Páginas

quarta-feira, 4 de maio de 2016

Teorias de conspiração segundo os franceses da Historia

Revista francesa Historia de Maio 2016, um artigo sobre os "complots", palavra francesa para designar  conspiração  e as respectivas teorias avulsas sobre tal fenómeno.

Está aqui um resumo de como tudo começou...e de como os judeus foram as principais vítimas ( porque se puseram a jeito...)

Os Protocolos dos sábios do Sião,  um livro apócrifo sobre a pretensa conspiração judaica universal foi reconhecido como falso e provado como tal. Umberto Eco já escreveu sobre o assunto ( O Cemitério de Praga). A obra foi publicada em fascículos num jornal russo de extrema-direita, no Verão de 1903 e inspirou outras versões mais aprimoradas. O artigo diz que a carreira dos Protocolos está longe de chegar ao fim, com a difusão pela Internet de sítios onde o assunto é explorado.
Quanto aos Illuminati a coisa anda perto: uma seita da Baviera conseguiu congregar a atenção de todos os conspiradores universais porque associada à maçonaria. Conseguiram até atribuir a Revolução Francesa à conduta dos Illuminati...coitados.







162 comentários:

zazie disse...

Ah, mas não é nada disso. Nunca li essas tretas e aquilo a que se chama agora Illuminati nada tem a ver com os iluminados que existiram.

É pegar no Georges Minois- História do Ateísmo e confirmar. São 731 páginas mas recomenda-se. Trata-se de um historiador sério; nada tem a ver com palhaçada na net nem com conspirações.

zazie disse...

Estarão tanto na origem da Revolução Francesa quanto os teóricos que a inspiraram.

Se é aceite que os ideais da revolução vêm dos enciclopedistas e das teorias materialistas desenvolvidas na altura, então está-se a dizer o mesmo. Porque eram maçónicos e entre maçónicos e illuminati nem sei bem qual a diferença. São detalhes de lojas e de formas de iniciação.

zazie disse...

Está online o texto apologético do criador dos Illuminati- o Adam Weishaupt criador dos Illuminati na Baviera em 1773.

Não é conspiração alguma e ele leu Kant e lá usou para o que era preciso.

zazie disse...

Os iluminados eram os "alumbrados" peninsulares. Com vários processos na Inquisição ao longo do século XVI.

zazie disse...

Só um detalhe. Muitos desses alumbrados que foram condenados pela Inquisição eram jesuítas.

O termo é o mesmo. Não encontrei provas concretas que associem o termo iluminismo e o conceito usado na dita época das luzes mas também não encontro nada que refute o palpite.

É um assunto que tenho curiosidade porque as palavras estão associadas a teorias e não é costume inventar-se a partir do zero.
Hoje em dia podemos dizer "luzes da razão" porque, de facto, parece que se faz luz no espírito.

Mas isso é senso comum. Não explica a existência das teorias da iluminação da razão que vêm desde a Idade Média. Nada disso explica a metafísica da luz de um Robert Grosseteste (que escreve o Tratado da Luz em 1225). Como depois não explica a luz sem metafísica das tais luzes científicas.

muja disse...

Eu acho engraçado que recorram a exemplos de conspirações para menoscabar os "teóricos da conspiração".

Então os atentados de 11 de Setembro não foram uma conspiração? E o assassinato de um presidente americano em movimento, à distância, não foi uma conspiração? Querem ver que agora iam a passar e tropeçaram... uns nuns aviões e os outros numa espingarda, respectivamente posicionada, municiada e com a necessária arte de atirador...

Os illuminati não são teoria nenhuma. Do que tenho percebido a diferença é que os illuminati eram mesmo conspiradores e visavam tomar o poder e não apenas influenciá-lo.

E foram descobertos porque se interceptou na Baviera um correio deles, que levava documentos incriminatórios.

josé disse...

Essas conspirações existiram. O problema é que há várias explicações para as mesmas e aparecem por isso as tais teorias.

A imagem da nota americana, para mim é uma das melhores...ahahaha.

muja disse...

Pois, as teorias aparecem como teorias alternativas porque a explicação que se fornece também não passa disso.

Já só alguém muito ingénuo crê que a história das torres se passou mesmo assim: uns sauditas com meia-dúzia de horas de voo numa avionete desviam e pilotam eles próprios dois aviões (fora os outros), em manobras que todos os pilotos afirmam difíceis contra aqueles edifícios. E pronto. E que o móbil foi mero fanatismo contra a boa da liberdade que os americanos têm e está bom assim porque o resto é teoria da conspiração. Depois invade-se o Afeganistão à procura de um indivíduo (!) que nunca mais ninguém viu e que depois nos dizem que passada uma década vão matar ao Paquistão e lançam o corpo ao mar...

Por exemplo, só aqui há uma data de coisas que nunca vi serem discutidas na tv ou nos jornais:

https://www.corbettreport.com/episode-308-911-trillions-follow-the-money/

E isto é somente o aspecto do dinheiro, que não será também o mais despiciendo.

Zephyrus disse...

Os símbolos que dizem ser dos tais conspiradores estão presentes nas Igrejas portuguesas.

Na sacristia da Igreja de São José em Tavira está uma suástica com alguns séculos.

No Bom Jesus de Braga está o olho da Providência em retábulos de altares.

A tocha com a chama é comum em conventos e igrejas.

A Fénix renascida pode se ver numa imagem que está no Mosteiro de Leça do Balio.

Monstros fantásticos e gárgulas foram muito comuns.

As platibandas algarvias usavam simbologia esotérica.

Existe um enorme negócio em torno destas teorias da conspiração.

Zephyrus disse...

A Zazie fala e bem dos alumbrados andaluzes. Quase ninguém sabe deles em Portugal.

O Sul tem fortíssima tradições nada cristãs especialmente o Algarve e a Andaluzia. Há quem diga que essas tradições vieram dos muçulmanos, moçárabes e sefarditas, dos tempos do Al-Andaluz.

Uma das tradições que ainda hoje existe no Algarve mas já sem os moldes de outrora é a celebração do dia de São João, de forma bem distinta daquela que se faz no Norte do país.

Zephyrus disse...

Quanto à economia, é só esperar pelo estoiro que trará a miséria, pois as peças estão todas montadas, só falta alguém puxar o gatilho.

Cada vez mais acredito que a UE vai estoirar tal como a conhecemos e o fim do euro trará décadas de miséria para alguns países. Sucederá o mesmo que sucedeu à URSS. A Leste só recentemente alguns começaram a recuperar e em boa verdade os Balcãs não recuperaram do fim da Jugoslávia.

O tempo depois trará a lucidez para se verem as causas do fim do projecto europeu. Para mim são estas: a tentativa de união política contra a vontade dos povos, a entrada de alguns países do Leste europeu, a imigração proveniente do mundo árabe e de África, a criação do euro e a corrupção no Sul da Europa.

Zephyrus disse...

Tenho reparado que o jornalismo não está a acompanhar a campanha para o referendo em Inglaterra.

Ninguém está a discutir como deve ser a temática e no pouco que se falou debitaram alarvidades típicas de quem não preparou o tema em casa.

Como estou dentro do assunto deixo aqui números.

Recebemos cerca de 2 milhões de turistas do RU no ano passado, mais que a Grécia, Chipre ou Itália. Os espanhóis receberam 10 milhões. Juntos, Portugal e Espanha são o grande destino turístico para os ingleses.

Temos balança comercial positiva e o RU é um dos principais clientes europeus de Portugal, cerca de 6 a 7% das nossas exportações são para lá.

As novas gerações tendem a emigrar para a Irlanda e para o Reino Unido.

Portugal, Espanha e França são o destino favorito dos ingleses para comprar segunda habitação. Contudo este mercado vai morrer se avançar a lei sobre as heranças.

O Governo de Costa fez vida negra ao Cameron nas negociações em Fevereiro. Se o RU sair da UE daqui a dois anos fará um acordo com a UE ao estilo do acordo suíço? Ou fará acordos bilaterais com alguns países? Haverá retaliação para Portugal?

