Páginas

sexta-feira, 30 de outubro de 2015

A "direita" segundo a Esquerda

Há precisamente 41 anos, Sá Carneiro, então líder do PPD considerava-se social-democrata e até afirmava que o era desde 1970...
Sobre o 25 de Abril era claro: uma" hora de reencontro da liberdade política, das condições de acesso à democracia pluralista, o abrir dos caminhos da democracia social e económica. (...) O ruir da ditadura não valeu apenas pela destruição de um regime opressor, mas pela possibilidade que nos foi oferecida de construir uma sociedade nova, livre e justa."



Neste contexto não é honesto afirmar que Sá Carneiro era "da direita" porque simplesmente não era. Só o seria num contexto em que a esquerda comunista dominasse ideologicamente e passasse a definir o que eram as fronteiras ideológicas entre a esquerda e a direita. Foi o que sucedeu em Portugal nos últimos 40 anos o que é um logro, uma mentira pegada e uma tragédia nacional.

Em 1979 quando se formou a AD, conjugando o CDS de Freitas do Amaral ( já vimos aí em baixo ue não se considerava de direita e até se dizia socialista...) e o PPM, uma força marginal dos monárquicos utópicos, sem rei nem roque.
Era isto a direita? Era, segundo os comunistas de então, como Vital Moreira o confiava ao O Jornal de 31 de Outubro de 1979, antes das eleições. O perigo da "direita" era esse, o de ter Sá Carneiro e Freitas do Amaral a governar o país...
Passados 40 anos não andamos um milímetro para fora destes conceitos atávicos e fossilizados pelo nacional-comunismo.
Foi assim que o jornalismo caseiro se acomodou e aprendeu dos professores que nessa altura eram os tarimbeiros das "cachas" e das opiniões travestidas de notícias. Não admira que o jornalismo nacional, das lourenças e judites seja a mediocridade que é.
A "direita" para essas luminárias sem chama é o que se estende partidariamente para além do PS. Para esse lado é tudo direita mesmo que professe a social-democracia.


26 comentários:

BELIAL disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
BELIAL disse...

Bota abaixo PPC, emposse-se AC o mais rapidamente possível.

Anseio pelos seus prodígios.

Só pode correr bem.

Floribundus disse...

José
net

I nitriti possono essere addizionati come conservanti ai seguenti alimenti: insaccati (freschi, stagionati, cotti), prosciutti (stagionati e cotti), semiconserve non sterilizzate (würstel e mortadella), le conserve sterilizzate, carni affumicate, nei cereali e prodotti tostati, pesce.

La Direttiva del Parlamento Europeo 95/2/CE del 20 febbraio 1995 consente per gli insaccati l’addizione di nitrito di sodio (E 250) solo o con NaCl e di nitrito di potassio (E 249), nella misura massima di 150 mg/kg. Permette inoltre, come funzione di riserva, l'impiego di nitriti l’addizione di nitrato di sodio (E 251) e di potassio (E 252) nella misura massima di 250 mg/kg.

Il Comitato Scientifico per l’Alimentazione della Commissione Europea ha valutato l’assunzione giornaliera accettabile di nitriti nell’ordine di 0,06 mg/kg di peso corporeo e di 3,7 mg/kg per i nitrati.

Il comitato FAO-OMS ha fissato per i nitriti una dose giornaliera di 0-0,1 mg/kg di peso corporeo.

Maria disse...

Cheguei agora a casa e ainda não li nada destes artigos de jornal, verdadeiramente imprescindíveis para se verificar a massa pútrida de que é feita esta pseudo-esquerda deplorável.

Há neles um título em que Vital Moreira - essa criatura execrável que destilava ódio por todos os poros ainda não vão muitos anos, um vira-casaca para o lado que mais lhe dá jeito conforme o 'lado' para o qual os ventos vão soprando - afirma (antes das eleições de 79) " A vitória da AD criaria conflitos sociais graves"!!! Imagine-se a desfaçatez inaudita!!!

Já se viu maior hipocrisia e cinismo, os contidos nesta afirmação?
Nas eleições de 79 a AD consquistou com todo o mérito uma vitória estrondosa. O Povo sabia bem o que fazia e o queria, menosprezando as atoardas e mentiras vergonhosas lançadas diàriamente nos jornais e na televisão, nos comícios e nas manifestações, sucessivas e ininterruptas da esquerda deplorável, partido socialista incluído, que nos sufoca e oprime desde então.

