corda para se poderem enforcar... quem sabe se será desta que nos vamos livrar desses fósseis!

josé disse...

O PCP não precisa ir par ao poder a fim de todos saberem o que é.

Precisa é que todos digam o que é e tal não tem acontecido de há 40 anos a esta parte.

Todos encobrem a Besta porque têm medo de serem chamados fascistas.

É só isso.

josé disse...

A palavra-mágica que o PCP inventou para lhe salvar sempre a pele é essa e mais nenhuma.

Desfaçam-na em pedaços como aconteceu em toda a Europa e o PCP esvai-se.

Naturalmente e sem dor.

josé disse...

Daqui se chega à conclusão que uma simples palavra vale exércitos inteiros ou revoluções.

zazie disse...

Pode crer, José.

E isso é que mais ninguém vê.

Não há um único historiador ou comentador que pegue na semântica como o José pega.

Não percebem o poder das palavras e nunca fizeram essa historiografia.

Pelo contrário- vão atrás dela e são os próprios a utilizarem o léxico.

Até o João Pereira Coutinho, na última entrevista que li falava em "reaccionários".

mujahedin مجاهدين disse...

Ó Zazie, V. pôs-se aí a deitar foguetes antes da festa, mas está enganada. Mas foi uma boa tentativa.

tome lá, o que eu penso sobre esse assunto é mais ou menos isto:

http://www.lerougeetlenoir.org/les-controverses/islam-une-alliance-souhaitable

http://www.lerougeetlenoir.org/les-controverses/islam-ni-alliance-ni-ignorance

mujahedin مجاهدين disse...

Escusado será dizer, no nosso caso nada disto tem importância, logo, não é ideologia nenhuma. Porque não tem qualquer aplicação em nós a não ser que a gente vá buscar pessoal a Marrocos. E ideologias, só poderia ter uma que fosse exclusivamente portuguesa, porque eu não sou outra coisa.

Por isso é que as suas deduções falham. Porque V. pensa que eu escolhi o boneco de propósito, para representar as minhas ideias. Mas não se esqueça que eu sou um peixe...

Mas é perspicaz porque chegou quase lá só com meia dúzia de lamirés.

zazie disse...

Vamos lá a ver:

Eu defendo o respeito pelos cultos, sem que isso tenha de ser em paridade porque as sociedades têm história e ela não é um melting pot paritário.

Quero com isto dizer que fui absolutamente contra todo aquela palhaçada dos ateus militantes lá Dinamarca e as provocações que faziam aos muçulmanos.

Porque era militância foleira, para, como um deles disse "fortalecerem a fé ateia".

Também acho que quem está mais preparado para lidar com isso são os católicos e não os ateus. E sou contra a tara anglo-saxónica de transformar tudo em "cidadania laica" com probições até de cruzes ao peito (às hospedeiras de bordo) ou nos locais públicos, como querem.


Mais do que isto, pegar nessa vergonha contra as mulheres que é a lei da sharia, nunca.

Porque há coisas que não são defesa de "conservadorismo" (o que quer que isso seja, porque, em matéria de costumes até nunca fui lá muito conservadora e moralista).
O exemplo dos islão não é conservadorismo- é barbárie mais bárbara que a que tinham os canibais.

E isso de serem contra as cenas de gay é treta porque até na história pensinsular se pode comprovar que a homossexualidade era um hábito partilhado entre judeus e mouros.

Como ainda é. Eles nas saunas, os outros em magote em Israel e em lobby por todo o mundo.
Os judeus até lhes chamam "enraba-cabras" sendo que está por esclarecer quem são as cabras.

zazie disse...

Outra coisa- ideologia não tem nacionalidade.

Pode ser qualquer teoria quando passa a doutrina, a crença, a fé e a militância de agit prop.

A ideologia é um discurso distorcido feito para convencer.

zazie disse...

Aquela forma como tratam as mulheres e até as crianças, agora numa mistura de ideologia identitária adaptada do Corão, é uma cena nojenta.

Com isto não estou a defender, como defende até a escardalhada, que se eduque os tipos e liberte as mulheres deles, à bomba, nas terras deles e depois se faça política de porta-aberta, cá, por complexo de paternalismo com as "minorias" e contra o "racismo".

Defendo o inverso, que haja distância razoável em vez de deixar entrar tudo.

zazie disse...

Outra coisa: eu até recebo mails dessas organizações católicas que nem considero "lá muito católicas".

