Páginas

sábado, 24 de outubro de 2015

Araújo em negação uniformemente acelerada

 Sapo/RR:

Caso Sócrates. “Não há um único facto concreto”, diz advogado

 Observador:

Contas na Suíça de líder do Grupo Lena foram ponto de passagem para Sócrates.
(...)
Joaquim Barroca não ‘entregou’ Sócrates mas admitiu negócios com primo José Paulo.


Estas são de hoje, mas há mais e mais e muito mais. Factos concretos, naturalmente.

Este João Araújo ou acha que os outros são parvos ou então a parvoíce é-lhe inerente.

14 comentários:

ainda ha disse...

O que os hádem funicular, mesmo no local do "pranto e ranger de dentes", foi a mestria que o correio da manhã usou para conseguir ser Assistente neste processo.
Está a par de tudo o que está no processo.
E, como o outro porco de cabelo branco, também se deve estar a c pró segredo.

Ricciardi disse...

Factos:

-Nenhuma transferência foi efectuada para Sócrates. Carlos recebeu do Lena valores relativos a suprimentos e prestações de serviços.
-Não se conhece o negocio onde Sócrates tenha favorecido o grupo Lena em detrimento doutros concorrentes. É preciso provar que houve um benefício pratico para Lena.
- sabe-se que Sócrates deu uma ajuda (diplomática) em negócios com a Argélia, Venezuela e Angola onde o Lena adjudicou obras.
.
Rb

disse...

Entregar 14.000 euros em mão não é transferência.
Entregar 500 euros via sistema de TEI entre contas bancárias é transferência e tem de ser declarada.
É mais ladrão aquele que faz a lei e nela se proteja

josé disse...

Não há pior cego que o que não quer ver...foi citado no acórdão do Rangel com uma passagem atribuida ao Pe António Vieira.

O dinheiro é de José Sócrates e isso é facto assente quanto a mim.

josé disse...

"É preciso provar que houve um benefício pratico para Lena." Falso. É preciso conhecer a lei penal antes de escrever baboseiras.

josé disse...

Mas já estou farto de o aturar e por isso não vou responder mais.

JC disse...

José

Já leu isto?

O juiz desembargador Rui Rangel, que decidiu recentemente cessar o segredo de justiça para as partes na Operação Marquês, foi apanhado em escutas a conversar com José Sócrates em Setembro do ano passado, cerca de dois meses antes de o ex-primeiro-ministro ser detido. A informação foi confirmada ao PÚBLICO pela Procuradoria-Geral da República (PGR), após ter sido questionada no seguimento de informação divulgada esta sexta-feira pelo Correio da Manhã. A procuradoria, porém, diz que não foram encontrados indícios de qualquer crime no teor dessas conversas gravadas.

http://www.publico.pt/sociedade/noticia/pgr-confirma-que-escutas-com-juiz-rui-rangel-e-socrates-nao-indiciam-crime-1712209

josé disse...

Por essas e por outras é que deveria ter sido requerido o impedimento pelo MºPº na Relação de Lisboa.

Kaiser Soze disse...

Não me parece que ache os outros parvos e talvez não seja parvo.
Tá a ganhar o dele...que não há-de ser pouco.

joserui disse...

Caro Ricciardi, como é que sabe esses factos e não outros? Esses passaram-lhe pela mão foi?
Um borra botas com curriculum invejável, a quantidade de azares inacreditável, a vida faustosa muito para além de meia-dúzia de milhões, não são factos? Para o Ricciardi e pelo andar da carruagem, crime, só se o 44 confessar. Está certo. -- JRF

Ricciardi disse...

Jrf, viver acima das possibilidades ou ser rico, per si, sem mais, não é crime.
.
Já deram ao homem oportunidade para justificar de onde lhe veio a massa? Não.
.
Vc, nem eu, sabemos. Para provar que foi corrompido enquanto PM é preciso dizer em q negócio foi corrumpido e se houve favorecimento. Sem favorecimento claro não há corrupção. Apontem um negócio onde ele tenha favorecido o Lena ou outro grupo qualquer. De preferência um onde a concorrência se tenha queixado de favorecimento.
.
Gastar dinheiro em roupas caras e hotéis não prova nada. A investigação começou por aqui em vez de se concentrar nos negócios. Já tarde arrepiou caminho e parece ter encontrado um negócio: vale do Lobo.
.
Rb

Ricciardi disse...

Volto a dizer. A investigação precipitou-se. Acha que os dinheiros dos negócios entre empreiteiros e o Carlos iam parar ao Sócrates. Acha. Mas o achar não é forma de conduzir uma investigação.
.
Isso quer dizer que Sócrates não é corrupto?
.
Não. Quer dizer apenas que a acusação é um bando de bananas que meteram a carroça à frente dos bois e agora tem dificuldade na formação da prova.
.
Eles já perceberam, estou convencido, que as massas que Sócrates gasta tem origem em negócios no estrangeiro e estão desesperadamente à procura de qualuqer coisinha cá dentro.
.
Rb

joserui disse...

Diz cada uma… é exactamente ao contrário… durante largos anos, nunca ninguém perguntou lhe onde lhe veio a massa, designadamente jornalistas. Nunca ninguém questionou, designadamente no partido, de onde lhe veio a massa (aliás, esses sabem de onde foi).Mas não leu o CV do homem? Aquilo é que é subir a pulso, com o suor do rosto… Eu disse que ser rico é crime algum dia? Aliás, alguém aqui disse? Você quer uma confissão e mesmo assim, resolvia o caso mandando-o rezar 10 avé-marias e 5 pais-nossos. -- JRF

joserui disse...

E depois pasmo com as suas certezas, que pelos vistos são selectivas. Não lhe deram oportunidade de explicar de onde veio o dinheiro? Quem lhe disse essa?
A questão é que ele, a mãe e cia, não têm dinheiro nenhum. Assim o declaram. A vida que levam, conta uma história diferente. Além de ser ceguinho, quer fazer dos outros o quê?
O José está fartinho de dizer aqui que um caso destes só com provas indirectas, mas você insiste que o 44 tem de se confessar e auto-incriminar. Eu não estou tão optimista como o José, a ver vamos. Mas volte a dizer que o indivíduo não é corrupto, mais o Vara e cia, e explique outra vez porquê que o diz, porque nem cheguei a perceber bem. -- JRF