Páginas

domingo, 20 de março de 2016

As ideias em conserva do PCP

Observador:

O secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa, defendeu hoje o controlo público da banca, para se poder “decidir soberanamente sobre o nosso sector financeiro”.

“Andam para aí notícias hoje onde se discute a questão do futuro do BPI, se vai para os espanhóis, se vai para os angolanos, pois nós queremos dizer que o problema não está no capital angolano, nem no capital espanhol, ou seja de quem for, o problema é que tratando-se da banca, temos que afirmar a nossa soberania”, referiu o líder comunista.


A ideia fossilizou há 41 anos, assim:


Durante dez anos foi o desenvolvimento notório da Economia, o progresso evidente da bancarrota de 1976 e da que se seguiu, em 1984.
Por isso mesmo, nessa altura nem o PS tinha dúvidas acerca do que tinha que ser feito, a partir desse ano de 1984:




 No PCP, porém,  nada se perde, nada se cria e nada se transforma: está tudo cristalizado. 

3 comentários:

Floribundus disse...

disse ontem que o futuro do governo ps depende do ps

o país assiste serenamente à bolivarização chavista do rectângulo

tal como se prepara no Brasil

o monhé já manda nos bancos privados onde deve enfiar uns bóis como na tap

tourada à vara larga com bóis e vacas à solta

o entertainer está a contribuir para o socialismo em roda livre

com o monhé assemelhar-se-ão à dupla lula-dilma

la piovra no seu maior explendor siciliano

'saia uma falência bem tirada e com muita espuma' ... de raiva

lusitânea disse...

E a paneleiragem do "bloco"?

Floribundus disse...

letra de samba

'Meu Deus para que tanto dinheiro!

dinheiro só pra gastar'

até o desemprego aumenta
apesar do emprego de milhares de bóis

a imperatriz katrina anda muito desaparecida

ainda não publicaram nada sobre o 'stacanovismo'