Ou seja, há que ter a noção da realidade e não se inventarem nacionalismos e identidades com a pancada da pureza porque pureza é coisa que faz mal à saúde.

O mundo mudou e até a Idade Média nunca foi nada pura. Essa pancada das "França cristã e púdica" é uma anedota. A França há séculos que deixou de ser católica e o pudor sempre foi outra coisa, em competição com os alemães- chauvinismo.

Não gosto nada do chauvinismo francês. Cheira tão mal quanto eles cheiram.

E a globalização é uma realidade, pelo que querer voltar a um passado de fronteiras fechadas e protegidas é um disparate fora de época.

É como a utopia ancap.

mujahedin مجاهدين disse...

Pronto, já vi que não há hipótese de discutir isto consigo. V. só vê sharia à frente.

Mas depois, em relação aos "outros" já é mais compreensiva... E é isso que não entendo. V. sabe como tratam eles as mulheres por acaso? Parece-me que não.

Curiosamente, é nas Arábias e nos Emirados, amigalhaços deles e dos gringos, que a sharia é aplicada. E são eles que pagam as Al-Qaedas que andam na Líbia, e na Síria onde até canibais lá meteram a pretexto da democracia... com a complacência e conivência e apoio dos democratas.

Mas V. mete sírios, libaneses, tudo no mesmo saco... meta à vontade. Mas é o mesmo que dizer que os cristãos são todos a mesma trampa que os fanáticos gringos lá dos evangelismos e do "God hates fags".

V. diz que a globalização é uma realidade, mas parece-me que tem dificuldades em perceber que o assalto é igualmente global e das proporções que as coisas estão a tomar.

V. acha que eu tomo partido por ideologia e pronto. Depois não vê nada do que eu lhe mostro e perde-se com merdas que não interessam nada. Exemplo: o chauvinismo dos franceses e que a França nunca foi pura. Que me importa lá isso? A questão é o assalto da trampa progressista (portanto de quem o move) a tudo quanto queira resistir-lhe e se há ou não razão para que as religiões se mobilizem em conjunto para lhe resistir apesar das diferenças eventualmente irreconciliáveis entre elas. Porque pelo menos podem pôr-se de acordo em lhe resistir em vez de se virarem uma contra a outra por instigação desses mesmos progressistas (para não lhes chamar outra coisa). Em França essa questão é pertinente.

E isso da homossexualidade e dos muçulmanos mostra que V. nem leu o que lá está, porque isso é o que eles dizem: que os muçulmanos só se começaram a agitar com a cena do gender nos miúdos deles...




zazie disse...

é pá- v. anda lá no tribalismo de turbantes contra kippas e cenas de política internacional e estou-me completamente nas tintas para tudo isso.

Como dizia o bacano do Despastor, a minha capacidade de sentir os problemas dos outros não vai mais longe que Badajoz

Quero cá saber se os sírios são mais assim que os líbanos ou mais assado que os dos emirados.

o que eu sei é que em vindo para cá a merda é toda igual.

Coneço londres e aquele londistão e chega.

E não sou nem tenho de ser mais ou menos compreensiva em relação ao que é problema social e ao que nem é.

Essa guerra é sua, não é minha.

Como dizia a Dragão, a minha capacidade de embirração e superior à vossa capacidade de coleccionarem filias por gente a magote, que não conhecem de parte alguma

":OP

zazie disse...

E com isto embirro por igual com os copinhos de leite que têm a mania que são "raça pura lusitana" coisa que, ao que consta, só existe no gado cavalar.

zazie disse...

Na verdade, acho que nem chega a Badajoz.

Cada vez tende a ficar mais à porta do meu quintal

":OP

zazie disse...

E olhe, outra coisa: também não acho que seja da competência da Igreja Católica andar a fazer intervenção política ou social dessa maneira.

Não gosto da frase "é preciso organizarmos-nos".

Cheira-me logo a grupo e tenho pavor a grupos com chefes, cartilhas e militâncias.

A única coisa que compete à Igreja é a a mesma que compete às famílias- dar formação moral.

E é exclusivamente nisso que acredito.

Que cada um, por si, dê educação e formação aos seus e não deixe que outros tomem o vosso lugar.

E acredito apenas numa outra coisa- que uma pessoa sozinha pode enfrentar matilhas- basta querer.

É o que ando a fazer, literalmente, desde dia 6 passado.

Não é utopia, é teimosia e não delegar em grupos, nem estar à espera dos outros, o que se pode fazer por si.

zazie disse...