Reino Unido, Angola e Espanha juntos são o grosso das nossas exportações. Que aconteceria se a Espanha entrasse em recessão com a crise política? E se o Reino Unido sair da UE? E se a crise em Angola aprofundar? E se isto tudo ocorrer ao mesmo tempo?

Ninguém diz estas coisas em directo. Por que será?

Josephvs disse...

Mais aqui :)

http://borislelay.com/index.php/2016/05/04/les-freres-musulmans-la-cia-et-ladministration-obama-un-exemple-concret-de-subversion-en-france/

Zephyrus disse...

O boom turístico que temos deve-se em grande medida à crise política no mundo árabe, ao terrorismo e à crise dos refugiados na Turquia e na Grécia. Não há mérito próprio e uma Expo ou um Euro nunca conseguiram colocar Portugal nas grandes rotas, que passavam sim por Espanha, Grécia ou Itália, e mais recentemente pela Turquia ou Magrebe. As direcções regionais de Turismo sempre foram uma inutilidade e apenas um Secretário de Estado, do CDS, Adolfo Mesquita Nunes conseguiu resultados palpáveis, apesar de ser odiado pela Esquerda que domina o espaço mediático.

Estas condições externas não se manterão para sempre e no dia que a estabilidade voltar ao mundo árabe e à Grécia o nosso turismo afundará como afundou quando entrámos no euro, tendo-se então voltado para um mercado interno que se endividada para comprar casas de férias no Algarve e que recorria ao cartão de crédito para «escapadinhas» no Alentejo. Lisboa deixará então de estar na moda e a crise voltará ao Algarve. A capital não tem museus nem agenda cultural para aguentar a concorrência de outras cidades do Sul e o Algarve está muito descaracterizado e também não tem agenda cultural para aguentar a concorrência do Mediterrâneo...

Ninguém discute isto em directo e em horário nobre. Por que será? Conheço pessoas que estão conscientes de tudo isto portanto não é por falta de pensadores. A questão aqui é outra e bem perversa...

João José Horta Nobre disse...

O maior teórico da conspiração que eu conheço na actualidade, deve ser o Alex Jones. Penso que ninguém consegue ultrapassar esse americano, ainda ontem ele lançou mais umas "teorias" no youtube, em que alega que a família real britânica é pedo-necrófila e que mata e enterra crianças frescas debaixo dos palácios.

Como é que alguém pode ter imaginação para produzir tanta loucura desta a nível diário, é que eu não sei.

João José Horta Nobre disse...

Alex Jones a partir a barraca na BBC:

https://www.youtube.com/watch?v=Ch9gQ9JOe3Y

jkt disse...

Isso da lua basta uma pesquisa (livros e assim) que facilmente se descobre que é uma treta, mas está certo.

josé disse...

A treta é a teoria de conspiração ou a realidade apresentada como tal?

zazie disse...

Claro que a treta só pode ser a palhaçada conspirativa.

josé disse...

Em todas as teorias de conspiração que contestam a verdade apresentada como oficial há um elemento estranho que me intriga: a credulidade naquilo que é menos natural e menos provável e ainda a correlativa desconfiança em relação a quem conta a história do modo mais corrente.

Há uma tendência em quem acredita em teorias de conspiração para aceitar melhor o que é estranho do que aquilo que será natural e mais plausível.

Porque será? Não se trata de um pormenor porque é uma tendência, a de não aceitar a verdade como ela se apresenta e preferir uma alternativa que se procura que seja plausível à custa de muito sacrifício lógico.

Se história das torres gémeas fosse alternativa à que nos mostraram não se entende porque haveria tanta gente e encobrir.

Mas nem é preciso ir aos EUA porque temos cá o caso Sá Carneiro: quem acredita na tese de atentado a ele dirigido não se demove com as incongruências e uma das maiores é a de se saber que na tarde desse mesmo dia 4 de Dezembro de 1980, Sá Carneiro ainda nem sabia que iria viajar naquela avioneta...

zazie disse...

É a mania do secretismo. Tem sempre de ser algo que nunca se pode provar mas que entra em interesses clandestinos dos tais grupos que dominam tudo.

Só que esta mania tanto vai para a política como para qualquer treta anódina.

Por exemplo- o desaparecimento da criança inglesa no Algarve. Também tem de ser envolvido nesse manto de fantasia porque as historietas já está prontas. Basta depois enfiar a realidade lá dentro.

A cena do 11 de Setembro ultrapassa tudo porque bastava perguntar aos familiares das pessoas que iam no avião. Não foi coisa do passado que não tenha testemunhos vivos. Com o avião, os registos dos areoportos e os passageiros.

Mas que nada. A explicação mais racional e a única possível e lógica que aceitam é terem andado durante a noite a cavar túneis debaixo do edifício para o dinamitar.

eehehe

O da triste figura acredita nisto. E teve de entrar pencudo porque é teoria da conspiração com americanos, ou foram os próprios para justificar a maldade que fizeram aos muçulmanos (depois) ou os pencudos por causa dos apoios ao mesmo

zazie disse...

Não sei se é fenómeno ligado ao boato.

Há pessoas que também são mesmo boateiras. Têm logo de inventar um boato em cima do acontecimento.

É coisa que me encanita. Havia uma colega que tinha essa mania. Mas só se sabia depois da coisa já estar a correr.

Um dia apanhei-a em flagrante a inventar a treta. Havia uma notícia qualquer que dizia respeito a toda a gente e ela inventou logo um boato ali mesmo. E percebi que era preciso ter também uma grande imaginação para em minutos estar uma historieta feita e posta a correr.

zazie disse...

O Arroja também alinha nestas maluqueiras. No caso dele tem a prova provada da impossibilidade do avião no Pentágono porque, pelo medo de andar de avião, estudou todas as possibilidades de queda dos ditos.

Dentro dessas provas científicas, aquilo foi impossível, logo a conspiração que até pode incluir ETs é a verdade da coisa.

José Luís disse...

No caso de Sá Carneiro creio que as opiniões entre acidente e atentado estão muito equilibradas, ou seja, 50% para cada lado.
Eu sou dos que acredito no atentado e que o principal visado era Amaro da Costa por causa do Fundo do Ultramar que andava a investigar.

Josephvs disse...

José Luis não esta só!

O José diz "Sá Carneiro ainda nem sabia..." foi por consulta ao além da filha do Solnado LOL

jkt disse...

Não sou de teorias de conspiração. Já vi de tudo e nem ligo. A da lua é que coiso.
Andei tanto tempo nisso... ficou-se assim, não acredito que lá foram.
Pesquisei bem ( por várias fontes) ambas as posições e fiquei com a minha opinião.
Vale o que vale.


muja disse...

Eu por acaso acho-lhe piada Zazie, insulta os outros quando falam do que não sabem, mas depois faz o mesmo e ainda insulta por cima quem até perdeu algum tempo a tentar saber.

Tome lá os pencudos presos a filmar o acontecimento e a dançar. Veja lá, se calhar é demasiado científico para si.

5 Israelis Detained for Puzzling Behavior' After WTC Tragedy
read more: http://www.haaretz.com/5-israelis-detained-for-puzzling-behavior-after-wtc-tragedy-1.70005

Were Israelis Detained on Sept. 11 Spies?
http://abcnews.go.com/2020/story?id=123885&page=1

http://whatreallyhappened.com/IMAGES/israelis_fox.jpg

Vá lá perguntar aos familiares dos que iam no avião quem estes eram.

Não foi preciso o da triste figura para ligar pencudos ao assunto. Às vezes o da triste figura não é o que faz as figuras mais tristes...

Dr Sigmund V disse...

Portanto, jkt, você também usa um resistente capacete metálico:


http://www.urbandictionary.com/define.php?term=tinfoil%20hat

Dr Sigmund V disse...

Diga-se, já agora, que este blog é povoado por vários utiiizadores de capacetes metálicos.

muja disse...

É que por essa ordem de ideias nunca se reabriam investigações por mais elementos novos e relevantes que pudessem surgir; era tudo corrido a teoria do complot.

