Páginas

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

Impostos: a Paródia de 1900 repete-se agora

No número de 4 de Abril de 1900, o jornal satírico A Paródia tinha esta caricatura sobre os impostos em Portugal, em comparação com outros países.

Cento e quinze anos depois, parece que não mudou muito...apesar de um interregno de mais ou menos quatro décadas, quando o regime de Salazar e Caetano mandava no Orçamento de Estado e a Constituição impunha o seu equilíbrio efectivo.
Há muita gente que não sabe nem quer saber disto.


7 comentários:

lusitânea disse...

A salvação do planeta sai cara.Isto da ditosa constituição alargar o Estado Social a tudo o que seja "residente" e ao mesmo tempo as escolas não serem SEF é uma bola de neve no arrasto ao contribuinte
Depois os queridos eleitos "criam" para si e para os amigos empregos por conta do erário que nunca mais acabam

Floribundus disse...

a seguir ao 25.iv o pc saneou tudo que considerou fascista
e encheu a função pública de analfas anti-fascistas

seguiu-se a inundação devida ao ps

o que sobrou foi parar ao psd

vem aí D. Sebastião vestido de monhé achinesado

S.T. disse...

Onde é que a Fava arranjou tanto patrimonio imobiliario ? Ele é prédios , andares , montes ...

S.T. disse...

( deve pagar uma fortuna em irs , imis , taxinhas ... )

João José Horta Nobre disse...

É curioso notar como são precisamente os países latinos sempre os "doentes" em contraste com os países da Europa do Norte.

Divulguei:

http://historiamaximus.blogspot.pt/2015/02/impostos-parodia-de-1900-repete-se-agora.html

josé disse...

Os países latinos são os mais fortes porque são os que fazem maior exercício...ahahaha.

João José Horta Nobre disse...

Pois... realmente está bem visto...