O medo aterrador que a esquerda tinha, toda ela, repito, de que a AD gorvernasse e de certeza que nunca mais deixaria de governar com o apoio do Povo (para a esquerda oportunista e corrupta, era a direita fascista que estaria no Poder..., e sendo assim lá se iriam os milhões de milhões à espera de serem bifados ao Povo durante décadas) era de tal monta que ela, a esquerda comunista, socialista e extremo-esquerdista, tinha que tomar uma decisão drástica, até matar se necessário fosse, para impedir a tal 'direita fascista' de chegar ao poder ou de a travar de qualquer maneira caso ela já o tivesse atingido. E foi o que fez. Engendrou satânicamente um atentado com a exclusiva finalidade de assassinar de uma única vez não só os principais dirigentes da coligação, é bom não esquecer apoiada por 90% da população, como o próprio governo legitimamente saído das eleições.

A partir daí ficou totalmente dominada a situação política e definitivamente aberto o caminho para o socialismo/comunismo, tal como ficou plasmado na Constituição, é bom lembrar, diabólicamente elaborada nas costas dos portugueses por essa mesma esquerda marxista/leninista/trotskista, esta sim efctivamente anti-democrática e anti-patriota.

Quem duvide da direcção esquerdista/marxista que iria ser imediatamente reposta a seguir a 1980 (ano do criminoso atentado da maçonaria que nos governa, contra Sá Craneiro e restantes passageiros do avião, todos inocentes e ingènuamente crentes neste regime e na restante politicagem, que afinal mais não é do que uma autêntica ditadura hipòcritamente apelidada de democrática), alterando em 360º o caminho efectivamente correcto e democrático que o sistema iria percorrer com a AD no Poder, atente-se nas palavras cínicas proferidas em directo numa televisão, do maçon anti-patriota - como o é toda a esquerda, especialmente a maçónica, que, além do mais, personifica o autêntico espírito do Mal - António Arnault, ainda não vão muitos anos: "... pois, de facto, tendo a maçonaria reparado no modo como o sistema estava a desviar-se do caminho certo (ou seja, segundo eles, a resvalar para o caminho errado, para a direita 'fascista'..., claro) nós resolvemos dar-lhe "um jeitinho" (fez esta maquiavélica declaração a rir). Honra lhe seja, pois teve a coragem de o afirmar taxativamente, embora deste facto abjecto todos nós já tivessemos basto conhecimento.

Depois destas infamantes palavras, não há que admirar sobre o caminho indigno que esta maldita seita maçónica tem vindo a dirigir o País e a conduzir o Povo desde 1980 até hoje.

zazie disse...

Floribundus,

Aqui- link do sampy no PC

OMS- É para pendurar e deixar secar ao fumeiro

http://www.iarc.fr/…/media-centre/iarcnews/pdf/Monographs-

Q… Cada dose de 50 gr de carne consumida diariamente equivale a um aumento de risco de 18%
No entanto, depois de 20 anos e mais de 800 estudos --> "eating red meat has not yet been established as a cause of cancer"

Floribundus disse...

cont.

Il processo di stagionatura o fumare carni conferisce un particolare aroma e profumo ai cibi. Il processo di affumicatura incoraggia la produzione di composti chimici chiamati idrocarburi policiclici aromatici in carni e altri alimenti affumicati. Esistono molti IPA, anche se due dei composti più comuni sono benzopirene e naftalene, una sostanza chimica trovata in naftalina. IPA ha effetti dannosi sulla salute umana, con link a molti tipi di tumori e altre malattie.

I ricercatori attribuiscono in parte l'incidenza decrescenti di cancro allo stomaco per ridurre il consumo di carni affumicate. Il processo di fumo provoca catrami dalla combustione incompleta di legna e carbone per assorbire nella carne. Questi tipi di catrami sono pieni di sostanze cancerogene, agenti cancerogeni. Professor J. Anderson, alimenti e nutrizione specialistica presso l'Università del Colorado Extension, suggerisce di utilizzare fumo liquido per ottenere lo stesso sapore affumicato e riducendo la frequenza di consumo di prodotti affumicati per abbassare i rischi di cancro.