A questão é que se misturam as coisas estapafúrdias com as interrogações legítimas que não encontram resposta nas versões "oficiais". Os media fazem sempre muita propaganda aos malucos, e depois enfiam tudo nesse saco.

Aliás, porque há versões "oficiais"? Que é isso? Há, quanto muito, resultados que uma ou várias investigações apuraram. E andam depois comissões por vezes anos a investigar as investigações e a produzir quilos e quilos de documentação que, para ser verificada por quem o quiser fazer, demora outros tantos anos. E é quando não vem a público com coisas cortadas por motivos de "segurança nacional".

Ora como é que alguém pode afirmar com certeza o que quer que seja sem ter visto essa documentação toda para saber o que se apurou ou deixou de apurar? Quem é maluco afinal? O que afirma coisas nessas condições ou o que faz perguntas sobre aspectos que não lhe parecem bem explicados?

josé disse...

Aquela das notinhas de 20 dólares é que me diverte. O fuminho que sai das torres compostas é feito de folhas de árvores...imaginativo. Ahahahaha!

zazie disse...

5? Ena tantos.
Na Associação Abril em Maio eram mais. Na volta foi conspiração tuga.

jkt disse...

Dr Sigmunt V sei o que significa isso. Não vou falar aqui do assunto. Se quiser pesquise bem a fundo - depois veja.
Pesquisei mesmo muito, ficou a conclusão. Se o fez e ficou com outra, okey.
Se apenas viu na TV e é porque sim... pesquise melhor, pode mudar de opiniao, ou não.
Tem muitos livros sobre o assunto.
Valem o que valem, como todos.

zazie disse...

A da nota é uma loucura

eheheheheh

zazie disse...

Mas a festarola da Eduarda Dionísio também dava uma boa teoria se estivessem para aí virados.

jkt disse...

"questão é que se misturam as coisas estapafúrdias com as interrogações legítimas"
Exacto.

Tipo a palhaçada da moda da terra plana. É para meter tudo no mesmo saco. São todos maluquinhos. Questiona-se algo legitimo e vem uma resposta do nada "Ah e tal tb és daqueles da flat earth society", pronto pega lá o chapéu de aluminio.

Isso é feito de propósito para distrair.

jkt disse...

Até o obama falou dessa coisa que se anda a espalhar pelo you tube desde o ano passado...
Meter todos no mesmo saco... de maluquinhos, enquanto alguns têm mesmo questões legitimas e ficam como tolos.

zazie disse...

Vi-os passar na Baixa, na primeira tournée em 70, devia ter aproveitado para perguntar.
Na altura, nas berças também não se acreditava.

muja disse...

Mas está a acontecer aqui.

Eu não estou sequer a considerar se as torres foram derrubadas pelos aviões ou demolidas... Mas e se houver indícios fortes de natureza financeira ou política e até mediática, entre outras, de que certos círculos influentes sionistas americanos e israelitas teriam conhecimento prévio do acontecimento? Politicamente era gravíssimo.

Mas depois repare-se até em como nos recentes atentados na Europa saem sempre notícias nos media charlie a dar conta que os serviços de informações daqui afinal até tinham sido avisados, mas depois lá nunca sai nada semelhante sobre os deles...

Portanto, a questão é: que indícios são esses? Estão aí alguns mas há mais.

E nos europeus também há. E neste caso as bombas já estão mais perto. Já aumenta bem a probabilidade de qualquer português levar com uma em cima...

muja disse...

Como se explica que as autoridades tenham sido avisadas e não tenha acontecido nem aconteça nada?

Como é que se explica isto?

EXCLUSIVE: Belgian Intelligence Had Precise Warning That Airport Targeted for Bombing
read more: http://www.haaretz.com/world-news/1.710572

muja disse...

Esta notícia é aliás uma pequena pérola de ironia. Um jornal israelita tem, note-se, o exclusivo de que os belgas sabiam do atentado. E não só sabiam como sabiam "precisamente" que era no aeroporto.

Alguém desmentiu?

Apache disse...

As teorias da conspiração, pelo menos nalguns casos, são consequências da explicação oficial conspirar contra os factos e contra as Leis da Física. Além disso servem para gerar ruido e quase não permitirem distinguir (a muito boa gente) os factos das alegações dos teóricos conspirativos.
O 11 de Setembro é um bom exemplo disso.

Apache disse...

“Em todas as teorias de conspiração que contestam a verdade apresentada como oficial há um elemento estranho que me intriga: a credulidade naquilo que é menos natural e menos provável” [José]

Depende dos casos. Voltemos ao 11 de Setembro...
Parece-lhe provável que um grupo de árabes desvie e pilote, com elevada perícia, sem treino significativo, 4 aviões comerciais sem que a força aérea norte-americana consiga interceptar qualquer deles?

Apache disse...

“e ainda a correlativa desconfiança em relação a quem conta a história do modo mais corrente.” [José]

Há histórias e histórias, melhor e pior contadas. E há coerência que de nada valem quando as histórias são contadas antes de acontecer.
Mantenhamos o mesmo exemplo, para não nos dispersarmos muito:

Londres, 21 horas e 54 minutos, 11 de Setembro de 2001. A BBC News 24 anuncia que em Nova Iorque, o edifício “Salomon Brothers”, mais conhecido por WTC 7”, colapsou.

Londres, 21 horas e 57 minutos (16:57 em Nova Iorque) 11 de Setembro de 2001. A BBC World repete a notícia, primeiro através do pivô de serviço e logo a seguir em nota de rodapé. Ilustrando a peça, liga (em directo) à sua correspondente em Nova Iorque, Jane Staneley, que confirma a derrocada do edifício que não foi atingido por qualquer avião e fica a cerca de 100 metros dos destroços das torres gémeas. Ao fundo, escondido atrás da cabeça da repórter mas a surgir, por vezes, por cima do seu ombro esquerdo vê-se o WTC 7 em pé e aparentemente sem danos significativos.

Nova Iorque, 17 horas e 20 minutos (22:20 em Londres) 11 de Setembro de 2001, 26 minutos passados desde a notícia da BBC News 24, o edifício “Salomon Brothers” (WTC 7) faz a vontade à BBC e implode.

Apache disse...

“A explicação mais racional e a única possível e lógica que aceitam é terem andado durante a noite a cavar túneis debaixo do edifício para o dinamitar.” [Zazie]

Túneis? Para quê? E dinamite? Lol.

Apache disse...

“No caso dele [Arroja] tem a prova provada da impossibilidade do avião no Pentágono” [Zazie]

De facto, os dados fornecidos pela NTSB (National Transportation and Safety Board) à organização Pilots for 9/11 truth, sobre o voo 77 da American Airlines, permitem estimar, para o avão, uma tajectória cuja altitude não é inferior a 100 pés (30,5 metros). O voo rasante ao solo (na versão oficial dos acontecimentos) não foi executado pela aeronave do voo 77.
Igualmente, o estrago que o Pentágono apresentava, a fazer fé nos dados oficiais sobre a estrutura do edifício, não pode ter sido feito por um avião.

josé disse...

A questão da História alternativa que é contada para explicar factos aparentemente já explicados e aceites comummente é a dos pormenores.

As notícias da BBC não podem servir de prova cabal a uma teoria de conspiração por uma razão: deve existir uma explicação nada estranha para as discrepâncias e tal só poderá entender-se após indagações. Enquanto se não fizerem e aceitarem as aparências do que contesta a verdade apresentada como tal, ficamos na mesma.

Conto um episódio que se passou comigo:

Aqui há uns anos deixei o carro na garagem, ligado e a trabalhar ao início da noite. Não reparei e na manhã seguinte o carro ainda estava a trabalhar.
Se tivesse parado por falta de combustível teria concluído que alguém mo viera roubar de noite, abrindo a garagem...porque não me lembrava de ter deixado o carro ligado e ao mesmo tempo por vezes costumo deixar a chave na ignição e não daria conta, á partida que o deixara ligado.
A minha teoria imediata de explicação conduzir-me-ia à conspiração, erradamente. Ficou-me de lição mas tenho mais factos como esse para ter aprendido essas lições.

zazie disse...

