Páginas

terça-feira, 30 de junho de 2015

Recluso 44: regressa a teoria da cabala...



O Diário de Notícias andava desde Novembro a tentar entrevistar o recluso 44, segundo escrevem Nuno Saraiva e Paulo Tavares na edição de hoje. Sempre negas. "No início de Junho" lá aceitou e o resultado sai na edição de hoje: uma entrevista cozinhada com o tempero do entrevistado e portanto toda ao seu gosto e paladar.
O jornal acha que isto é um furo jornalístico mas quem lê apercebe-se que é mais um logro porque é simples propaganda do recluso para reafirmar a sua "narrativa" e solidificar a ideia de que a sua prisão é uma cabala. Afinal foi organizada para lixar o PS nas próximas eleições...
Temos assim um MºPº conluiado com um juiz de instrução a que se juntaram mais uma dúzia de magistrados de tribunais superiores, todos arranjados na tramóia política de sapar as eleições ao PS e que pelos vistos estariam no papo.

A entrevista foi para passar esta mensagem e proclamar mais uma vez o estatuto de preso político. Sobre os factos puros e simples pouco ou nada. "O ex-primeiro ministro recusou pronunciar-se sobre as questões relacionadas com os ´empréstimos`de Carlos Santos Silva e o seu estilo de vida, por as considerar ofensivas e na linha dos interrogatórios do MºPº".
Tal e qual e o jornal aceitou e calou. Isto é que vai um jornalismo de frete, hein!? Coitados, nada mais podem fazer...senão cortam-lhes a colecta e o presidente do conselho de administração vigia...


A última pergunta é: "a política para si acabou?"
Resposta pronta: "oh, pelo contrário. Isto ainda agora começou".
De facto, assim parece ser e esta entrevista insere-se nesse propósito bem definido.

20 comentários:

zazie disse...

Eu desliguei dessa novela.

Não dá.

E, se no fim ficar tudo em águas de bacalhau então até acho que sim, votem novamente nele que eu mudo de nacionalidade.

Floribundus disse...

o 44 do mesmo modo que

confundiu um bancário com um banqueiro

não consegue distinguir
um político preso
dum preso politico

o insulto ao Procurador
como única arma
'num chega'

zazie disse...

A única coisa que racionalmente deviam ter feito era assustá-lo e deixar fugir para o Brasil.

Mais nada.

Porque se a lei por cá tem todas essas minhoquices que inviabilizam o que é normal, então também há-de ser natural que o mesmo país que não julga, aguente com as consequências políticas da poltranice.

É que isto não é Casa Pia. Aqui é enrabanço total a um povo.

Ora se o povo deixa e depois ainda é capaz de pedir mais.

João José Horta Nobre disse...

A telenovela mexicana em torno do Sócrates ainda vai dar um filme que irá vencer óscares.

Confesso, já me passou a fase da raiva contra o "animal selvagem", agora parto-me é a rir de cada vez que ouço esse idiota abrir a boca para dizer seja o que for.

Ricciardi disse...

Ainda sai a tempo para se candidatar a PR. Ou por excesso de preventiva ou por não pronunciamento.
.
Aposto q se vai candidatar se a justiça nada tiver para o acusar. Dadas as qualidades retóricas da pessoa, pode muito bem reverter o caso marquês a seu favor e apresentar-se como um lutador inquebrantável.
.
Rb

Ricciardi disse...

Ainda sai a tempo para se candidatar a PR. Ou por excesso de preventiva ou por não pronunciamento.
.
Aposto q se vai candidatar se a justiça nada tiver para o acusar. Dadas as qualidades retóricas da pessoa, pode muito bem reverter o caso marquês a seu favor e apresentar-se como um lutador inquebrantável.
.
Rb

João Diogo disse...

Zazie , entre este e irmos baixar as calcas aos Gregos cedendo um emprestimo dentro de todas as exigencias ( chantagem ) mais vale pegar nas malas e sair para fora da zona Euro que isto ja nao interessa a ninguem.

zazie disse...

A ideia era essa

":OP

Terry Malloy disse...

Este é fundamentalmente um ataque "feroz" (ferocíssimo) ao secretário-geral do PS.
Algo ia apodrecendo por ali e agora estoirou.

Pois vejamos: a 27.11.2014, pouco depois de ser preso, escrevia na sua primeira "comunicação do cárcere" que

"quero o que for político à margem deste debate. Este processo é comigo e só comigo. Qualquer envolvimento do Partido Socialista só me prejudicaria, prejudicaria o Partido e prejudicaria a Democracia".

Mas esperava, evidentemente, um envolvimento em peso e em força do aparelho. Que nunca chegou.
E depois de algumas notícias a darem conta de que as relações entre ambos tinham azedado, eis que, quando o PS passa para segundo nas sondagens, e o mais que deseja António Costa é que não liguem o PS ao caso do recluso 44, este diz que

"a minha prisão visa tão-só o PS de ganhar as p+róximas eleições legislativas".

E escassos dias depois do secretário-geral do PS dar na televisão a sua primeira grande entrevista em pré-campanha eleitoral, em que afirma que lhe custa muito mas

"o que como secretário-geral [lhe]cumpre fazer é a separação clara entre o domínio político e o domínio da justiça",

Sócrates responde com

"é muito frequente ser difícil distinguir o discurso da responsabilidade do da covardia e da rendição."

Isto só agora começou.

zazie disse...

Isto do 44 já satura porque quanto mais tempo mais ele vai abusar. E é claro que há sempre jornalistas pronto para o frete.

Agora imagine o que seria nem haver acusação e não ser julgado por júri.

jkt disse...

O PS no poder isto acaba logo.

josé disse...

Não pode ser julgado por júri...acho que descobri isso no outro dia.

zazie disse...

Ah é?

zazie disse...

E porquê?

josé disse...

Leia aqui, por favor

zazie disse...

Ah! art. 40 da Lei 34/87 de 16/07.

E eles sabem isso!

josé disse...

Acho que este acórdão é do processo do Isaltino Morais

zazie disse...

É, é. Tem o mesmo número

Apache disse...

"Temos assim um MºPº conluiado com um juiz de instrução a que se juntaram mais uma dúzia de magistrados de tribunais superiores, todos arranjados na tramóia política de sapar as eleições ao PS"

A “velha” teoria da cabala.

BELIAL disse...

A cavalo da cabala, até à sentença final, transitada.

O imperador está longe e as montanhas são altas (provérbio chinês).