Olhe, se quer saber, é até nesta questão que tenho pequeno diferendo com a doutrina católica.

Aquela ideia do amorzinho a tudo e dar a outra face e deixar a justiça para o outro mundo, não faz a minha cara.

E nada disto tem a ver com ódio- tem a ver com agir que é coisa que dá mais trabalho que a poltranice.

zazie disse...

Não implica sequer a tal treta dos "ódios" e rancores nem vinganças nem nada disso.

É dever. E, como eu costumo dizer, o dever liberta.

mujahedin مجاهدين disse...

O Dragão que se calou? Pois...

A guerra é de todos. Se V. não vê isso, não vê nada.
E é a mesma guerra que já nos custou, a nós portugueses, séculos de trabalho, sacrifício e sangue.

V. vê filias, eu vejo necessidades e desesperos de quem está encostado à parede.

V. quer enfiar a cabeça na areia, pois faça-o. De qualquer maneira, não se tem feito outra coisa nos últimos quarenta anos em Portugal.

Mas não venha cá com histórias de "filias". Viu onde é que foi o papa ultimamente? Não foi ao Londistão. Viu a quem é que ele beijou a mão? Não foi a sharia nenhum...




mujahedin مجاهدين disse...

O dever liberta? Veja lá não confundam isso com alguma "filia" proscrita...

zazie disse...

ehehehe

Disse o dever, não o trabalho.

zazie disse...

Sim, o Dragão dizia que era mais fácil ter embirrações com todo o mundo que coleccionar aquelas cenas de "amizade com povos".

Eu também não entendo isso das amizades com gente a magote que nunca vi.

E não. Não enfio a cabeça na areia.

Como lhe disse, acredito que uma pessoa sozinha, em querendo tem muita força.

Ando agora numa guerra contra matilhas.

Isto é o oposto de se dizer que "se está com o grupo A ou B e que se defende virtualmente, esta ou aquela causa.

Tretas, parole, parole. Agir é ter vontade para isso sem esperar que venham outros atrás.

E muito menos essa cena de ser necessário organizações para tudo.

Os tugas são individualistas. É mentira que se organizem para alguma coisa, excepto por clubite.

Os partidos são essa clubite nacional.

O resto é mentira. Acho até caricato aqueles grupos de apoio à eleição do presidente do cu de judas ou de apoio ao teórico americano x ou y.

zazie disse...

Mas, como v. é um "homem de letras"; um grande palrador que diz que os outros é que enfiam a cabeça na areia por não irem aos blogues e sites onde v. vai, quer contar o que é que de concreto já fez em prol da humanidade?

":OP

zazie disse...

Não enfio a cabeça na areia mas também não vivo agarrada ao telejornal a sofrer todos os males que dão no noticiário.

zazie disse...

Trato das coisas que vejo, que acontecem à frente do meu nariz; que me incomodam.

Posso é demorar muito até a coisa rebentar porque não ando cá para me chatear.

Agora se a chatice é superior ao gosto que tenho de curtir tudo, a coisa vai mesmo à marrada e tudo por diante.

Por higiene. Gosto de viver em paz e de tudo à minha volta ser bonito e agradável.

Quando não, vem-me um certo sentido de higiene obrigatória a fazer-se.

zazie disse...

Quanto ao Papa, não faço ideia onde ele foi beijar a mão ou o pé.

Mas tenho a certeza que não foi pelo sentido que v. atribui à Igreja Católica.

não foi fazer política. Há-de ter ido cativar alminhas para a Igreja.

mujahedin مجاهدين disse...

E quem lhe diz a si que as coisas não se passam à frente do meu nariz?

E quem é que falou em amizades e causas?

Eu não fiz nada em prol da humanidade, mas se fizesse também não lhe dizia...

Não enfio a cabeça na areia a fingir que não é nada comigo e digo que as guerras são dos outros. Porque nesta história, mesmo se não for nada comigo agora, amanhã pode e vai ser. Porque ninguém escapa. A globalização, tal como disse, é uma realidade. Em todo o caso, isto já não é de agora.

E tribalismo é precisamente aquilo a que me oponho. Só que oponho-me a todos. E há uns, na presente situação, piores que outros. Há uns abertos e com os quais sabemos bem como lidar desde há séculos, e há outros, velados, que "não chateiam", mas quando se vai a espreitar atrás da cortina... chateiam toda a gente.