Na tv pode ter havido qualquer treta que pareça discrepância. Mas foi numa. Não foi na transmissão das outras.

Que fazem às pessoas e familiares que iam nos aviões?
O mesmo que os ditos conspiradores fazem: "apagam-nas". Não existem nunca. São robots ou figurantes telecomandados.

Até os astronautas que foram à lua desaparecem da história para fazer passar a historieta. Outros personagens inventados ou vendidos para aldrabar o mundo inteiro, menos altamente espertos que topam sempre tudo.

zazie disse...

E é sempre tudo justificado com a tal treta das minhoquices cientóinas.

As pessoas volatilizam-se. Deixa de haver testemunho humano. Porque o detalhe cientóino é mais gente e mais credível na cabecinha deles.

E vale para tudo. Se for preciso juram a pés juntos que sabem que tem de ser verdade sem nunca por uma única vez na vida terem querido falar com algum sobrevivente ou com algum familiar.

Os factos são teorias. Tal como o Jonathan Swift já tinha mordido ao gozar com a cientóinice das luzes que parava no ar. Aquela academia de Lagado era só de sábios com esquemas que inventavam uma realidade paralela.

zazie disse...

O Swift mordeu bem esta loucura cientóina. Até o Gulliver é um cientista a descobrir o mundo.

josé disse...

Um dos livros que mais me marcaram li-o na adolescência, com 16 anos. Até sei o dia em que o comprei-7-12-1973-porque está na factura da Bertrand, mas como o livro veio de Lisboa à cobrança, deverá ter chegado alguns dias depois.

Como o dia 7 de Dezembro de 1973 foi uma Sexta-feira, provavelmente o correio foi expedido na Segunda-Feira seguinte, da Amadora (a Bertrand tinha lá o armazém ou pelo menos na factura está essa localidade).

O livro foi expedido contra-reembolso e era a edição francesa, de bolso, da Folio, com uma capa desenhada pelo fantástico Gourmelin ( que desenhava então também para o Nouvel Observateur e para a revista Pilote). Custou 60 escudos.

Devo tê-lo recebido a meio da semana seguinte, ou seja até ao dia 13 de Dezembro de 1973.

Se me puser a fazer algumas cogitações relacionadas estou certo que arranjarei uma teoria de conspiração para ter lido esse livro nessa altura e com suficiente solidez factual para se tornar verosímil.

Será que o li imediatamente logo que recebi o embrulho do carteiro e o paguei à cobrança? Não tenho a mínima dúvida porque essa coisa de receber encomendas pelo correio continua a fascinar-me e a dar-me um encanto que a compra directa nas livrarias não tem.

Desembrulhar o pacotinho, sentir o cheiro do papel e apreciar o livro nesse contexto é coisa assimilável a uma parafilia...ahahaha!

Por vezes no You tube há demonstrações de produtos electrónicos que incluem esse ritual do unpacking e agora percebo melhor a razão: é a descoberta do presente, da surpresa em encontrar o que foi encomendado. Acho que os americanos e orientais são ligados a isso...ahahaha!

Eu também.

Agora quanto ao tal livrinho: o objecto em si é uma maravilha. Tem um formato ideal de livro de bolso ( 17,07x10,11 cm.), com 638 págs, com uma capa de uma sobriedade e categoria ilustrativa única, com uma letra e desenho gráfico fabulosos.

Quando novo parecia um tijolinho de papel com um recorte físico que cabia na mão e apetecia folhear. O cheiro do papel de então, mais fraco que o habitual, agora, também contribuía para tal tarefa.

Ou seja, o livrinho valia pelo conteúdo, pela forma, pela aparência e pelo contexto: quase perto do Natal, comprado com as poupanças da época e estimado como um objecto precioso. Muito precioso.

Ainda o guardo por causa disso e por isso é que sei estas referências todas.

Repito: se quisesse construir uma teoria de conspiração esotérica com esse livro e como ele me veio parar à mão, fá-la-ia com verosimilhança.

Com isto quero apenas apresentar o problema das teorias de conspiração...

Ah! O livro é de Louis Pauwels e Jacques Bergier, os decanos das teorias de conspiração e foi publicado em 1960, em França, pela primeira vez.

É um delírio escrito, uma fantasia realista e sendo uma ficção completa apoia-se em factos muito concretos que dão para sonhar, precisamente o que um adolescente é suposto fazer.

josé disse...

E esqueci-me do título o que daria para outra teoria de conspiração: Le Matin des Magiciens.

zazie disse...

eehhehe
Também o li na altura.

Esse gosto pelos presentes por correio é mesmo assim. Fico em pulgas e numa excitação disparatada a rasgar o embrulho.
Tem outro sabor do que comprar ao vivo.

Nas coisas de roupa o disparate é maior porque a seguir tenho logo de vestir e sair à rua mesmo que seja completamente inapropriado para a estação ou ocasião.

muja disse...

Ahaha sim claro, deve haver uma explicação nada estranha para o edifício ter caído sem nenhum avião se ter despenhado nele. Hmm... qual será?

Mas é engraçado porque o caso do Sócrates também pode ser explicado como teoria da conspiração. Afinal, indícios são só indícios. O dinheiro pode perfeitamente ser do amigo que não tem ponta de inveja. Não há necessidade de invocar conspirações...

Mas e explicar a notícia do Haaretz, esses livrinhos também explicam? Não vos interessa?

josé disse...

"Ahaha sim claro, deve haver uma explicação nada estranha para o edifício ter caído sem nenhum avião se ter despenhado nele. Hmm... qual será?"

Há: é o de haver efectivamente um avião que se despenhou contra o edifício e a informação que parece mostrar o contrário estar errada.

Porque razão é que se dá prevalência a uma informação em detrimento da outra? Essa é que é a questão que coloquei.

muja disse...

Ora bem, mas colapsaram três edifícios. E só se despenharam dois aviões. O WTC 7 não era uma das duas torres que levaram com os aviões em cima...

josé disse...

Ora eu deixei o meu carro a trabalhar durante a noite e de manhã não tinha gasóleo e estava parado...

Conclusão: alguém me roubou o gasóleo porque não me lembrava de que o tinha deixado ligado.

Se há explicação para duas das torres e não aparece evidência para a terceira é caso para se colocar em causa a explicação para as outras duas?

muja disse...

Talvez não seja, mas nem por isso deixa de ser necessário explicar a queda da terceira.

Ainda para mais quando cai de maneira tão semelhante às outras duas.

E mais ainda quando se sabe que o (recente à altura dos factos) proprietário lucrou imenso com, entre outras coisas, o seguro.

A verdade é que não explica nada. Empurra-se com a barriga. Os prédios caíram. Explicação: os aviões embateram neles. Um dos prédios caiu sem embate de avião. Explicação: a queda dos outros edifícios "deve" ter causado a queda do terceiro. Como foi possível desviar aqueles aviōes? Explicação: terroristas. Porque não foram interceptados? Explicação: ? Quem eram os terroristas? Como adquiriram ps conhecimentos técnicos e operacionais? Explicação: Bin laden. Quem os pagou: Bin laden. Como os pagou? Explicação: ?
Há demasiados pontos de interrogação.

Quer tenham sido os aviões a deitar os prédios abaixo quer não tenham, isso nada explica. Quanto muito, adia a explicação.

E no caso dos atentados na Europa? Como se explica que as autoridades tivessem conhecimento (preciso!) dos acontecimentos e não fossem capazes de os prevenir?

Incompetência? Dos franceses *e* dos belgas - já de sobreaviso e ainda por cima em estado de emergência com investigações activas sobre o paradeiro de um suspeito de atentados anteriores?

E as duas coisas estão relacionadas porque há um padrão: atentados terroristas que implicações políticas graves, com indícios que apontam incompetência inexplicável das autoridades, explicações pouco cabais e suspeitos que acabam abatidos sem julgamento.

Josephvs disse...

"Se há explicação para duas das torres e não aparece evidência para a terceira é caso para se colocar em causa a explicação para as outras duas?"