não existem estudos epidemiológico dignos de crédito
não se estabeleceu a composição muito variável conforme o poduto consumido
a lenha utilizada é muito importante
usávamos exclusivamente estevas

com enchidos e outros produtos fumados (há 2 dias comi truta - todos os dias consumo 20g de fiambre ou outro) a dose 'tóchica' seria pelo menos 10x+

os nossos antepassados teriam morrido todos
os nórdicos também

o consumo de nozes, cenouras, etc é muito importante

já começou o ataque ao consumo de peixe

esquecem as gorduras

os gringos mortos no Vietnam tinham aos 20 anos as artérias entupidas a 50%

devem fazer como o boxexas ao socialismo

Floribundus disse...

obrigado Cara Zazie

um estudo epidemiológico com nª limitado de casos
feito em poucos países não tem significado

a % é idêntica em Judeus e Muçulmanos

morrem anualmente no mundo com cancros diversos:
20 mil com carne
600 mil com tabaco
1 milhão com álcool

esqueceram-se de contabilizar as drogas

zazie disse...

Floribundus:

Isso pode ser do senso comum mas nenhum estudo prova nada.

O que me encanita na cientoinice é que eles pegam nos químicos que já sabem que podem provocar qualquer tipo de doença e depois procuram-nos nos alimentos ou justificam que os alimentos podem ser perigosos por serem secos ou cozinhados.

Qualquer pessoa pode fazer o mesmo sem precisar de lhe chamarem cientista, ou estudo científico à treta.

mas existe uma gigantesca subserviência face a tudo que vem com chancela de "estudo científico" ou "prova científica.

As pessoas reagem a essas palavras como ao feiticeiro da tribo. E depois nem pensam como é que podiam ter testado e chegado a qualquer certeza.

Neste caso em 20 anos não chegaram a conclusão alguma. É mais fácil perguntar numa aldeia aos antepassados, de que morreram e retirar alguma conclusão.

mais fácil e mais provável de estar certo.

E, para isso, não há lobby vegan a patrocinar. Já nestas tretas ia jurar que há mais que lobby vegan a alarmar.

zazie disse...

Foi baseado naqueles estudos que a OMS fez o comunicado.

Serve para ver como a OMS aldrabou.

Está aqui mais outro link, de onde se chega a esse.

http://www.iarc.fr/en/media-centre/pr/2015/pdfs/pr240_E.pdf

zazie disse...


« Q. Could you quantify the risk of eating red meat and processed meat?

A. The consumption of processed meat was associated with small increases in the risk of cancer in the studies reviewed. In those studies, the risk generally increased with the amount of meat consumed. An analysis of data from 10 studies estimated that every 50 gram portion of processed meat eaten daily increases the risk of colorectal cancer by about 18%.

(...)
Q. Can you compare the risk of eating red meat with the risk of eating processed meat?

A. Similar risks have been estimated for a typical portion, which is smaller on average for
processed meat than for red meat. However, consumption of red meat has not been establishedas a cause of cancer.

Floribundus disse...

Maria

Amaro da Costa também era visado pela tropa fandanga que ainda por aí arrasta a sua lepra

foi uma maneira de fazer desaparecer documentos comprometedores
que iam ser divulgados no Porto (assunto falado num circulo restrito)

um pedreiro da mesma chafarica
eng electro-técnico com larga experiência
disse-me 'mataram o Sá'

o tricano é um pobre diabo que mete dó

Phi disse...

Ó minha gente, a ver se nos entendemos! O risco médio aumenta para 18% se comermos as 50g diariamente, em relação ao risco já existente, que nos países ocidentais anda à volta de 5%. Isto é, passamos a ter um risco total de 5,9%!
Percebido?

Phi

Floribundus disse...

Cara Zazie

tive derrame sanguineo no duodeno aos 22 anos.
andavam os sábios de Coimbra a tratar-me da vesícula biliar.

fui deficientemente operado aos 58

apesar da 3ª dentição como o meu bife de novilho com 120 gr e2 cm de alto

evito frituras (pouco azeite só para não agarrar)
evito deixar queimar a carne ou peixe na grelha

qualquer das substâncias formadas é potencialmente mais cancerígenas

sei muito bem como os chamados fazedores de opinião aldrabam os trabalhos pagos pelos lóbis

paguei por colocar a boca no trombone

zazie disse...

E o risco baseia-se numa correlação que não está provada, ó Phi!

De acordo, Floribundus.

Também penso que nestas coisas tem de haver bom senso mas há muito mais doenças para além do cancro.

Esta mania de seleccionar apenas uma e em função de um único factor é que me parece absolutamente gratuita.

zazie disse...