E quando vão soldados portugas para a Bósnia, Afeganistão, Iraque, etc, fazer o trabalhinho por conta desses tribalismos - os mesmos que se opunham a que fossem para África defender os nossos e o que lá ergueram - então a guerra também é minha.

E o primeiro passo de uma guerra é discernir quem é o inimigo. E nesta, não são os muçulmanos, por mais que noutras possam ser ou ter sido. Não é filia, é a realidade.

Porque é que, subitamente, o multiculturalismo se transfigurou em "islamofascismo"? E o anti-racismo em "islamofobia"? Mas o cacau vem sempre do mesmo sítio... Quer dizer, dantes fechar a porta era ser mau e xenófobo e agora, que estão todos dentro do castelo, é que é para hostilizar e combater o "islamofascismo"?

Sabe o que é eu chamo a isso? Cozinhar.
Cozinhar o quê? Uma guerra civil.
Pode ver os restos da última tainada nos Balcãs, se um dia sair do quintal...





mujahedin مجاهدين disse...

Foi cativar alminhas foi... Os políticos gringos e bifes também lá vão todos cativá-las...

Olhe, se quiser, tenho aqui uma ponte à venda baratinha...

zazie disse...

Sim, está bem. V. opõe-se a tudo isso.

Fica-lhe muito bem.

Já agora, um detalhe -eles sabem?

mujahedin مجاهدين disse...

Não me fica nada bem. Fica tudo menos bem hoje em dia...

Saber, saber, espero bem que não saibam. Pelo menos por ora.

Mas às tantas já desconfiam... ahaha

mujahedin مجاهدين disse...

É por isso que sou um mujahedin. Que é para passar despercebido, capice?

:D

zazie disse...

AHAHAHAHAHAHAHHA

Essa agora teve piada.

Chatice. E eu que já estava como o Morgadinho com as primas. A contar perguntar se o conheciam quando lá fosse em passeio


":OP

Amélia Saavedra disse...

Hummmm... interessante caro "peixinho" hehehehe... isso quer dizer que vamos ter uma guerra em França? Se assim é qual vai ser o alvo principal? Realmente, tensões internas têm surgido em vários pontos do mundo... algo está a mudar..

mujahedin مجاهدين disse...

Guerra já V. lá tem. As divisões e tensões são muito grandes. Embora este Hollande e o Valls, com as parvoíces que estão a fazer, muito tenham contribuído para unir o que parecia para sempre separado.

Mas não é só em França.

A Rússia acordou finalmente, o que não é espantar já que os gringos foram lá espetá-la com um pau na Ucrânia.

Não seu se viu (leu) o discurso do Putin quando foi da integração da Crimeia.
Basicamente denunciou tudo quanto era lobby, tara e trampa progressista. E disse que os Russos não queriam nem iam tolerar essa propaganda lá. O que equivale, basicamente, a uma declaração de guerra.

Não se ouvia uma coisa assim há décadas. E, em boa verdade, não se ouviu porque a cortina de ferro mediática - desta vez do nosso lado - não deixou passar. Mas que ele o disse, disse.

Já se adivinhava desde que eles bateram o pé aos americanos quando era para ser o bombardeamento da Síria. Eu estava na Turquia nessa altura e parecia certo que era para avançar. Os turcos estavam completamente em pé de guerra e só mostravam imagens dos aviões deles (e da NATO) na tv. Mas não avançou e foram eles quem travou isso.

Não sei o que isto vai dar. Mas acredito que os Russos comecem discretamente a apoiar certos movimentos por aí. Nem me espantava se começassem a reciclar o que ainda há de estruturas subversivas comunistas que possam controlar e dirigi-las para novos objectivos. O que é engraçado porque os nossos fósseis parecem ainda não ter dado conta que o Estado russo está cada vez mais próximo da Igreja Ortodoxa.

Em todo o caso sei que se fala cada vez mais em França de aproximação à Rússia. Na Alemanha, pelo que ouço dizer, também.

Os Russos concluíram um acordo com os chineses para venda de gás de um valor astronómico, à conta das sanções da tanga gringas. Centenas de mihares de milhões de dólares. Quem se vai lixar são os Europeus que vão ficar com energia cada vez mais cara, à conta dos gringos e dos bonecos que eles têm a mandar nisto.

Penso que isto vai aquecer à medida que a guerra continue a "esfriar"... Mas acho que desta vez, quem está atrás da cortina de ferro somos nós...

mujahedin مجاهدين disse...

Não posso falar mais dos russos, senão a Zazie inda diz eu tenho uma filia... Ahahah