Caro José a 1ra torre nao teria desmoronado sem a queda da 2nda (a 2nda caiu 1ro, o aviao acertou ao meio... )

Richard Williamson tambem ...

muja disse...

E cujas responsabilidades são depois vagamente imputadas a terceiros estados ou putativas organizações sem que se lhes conheça móbil político de jeito.

E aqui é instrutivo comparar com o terrorismo de esquerda nos anos sessenta e setenta. Ou até com o dos palestinianos.
O terrorismo é um acto político. Tem de ter uma explicação política.

Não obstante essa explcação nunca existir ou for feita em moldes rídiculos (odeiam a liberdade) a imputação de culpas serve depois como justificação política para tudo e mais alguma coisa desde medidas securitárias a invasões de países e interferências nos negócios internos de outros.

muja disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
muja disse...

Portanto, neste caso dos terrorismos e no do Kennedy também, não são sequer as circunstâncias dos factos quw fazem levantar as suspeitas mas sim o aproveitamento político que deles se faz associado aos indícios de incompetência das autoridades, operações financeiras avultadas e indício de conhecimento atempado ou prévio de determinados círculos de pessoas aparentemente desligadas dos terroristas e dos subsequentemente imputados como responsáveis.

josé disse...

Então houve ou não houve aviões a embater nas torres?

E as imagens que as tv´s da altura mostraram em directo são fakes?

muja disse...

Ó homem caíram três torres, mas só bateram aviões em duas delas!

josé disse...

E portanto como não há explicação para essa terceira, a que se encontrou para as outras duas é falsa?

muja disse...

Eu não sei se é falsa se não é. Há quem diga que sim e que as torres não caem assim quando lhes batem aviões.

Mas isso não adianta nada porque o mistério não é só as torres terem caído, é como foi possível tudo aquilo mais ainda os outros aspectos inexplicados que fazem parecer que determinadas pessoas agiram como se previssem que as torres iam cair ou ser atingidas de alguma forma.

josé disse...

É sempre a tal dúvida...eu por mim que sou se calhar um pouco néscio, dessas dúvidas, felizmente não tenho assim tantas.

Como bem o que me dão se for bem contada a história e não for rebuscada demais.

muja disse...

E isso é muito mais grave porque agora temos notícias de que as autoridades são avisadas da iminência de atentados, da sua localização específica e não os previnem!

Quem as avisou? Como obtiveram essa informação?

À luz disso não se podem por esses indícios na conta de meras coincidências ou golpes de sorte ou azar.

muja disse...

Come bem, por agora.

Mas se por acaso um familiar seu ou alguém que lhe seja querido for apanhado num desses acontecimentos, já não comerá tão bem, digo eu.

Se calhar vai querer que lhe expliquem bem explicadinhas todas essas coisas.

A probabilidade de tal acontecer já não é dispicienda nos dias que correm...

josé disse...

"E isso é muito mais grave porque agora temos notícias de que as autoridades são avisadas da iminência de atentados, da sua localização específica e não os previnem!"

Mas isso não é segredo algum! Sabiam mas não quando, onde ou como. A localização específica é genérica ( metro, aeroporto...) e o problema que se coloca é medir o risco e calcular a hipótese de verificação em dada altura.

Não é possível controlar um passageiro que traga uma bomba escondida na bagagem no lobby de um aeroporto ou no metro ou noutros sítios.

Israel tem feito mais para evitar tal coisa porque o perigo é clear em present. Nada mais.

muja disse...

Não me convenço porque depois também é revelado que afinal os indivíduos eram conhecidos das autoridades, que até sabiam que tinham ido para a Síria, e que até tinham sido vigiados.

O José viu as fotografias deles no aeroporto? Se aquilo não desperta a atenção de quem está a vigiar não sei o que poderá despertar...

Os israleitas previnem porque querem prevenir. Não há mistério nenhum e eles até já explicaram como fazem - se bem que eu desconfio que nem precisassem porque cá também se sabe.

Aqueles indivíduos teriam sido interceptados em Israel sem dúvida nenhuma.

O perigo também é clear and present cá agora. Como, aliás, os israelitas vêm dizendo (afirmando? ameaçando?) desde há dez anos para cá...

zazie disse...

O mais engraçado destas cabecinhas conspirativas é que acham que o mundo inteiro pode ser manipulado pelos que vigarizam. Só eles nunca são manipulados pelas teorias de conspiração que lêem online.

E pagagueiam todos a mesma teoria com a mesma explicação mirabolante mas não se deixam manipular. A eles ninguém os engana. Nem mesmo os que largam as anormalidades em que acreditam à primeira.

eheheheheheh

zazie disse...

Não foram os israelitas que avisaram. Foi polícia turca. E estava tudo avisado pois tinha sido apanhado o outro em França.

O jornal de Israel repetiu uma notícia que saiu em todos os jornais.

A panca de ter de ser invenção judaica é a panca de quem precisa de inventar sempre um mau para ilibar os desgraçadinhos dos mujahedins que são sempre as vítimas de todas as cabalas- incluindo as grandes vítimas manipuladas para serem bombistas.

E não são. Nunca pode haver um bombista terrorista islâmico porque isso estraga a historieta maniqueísta de quem só vê maldade nos judeus por causa da bondade do nazismo.

muja disse...

Francamente, estava à espera de melhorzinho Zazie. Bem que podia ter sido um esquerdalho qualquer a escrever essa idiotice que V. para aí escreveu. Naziiiiiiiiiiii!

Vá lá que poupa nas letras e nos pontos de exclamação. Mas vai dar ao mesmo. Naziiiiiiiii!


zazie disse...

ehehehe

Foi em cheio; eu sei.

No entanto, de modo genérico, até concordo com o que v. escreveu, no último comentário do outro post.
":OP

muja disse...

Eu só vejo maldade nos judeus? Mostre lá isso. Mostre lá onde é que eu vejo maldade nos judeus.

É o mostras...

Eu não tenho senão escrito que a maioria deles não é tida nem achada para coisa nenhuma. E eu é que vejo maldade? Ahahahah!

Naziiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii! Chame aí o outro farejante, que assim podem fazer parelha. Ele fareja, detecta e acusa. V. dá a peritagem psicanalítica enquadrada nas luzes, nos filósofos e nas gárgulas..


zazie disse...

Concordo aqui

No resto é tal qual eu disse e até me esqueci de acrescentar os americanos. Os maus do planeta têm de ser os americanos e os judeus e tudo o resto é manipulação deles.

Os mais santinhos são os que amarram coisas na cabeça idênticas à que v. tem no avatar

":OP

muja disse...

Saiu em tantos ou tão poucos media que os do Haaretz até escreveram "EXCLUSIVE".

Mostre lá onde é que saiu nos outros.

zazie disse...

ehehe Ficou fulo. Já estava à espera.

A parte que mais o chateou nem foi essa porque essa já lha tinha dito várias vezes.

Ficou biurso foi por eu mostrar que v.s acham que toda a gente é manipulada e acredita em tudo o que os governos dizem mas depois são v.s os primeiros a dar crédito a toda a palhaçada de teoria de conspiração que qualquer anormalzinho inventa.

zazie disse...

Quanto às luzes já expliquei a questão e vou sistematizar para não deturparem por não entenderem. Se voltarem a deturpar é por pura má-fé.

1- Lembrei-me, faz pouco tempo, e até acho que foi aqui em conversa em directo, que o termo Iluminismo, seja em alemão, seja em inglês ou francês, e o conceito que lhe é inerente, pode não ter sido apenas um termo de senso-comum mas fruto das teorias dos illuminati.

2- Reparei que todos os filósofos associados às Luzes, foram maçónicos. E foi da maçonaria que reapareceu a teoria dos illuminati, já sem a tradição medieval de outras heresias.

3- A partir daqui até perguntei ao Dragão e muito mais pessoas de Filosofia, o que pensavam. Ninguém tinha ideia e nunca tinham pensado na questão. Outros não responderam.


4- Se eu tivesse tempo para investigar esta questão (e interesse de maior que não tenho; nem tempo) sei como teria de fazer.