Quanto a estudos, alimentos e tudo o que pode ser cancerígeno, o Phi pode entreter-se com este relatório mais actualizado e tentar fazer pratinhos de peixe frito à chinesa com café e serradura porque tudo isso também é cancerígeno

http://monographs.iarc.fr/ENG/Classification/Table4.pdf

Maria disse...

Claro que sim, Floribundus. A pasta desapareceu no meio dos destroços, logo após a queda do avião.

Dois dias depois do atentado, com todos os portugueses ainda estupefactos, na verdade incrédulos, com a morte das personagens políticas nele envolvidas, andava eu a passear com a minha primeira filha, ainda pequenina, aqui à volta de casa e passei por um polícia de giro (como era normal havê-los nessa altura em quase todas as ruas e avenidas da cidade), aproveitando para lhe perguntar o que achava que tinha acontecido de facto ao avião onde seguia o Primeiro Ministro Sá Carneiro, adiantando eu que o suposto acidente cheirava demasiado a esturro e que todas as pessoas com quem já havia falado sobre o assunto acreditavam ter-se tratado de um atentado de certeza absoluta. Resposta rápida e segura do polícia "foi um atentado, disso não há a mais pequena dúvida".

Anos mais tarde, andava esta minha filha no Ballet, em conversa com uma Avó que acompanhava a neta nessas mesmas aulas, após uma troca de opiniões sobre o atentado (que ainda era debatido entre todos os portugueses de bem e continuou a sê-lo durante décadas) perguntei à Senhora (por acaso de uma família muito conhecida e a neta filha de um médico famoso) o que achava que tinha acontecido de facto ao avião onde seguia Sá Carneiro, resposta peremptória "foi um atentado!", ao que indaguei, meio incrédula "mas por quem?", resposta rápida e concisa "foi o Penaguião!". Como eu nunca tinha ouvido falar nesse apelido nem sequer sabia quem era a personagem citada, fiquei por ali com as perguntas, mas também me pareceu que a Senhora não queria adiantar muito mais sobre o assunto.

Bem mais tarde lá descobri quem era esse tal Penaguião e a que família pertencia...
O Floribundus saberá melhor do que ninguém quem era/é esta criatura, não é verdade?

Kaiser Soze disse...

O mito da Direita em Portugal é parecido com o dos Comunistas democratas.

Floribundus disse...

excuse me

Links between processed meat and colorectal cancer

WHO statement
29 October 2015

WHO has received a number of queries, expressions of concern and requests for clarification following the publication of a report from the International Agency for Research on Cancer (IARC) relating to processed meat and colorectal cancer.

IARC was established 50 years ago through a resolution of the World Health Assembly as a functionally independent cancer agency under the auspices of WHO. Its programme of work is approved and financed by its participating states.

IARC’s review confirms the recommendation in WHO’s 2002 “Diet, nutrition and the prevention of chronic diseases” report, which advised people to moderate consumption of preserved meat to reduce the risk of cancer. The latest IARC review does not ask people to stop eating processed meats but indicates that reducing consumption of these products can reduce the risk of colorectal cancer.

WHO has a standing group of experts who regularly evaluate the links between diet and disease. Early next year they will meet to begin looking at the public health implications of the latest science and the place of processed meat and red meat within the context of an overall healthy diet.

For more information, please contact:

Gregory Härtl
WHO Spokesperson
Mobile: +41 79 203 6715
Mobile: +41 79 203 6715t
Email: hartlg@who.int

mais um da 'quadratura do circulo'
não recomendam consumo de fibras
como os bifes etc com vegetais

Floribundus disse...

Cara Maria

um alentejano como eu ouviu muitas vezes dizer
'num lado se coloca o louro, no outro se vende o vinho'

tive um loureiro no quintal mas detesto o uso da folha

lembro-me do sorriso dum cara de pau
que produzia serradura ao fazer a barba

BELIAL disse...

Uma pergunta.

Com que vocábulos posso puxar as transcrições amorosas?

Em que on line surgem?

Ao sábado dá-me para a cusquice...

zazie disse...

ehehe

Alberto Sampaio disse...

Cara Maria,
" A vitória da AD criaria conflitos sociais graves"
Temos de concordar que poderia criar, porque a esquerda tudo faria para os instigar! E nunca por iniciativa do cidadão comum, pois essa estaria maioritariamente do outro lado!

Alberto Sampaio disse...

"esse" e não "essa"

Maria disse...