Fazia assim, por oposição ao modo dos das teorias de conspiração.

a) Procurava fontes dos mesmos filósofos que associassem o que defendiam enquanto illuminati.

b) verificava isso tudo muito bem, na vida paralela à oficiosa (porque, ao contrário de muita gente de filosofia eu não acho que os filósofos vivam em torres de marfim e que o que fazem fora disso nem influencie o que depois escrevem como especulação totalmente pura filosófica). E ao verificar procurava pontos comuns com o que é o pensamento conhecido dos textos deles.

c) Por último tinha de encontrar ligações entre essa prática de illuminati e ligações por essa via nos diferentes países.

Como nunca fiz nada disto, não tomo por verdade o meu mero palpite. Também não acho que me pareça um palpite totalmente idiota pois ninguém, até agora, me provou a idiotice do dito cujo.

muja disse...

Bah, e V. deturpa porquê? Por boa fé, querem ver?

muja disse...

V. não tem nada que concordar ou discordar. Eu também nem concordo nem discordo. Ou aquilo é verdade ou é mentira.

Tanto quanto eu vou apurando, é verdade.

Agora V., no seu eriçar esquerdalho, esquece-se de uma coisa: quem os mantinha nequelas condições não desapareceu. E hoje em dia, o sionismo é a única coisa que lhes dá poder. Os atentados recentes na Europa aproveitam politicamente aos sionistas e apenas aos sionistas.

Tanto que até aquele farejante que aí caiu vem dizer que os judeus vivem mal em França. Depreende-se que vivem melhor em Israel com rockets a voarem-lhe sobre os bestuntos...

Se os judeus forem assimilados, como serão no dia em que o sionismo perder a credibilidade política entre os judeus, desaparece o poder daqueles que dizem representar os judeus porque o que representam não mais se distingue do resto dos homens.

Afirmar a verdade, que eles arranjam racaille de banlieu para executar essas merdas e dar o corpo ao manifesto não é ilibar ninguém. É a verdade. Racaille de banlieu burra e grunha que não é capaz de pensar mais que uma semana de cada vez. Que é etnicamente muçulmana, mas culturalmente não se distingue dos 50 cents, nem de todo o outro esterco que passa na tv. O lema deles é "nick la france". É gente pronta ao desacato. Qualquer doutrinação de meia-tigela, salafista ou outra qualquer, desde que venha a perspectiva de cacau fácil, é o que chega.

E por isso é que os serviços de informações são avisados e não fazem nada: porque a racaille é burra e se a polícia agir não consegue fazer o trabalhinho. Então trava-se a polícia para a racaille fazer o seu papel.

Não abra os olhos não... Continue a olhar para as gárgulas que isso é que é...

zazie disse...

A informação que os belgas estavam avisados veio da Turquia. Basta ir ao Google para o confirmar.Eu li na altura e o Haaretz é dos poucos jornais que não tenham na página do speed dial.

Li os jornais de toda a parte. Os principais. Vi isso escrito em vários. É ir ao Google e confirmar.

E mais- os palermas dos belgas nem país são e com a tara independentista por uns serem valões e outros flamengos e sei lá que mais que está cada vez mais imbecil a coisa- acredito que nem a polícia tenha colaborado porque aquilo por lá já vai no paraíso ancap- nacionalidade por bairro sem sequer admitirem falar uma língua comum.

Phi disse...

Só uma pergunta para o José, o que destinge uma teoria da conspiração de um facto conspiratório? A aceitação da premissa pelo sistema vigente, p. ex desclassificação de documentos secretos?

É que se assim for, é grande calinada. Tornando esta discussão algo parola...

Para que nos lembremos de pensar duas vezes antes de zombar com as teorias conspiratórias:

http://www.diarioliberdade.org/mundo/direitos-nacionais-e-imperialismo/55733-13-experimentos-macabros-com-seres-humanos-realizados-pelos-eua.html

E não esquecer, que nós por cá também as temos, as teorias. Sá Carneiro, o navio Bolama, etc...

Phi

muja disse...

E acha que merece o prémio nobel por esse seu método não?

Como é que V. sabe qual é método dos maluquinhos se nem lê o que eles escrevem? Fala de alto e não sabe merda nenhuma é o que é.

Olhe aqui outro maluquinho:

http://www.panamza.com/250316-bruxelles-israel-bataclan/

Aquela fotografia de dentro do Bataclan, com os corpos, veio de uma conta no twitter de uma organização sionista. A mesma de onde veio o outro vídeo do atentado do aeroporto de Bruxelas.

Este maluquinho tem a justiça francesa à perna, pelos motivos do costume. É maluquinho é maluquinho mas não lhe enviam psiquiatras a casa, enviam-lhe a polícia.



muja disse...

Vá V. ao Google e mostre onde é que estão as notícias homessa! Mostre lá que os do Hareetz estão a mentir quando dizem que tiveram o exclusivo.

muja disse...

Vieram informações de todo o lado. No ano passado já os sírios tinham avisado. E foi lá um deputado francês, à Síria, falar com o Assad e perguntar-lhe se ele estava disposto a cooperar com os serviços ocidentais, nomeadamente franceses, para prevenir ataques terroristas na Europa. E ele disse que não tomava a iniciativa mas cooperava se lho viessem pedir.

O resultado foi insultarem o deputado francês.

O que o Haaretz diz não é que havia informações. É que as autoridades belgas foram avisadas da localização e alturas precisas do ataque. O que é muito diferente.

Quando há um aviso anónimo de bomba num edifício, evacua-se o edifício, à cautela.

E não pega essa treta dos independentismos porque os franceses também tinham informações e também não fizeram nada. Tanto no caso do Charlie Hebdo como no do Bataclan. O Charlie Hebdo tinha guarda policial até uma semana antes do atentado...



zazie disse...

é o método de trabalho de qualquer pessoa racional.

Mais nada.
Os maluquinhos nem pensam- usam lá umas estranhas pulsões e embirrações e com isso está sempre explicada a finalidade- depois basta enfiar à força detalhes dos factos lá dentro.

Vá você!

Quer que lhe mostre que a polícia turca tinha alertado a polícia belga para a possibilidade do atentado?
Li isso em toda a parte menos em jornais de Israel porque não tenho esses no speed dial.

É como a cena do 11 de Setembro. Por acaso vi na tv e até vi o filme que o Bin laden também divulgou onde é o grupo deles que assiste pela tv e quando cai a outra torre que não estavam eles próprios à espera, então é que foi o clímax maior.

Foi a mãozinhoa de Maomé que ajudou.

Tudo o que seja milhares de americanos que viveram em directo, também não existe porque esses são sempre os figurantes.

Com este modo de pensar ninguém pode fazer trabalho académico.

Daí que os marados prefiram depois romancear e largar as maluqueiras online. Por escrito queimam-se em 3 tempos. E eles não gostam de ficar queimados porque o gozo de um boateiro é qualquer coisa que me ultrapassa mas que existe.

Se calhar é um gozo de contra-poder. Lá acham que vão conseguir levar mais gente atrás da maluqueira que lhes vem à cabeça que as explicações oficiais.

zazie disse...

Mas v.s são os que totós que vão atrás das patranhas dos que inventam e largam para terem seguidores.

O mais chato é isso- é que nem inventar conseguem. Só conseguem papaguear a anormalidade maior como os sábios da Academia de Lagado- com esquemas altamente científicos.

Daqueles que dão direito a funil na cabeça.

muja disse...

Eu? V. é que diz que o exclusivo do Haaretz é mentira e que saiu em todo o lado. Se saiu em todo o lado, e não veio do Haaretz, não deve custar nada deixar aí um link para a gente ver...

zazie disse...

Qual exclusivo?

O que é que é exclusivo no raio da notícia?

Se é dizer que os belgas estavam informados e que a polícia turca os avisou de atentado, não é exclusivo algum.

Há jornais que gostam de dizer que é exclusivo deles a notícia antes do jornal da concorrência dizer.

De todo o modo, só um maluco acreditava que um jornal israelita ia dizer que Israel tinha o exclusivo da informação do atentado e escreviam depois no jornal para todo o mundo saber

":OP

Teoria de conspiração é este modo infantil de pensar.

Ao contrário do que o Phi perguntou, nada disto tem a ver com matéria clandestina que é escondida. Essa é do género do que os do wikileaks depois arrombam e atiram cá para fora.

E não são questões com explicações à Lagado, por esquemas cientóinos. São coisas concretas que não era para se saber.

A diferença de pensar é que distingue os que são dados as teorias de conspiração e os que embirram com elas e não funcionam assim.

Penso que é uma separação entre quem segue o mais simples e plausível, sem má-fé e quem preferem o complicado e inverosímil por ter mais fantasia e um tom de clandestinidade anti-oficial.

zazie disse...

No caso da morte do Sá Carneiro nunca me pareceu válida nenhuma teoria de atentado e creio que o José pensa o mesmo.

A única coisa conspirativa foi o Freitas do Amaral aparecer logo com explicação pronta e sem nada a investigar.

zazie disse...

Ou seja- em havendo fracos indícios a explicação mais sensata é a que prefiro.

E fujo sempre de tudo o que cheira a patranha partindo do tal efeito de benefício para x, com n detalhes cientóinos nas pontas e deixar de lado tudo o que é passível de ser testemunha do facto e negar as dúvidas em volta dele.

Isso é vigarice.

Quem acha que a coisa está mal explicada e quer confirmar, não pode deitar logo fora todos os testemunhos para seguir um esquema hipotético impossível de verificar e sem um único testemunha corroborar.

O anormal nas teorias de conspiração é que depois nunca têm seres humanos a darem a cara pelos factos que os outros apresentam como a verdade.

e os seres humanos das explicações vividas e passíveis de confirmar, são logo postos de lado, porque estragam a historieta que querem fazer passar.

Phi disse...

"Tudo o que seja milhares de americanos que viveram em directo, também não existe porque esses são sempre os figurantes."

Zazie, estás completamente à nora. Olha aqui, um testemunho de alguém que esteve com as botas no chão:

http://www.voltairenet.org/article161118.html

E já agora, conheces uma paranóica de nome Susan Lindauer? Ela ensinava-te umas coisas, oh se ensinava, Zazie...

Pois é Muja, eles devem ter contacto com o bruxo de Fafe:

"Depois achei muito estranho saber que a FEMA e várias outras agências federais já estavam posicionadas no seu centro de comando, no Pier (cais) 92, a 10 de Setembro, um dia antes dos atentados."

zazie disse...

é pá. Eu passo.

Se há coisa que me encanita é falar com malucos.

Não quero saber. Não me convencem. O 11 de Setembro foi um atentado terrorista da Al-Qaeda e ponto final.

Mais ninguém podia ter feito tal coisa e nunca um presidente poderia ter colaborado numa matança do seu próprio povo.

O Bush não era um Bin Laden e ponto final. Não é acontecimento com séculos para se inventar merda imbecil quando deu em directo pela tv e há milhares de testemunhos e até conversas gravadas entre quem ia no avião e os familiares.

Não aconteceu noutro planeta. Aconteceu no planeta terra e neste planeta terra quem anda a fazer terrorismo por tara fanática são os muçulmanos e mais ninguém.
Felizmente que agora até já se explodem sem atingir ninguém.

É o efeito da imbecilidade das fezadas e quem não é racional pode ser mais fácil de levar para imbecilidades que esquentam as moleirinhas.

Phi disse...

Estás desinformada, até já as comissões de inquérito aceitam a tese de atentado, falta-lhes é os culpados.

Mas não te ofendas, ignorância não é um mal. Agora se não tens interesse em aprender e só atiras bacoradas, problema teu.

Lê, raciocina, e depois sim, debita...

http://ofimdademocracia.blogspot.pt/

zazie disse...

E não não conheço as paranóicas que v.s conhecem porque não sou nerd como v-s são.

Nerds apalermados que já vivem num mundo virtual.

zazie disse...

Estou desinformadíssima.

Ainda bem. Podes informar a tua mãezinha ou pregar à porteira porque comigo nem curiosidade consegues despertar.

Eu sou muito mais dada a fantasias que v.s todos juntos. Basta ir ao Cocanha para se ver como o meu mundo é mais um mundo de historietas medievais e outras coisas que tais.

Mas isso está no lugar certo. No mais sou absolutamente racional e sempre tirei as notas mais altas a lógica.

Phi disse...

Nem sequer percebes, que a questão não é convencer ou deixar de convencer. É sim, cruzar as fontes, e tentar perceber, que nem tudo o que é oficial é verossímil. Tão e só.

zazie disse...

Gosto de fantasias por serem fantasias. Nunca para as transformar em provas científicas.

A v. forma de pensar é que é invertida. Transformam as provas científicas em fantasias e teimam em fazê-las passar como verdades verificadas experimentalmente.

A minha dúvida é se nesse mundo depois ainda há espaço para a boa da fantasia poética.

Dá-me ideia que nesse campo os das teorias da conspiração são chatos até dizer chega e pessoas sem imaginação alguma.

zazie disse...

São aluados

AHAHHAHA

è só por efeito de aluamento que o mundo da fantasia vos entra. E depois esse aluamento é Ciência pura e dura, com método científico e prova experimental.

Nunca fazem por menos. Parede que na v. cabeça a fantasia também tem de ter patente registada e fora dessa verdade é proibido qualquer devaneio artístico ou poético.

zazie disse...

A menos que seja ideológico, claro...

Porque a ideologia substitui a fé e crença religiosa.

muja disse...

O que é certo é que V. não aparece com um linquezinho que seja para desmontar o exclusivo do Haaretz.

Os sionistas fazem isso e muito mais. Quem é que se lhes opõe? Ahahah! Para serem chamados de anti-semitas não?

Toda a gente sabe que foram eles que impulsionaram a destruição do Iraque e eles nunca esconderam. Mas toda a gente diz que foi por causa do petróleo. Ora não há um único artigo de imprensa com alguém da indústria do petróleo a advogar a invasão do Iraque. Um único.

Então porque se diz que foi pelo petróleo?

Mas há dezenas e dezenas de artigos de neoconas (ou seja, sionistas) pela invasão do Iraque. Como há da Síria. E da Líbia e da Tunísia.

Quem ligou Bin Laden ao 11 de Setembro foram os sionistas neoconas. No próprio dia e antes de qualquer video do Bin Laden ou investigação.

Tal como foram eles que ligaram os atentados aos jihadistas em França e na Bélgica. No próprio dia.

E a seguir os media papagueiam o que eles dizem e mais nada. E ignoram os indícios gritantes que os comprometem.

Mas como há a internet quem acompanha minimamente rapidamente identifica as incongruências. E isso ainda é aproveitado para dizer que há anti-semitismo.




Phi disse...

Pronto, estás numa de baforadas demagogas. E só te fica mal, elevares-te por esse caminho. A Susan era uma operacional da CIA, logo, paranóica, alucinada, esquizófrénica, whatever, responsável pelas negociações entre os EUA e o Iraque, e vê só lá o que ela diz:

https://www.youtube.com/watch?v=mQjTYmDKPaI

Há, pois, não te interessa... Bohhhh

zazie disse...

Nem tudo o que é oficial é verdade.

isso sim. No caso do 11 de Setembro os tipos deram-se ao trabalho de publicar todas as explicações científicas do facto e todas as teorias que as negavam.

Lembro-me de ter lido no Dragoscópio e até comentámos na altura.

O Estado pediu explicações científicas a peritos e publicou-as e publicou igualmente todas as explicações que as podiam invalidar.

Achei bem pertinente fazer-se isso e li-as na altura.

Não sei se algum de v.s as leu. Porque isso sim, é forma de informar correcta e escusa de se perder tempo com malucos.

Phi disse...

Não, nunca li tais escritos, mas gostava. Para fundamentar opinião.

muja disse...

A al-qaeda caso V. não saiba é aquilo a que os media chamam "reveldes moderados" na Síria! E antes chamavam-lhes "oposição democrática"!

Todos esses grupos islâmicos são financiados pela Arabia Saudita e os Emirados e recebem apoio e formação operacional dos americanos e dos israelitas.