Alberto Sampaio,

Talvez sim, talvez não. Dependeria dos vários (muitos?) factores em equação.

Esqueci-me de acrescentar que o título do artigo deveria preferencialmente ter sido este: "Vitória da esquerda marxista/estalinista/leninista/socialista criaria conflitos sociais graves". Assim é que aquele estaria correcto.

Tanto assim é que foi esta esquerda mafiosa que nos tem governado desde aí, a mesma que tem vindo sucessivamente a criar em Portugal os conflitos sociais mais gravosos - crimes sociais, morais, económicos, políticos e de sangue - de que há memória pelo menos desde a 1ª Repúbica, para não irmos mais atrás no tempo.

Parabéns pelos seus comentários descomplexados e extremamente assertivos, com os quais concordo em absoluto.

Apache disse...

De repente está “toda a gente” a falar do relatório marado (como a generalidade deles) da OMS. Imagine-se o que diríamos se a OMS tivesse um pingo de credibilidade.

“morrem anualmente no mundo com cancros diversos: 20 mil com carne; 600 mil com tabaco,1 milhão com álcool” [Floribundos]
Um milhão de mortos por cancro causado pelo álcool e 20 mil por ingestão de carne? Imagine-se quantos seriam se, de repente, tivéssemos prova de estarmos perante carcinogénicos.

“existe uma gigantesca subserviência face a tudo que vem com chancela de "estudo científico" ou "prova científica” [Zazie]
Chancela obrigatória quando se quer dar credibilidade a merdas, que se escrevem, sem sentido nenhum.

“As pessoas reagem a essas palavras como ao feiticeiro da tribo” [Zazie]
Claro. É uma questão de fé. A fé tradicional está a ser lentamente substituída por estas crendices.

“Já nestas tretas ia jurar que há mais que lobby vegan a alarmar.” [Zazie]
Há vários grupos de interesses: vegetarianos, grupos de defesa animal, grupos ecologistas (com enfase nos taradinhos das alterações climáticas) que não gostam da agropecuária, industria dos suplementos alimentares, (neste caso dos cancros do colon e do recto) grupos homossexuais, etc., mas, na OMS manda sobretudo a poderosa indústria farmacêutica que paga (directamente) 75% do seu orçamento e está habituada a retornos chorudos dos investimentos.

“O risco médio aumenta para 18% se comermos as 50g diariamente, em relação ao risco já existente, que nos países ocidentais anda à volta de 5%. Isto é, passamos a ter um risco total de 5,9%!
Percebido?” [Phi]
Não. Os alemães comem (em média) diariamente 165 g de enchidos. Quanto é que aumenta o risco de contraírem cancro do colon e do recto?
O estado norte-americano do Utah é aquele que (em toda a nação) apresenta o menor número de doentes com cancro do colon e do recto, 30 por cada 100 mil habitantes. No lado oposto (com maior número de cancros deste tipo) está o Kentucky com 49 casos por cada 100 000 habitantes, ou seja, 63,3% mais. Comerão os moradores no Kentucky três vezes e meia mais enchidos ou carne vermelha que os do Utah? O relatório da OMS diz que por cada 100 gramas de carne vermelha, ingerida diariamente, o risco de contrair cancro do colon e do recto (caso a carne vermelha seja cancerígena; está incluída no grupo 2) aumenta 17%. Poderemos concluir que a rapaziada do Kentucky consome diariamente mais 372 gramas de carne vermelha que os que habitam no Utah?
O que é isso de percentagem de risco de contrair uma doença? A doença contrai-se, efectivamente, quando o risco chega a que percentagem?

zazie disse...

A parte mais engraçada do relatório é quando comparam os possíveis efeitos cancerígneos da carne vermelha (da qual não há provas que provoque cancro) com a poluição.

Dizem que a poluição é 4 vezes mais perigosa.

Portanto, basta estar vivo

":O)))))

«Eating red meat has not yet been established as a cause of cancer. However, if the reported associations were proven to be causal, the Global Burden of Disease Project has estimated that diets high in red meat could be responsible for 50 000 cancer deaths per year worldwide.

These numbers contrast with about 1 million cancer deaths per year globally due to tobacco smoking, 600 000 per year due to alcohol consumption, and more than 200 000 per year due to air pollution.
»

Divertido é conseguirem inventar estatísticas e nºs de morte acerca de uma correlação causal que também confirmam que não está provada.

Se...

AHAHAHAHAHAH