Lá porque V. foge com o rabinho à seringa quando começa a perder o pé e fecha os olhos não significa que as coisas não estejam aí para ser vistas.

Os seus argumentos de testemunhos são uma treta porque testemunhos há muitos e só aparecem alguns nos media. Os outros são abafados.

Ter sido a al-qaeda que fez o 11 de setembro é a teoria da conspiração por definição! A al-qaeda está a ser armada e financiada na Síria desde 2011 pelo menos! Ahahah!

Phi disse...

Ah, desculpa o importuno, de tanto saltitar não li esta tua afirmação, mas aplaudo:

"Mais ninguém podia ter feito tal coisa e nunca um presidente poderia ter colaborado numa matança do seu próprio povo" Ahoy Zazie

Vou à igreja e já venho, para conversar com crentes, prefiro que seja em comunhão com Deus.
Oh, livrai-nos do mal. Ámen.

zazie disse...

Sim. Mais ninguém. Não acredito que um presidente americano preparasse um acto daqueles para justificar uma posterior invasão do Iraque.

Não acredito ser possível na América; não acredito ser possível fazer-se isso com colaboradores de toda a espécie e nunca um único ter dito; não acredito ser tecnicamente possível em NY.

Acredito que é viável uma organização terrorista islâmica tê-lo feito, tal como já vinham a fazer muito mais atentados.

Mais nada. Quanto às explicações o Dragoscópio publicou-as, é pertinente ler-se e não é cena de youtube. São explicações técnicas redigidas por técnicos e peritos. E as que as negam também lá estão e com explicação técnica da inviabilidade.

Pode fazer a pesquisa no Dragoscópio. Eu se encontrar deixo aqui

zazie disse...

Siga os links porque estão aqui

zazie disse...

O relatório do Pentágono era o mais importante, parece que já não está na página para onde o link direcciona.

zazie disse...

Está este

zazie disse...

Não sei se é este

Mas pode perguntar ao Dragão que ele há-de ter guardado pois interessou-se pela questão.

muja disse...

Quer dizer, por essa ordem de ideias os americanos e os soviéticos terem criado o terrorismo em Angola também é teoria da conspiração porque foi a UPA que pegou nas catanas e nos canhangulos e massacrou as pessoas...

V. não segue o fio condutor da realidade. Fica a discutir a sanidade deste e daquele.

Por isso é que não pesca nada disto.

Phi disse...

É pena seres cega de um olho, e só leres as afirmações dos técnicos que cimentam a tua crendice. O Kurt Sonnenfeld também era um técnico da FEMA.

Mas ok, a recente polémica dos sauditas quererem vender as bonds dos EUA se estes desclassificassem a dezena de páginas que consta do relatório final do 9/11, é alucinação. Ou seja, os americanos apoiaram a realeza saudita, naquele país démodé, em que ainda se incineram e degolam seres vivos por acusações de bruxaria, os mesmos que às tantas financiaram as actividades dos terroristas gerados da mitose dos primeiros.

Et voilá, crendice ≠ argumentos = null

zazie disse...

V. tem uma gigantesca dificuldade com o português.

De tal modo que depois parece estúpido.

1- Teoria de conspiração é uma teoria rocambolesca em que a plausibilidade de explicação de algo é o oposto da razoabilidade dos factos e nunca é passível de ser provada.

Conspirações- são a granel. Existem. Nada têm de complicado- funcionam porque podem funcionar e não existem apenas na cabeça das pessoas porque são realidade. Podem é ser realidade que não se conta- mas uma coisa que não se conta não tem de ter uma lógica marada dos cornos como viável.

Para esses tipos terem andado a financiar terrorismo em Angola basta saber o que os próprios malucos dos evangélicos contaram e tudo isso é provado e verificado e nada tem de complicado ou contra toda a lógica da viabilidade.

Teoria de conspiração seria dizer-se que foram ETs que desceram em África e conseguiram hipnotizar os turras.

zazie disse...

Antes cega de um que ceguinha de ambos a ter visões alucinadas por ter lido na net ou outro visionário ter mandado o link da psicopata da Cia ou do maluquinho que também estava nas torres gémeas e conta outra historieta.

Phi disse...

Esqueçe, arruma as botas! Então esta tua "definição" de teoria de conspiração e conspiração solitária, foi de mais. Desisto, daqui a mais tenho a pedra dos rins na uretra. HAhaha

muja disse...

Não sei quem é que parece estúpido simceramente... Que provas tem V. que os americanos andaram a financiar terrorismo em Angola? Diga lá onde está provado e verificado de forma tão cabal?

E depois diga em que diferem essas provas e verificações das de que eles financiaram a al-qaeda desde o tempo dos soviéticos no Afeganistão até aos dias de hoje na Síria?

Se a al-qaeda fez o 11 de Setembro, fê-lo com o dinheiro, instrução e apoio operacional dos americanos. Porque a al-qaeda não existiria, não existe nem existirá sem esse apoio. Em que medida esse apoio era conhecido deste e daquele presidente é perfeitamente irrelevante. Se o presidente tiver dois defos de testa não sabe nem quer saber.

Os "americanos" já agora, não são um monolito. Mesmo dentro do governo. O departamento de estado nada tem que ver com o da justiça ou o da defesa, vulgo pentágono. Cada um tem os seus interesses e influências e cada qual puxa a brasa à sua sardinha...

zazie disse...

Lá vem v. com os interesses. Como os interessados, os que podiam retirar proveita da coisa são uns, os factos têm de se adaptar até isso nunca sair de causa.

Eu não tenho corno de pegar em interesses.

Eu tenho apenas de pegar em factos- factos de evangélicos que contaram e de negros que foram instrumentalizados e mais nada.

Os evangélicos eram americanos- foram para lá e andaram a pregar a pretos que bala de branco não mata.

Esses pretos com cabeça feita pelos evangélicos cometeram barbaridades terroristas.

Ponto final. Não há nada de complicado na questão. Pode-se depois disto apurado- ao nível factual- depreender que quem os enviou tinha mais que interesse em que doutrinassem os pretos para isso.

Eu não tenho de colocar em redoma acima de qualquer pecado ninguém.

Tenho é de ter factos que viabilizem as coisas e não os trocar por interesses e teorias sem gente nem factos e com explicações que negam a lógica de funcionamento de algo.

As teorias da conspiração só medram na cabeça das pessoas e nunca têm gente viva nem factos comprovados.

É esta a diferença.

Eu não troco um facto por uma finalidade política em que o paradoxo é que se torna a doxa.

muja disse...

teoria da conspiração é uma noção idiota que foi inventada para apoucar e menoscabar certas interrogações e constatações incómodas e as pessoas que as fazem sob pretexto de que são paranóicos e malucos, dando tempo de antena a pessoas que se prestam ao papel de afirmar as coisas mais estrombólicas embora nunca ferindo o poder verdadeiro, e que apenas servem para enfiar no saco com as outras.

zazie disse...

Uma teoria de conspiração é sempre um paradoxo.

È sempre algo que vai contra a opinião- contra o senso comum. Bate nele e afirma o inverso do sensato, como se batendo com a cabeça contra a realidade dos factos, outros factos maiores pudessem nascer daí.

muja disse...

O que é que vai contra o senso comum daquilo que eu escrevi?

zazie disse...

Há pessoas que são dadas a elas e outras não.

Aqui na blogo há vários e em graus diferentes de adesão.

Pego em 3 nomes para exemplificar- v. é todo teorias de conspiração mas são sempre politicamente orientadas e com os mesmos ódios de estimação que já são k7

A Maria idem idem aspas aspas mas consegue alargar a coisa a exotismos mais marados em que entra a conspiração judaico-maçónica e satanismo que baste contra a moralidade.

O anti-comuna que agarra todas. Até a da Maddie porque também tem outros ódios de estimação em que as teorias de conspiração dão uma mãozinha- o pó aos ingleses e aos padres.

zazie disse...

Vai contra o senso comum porque v. apenas pega em interesses de existir a Al-Caeda e de quem a financiou e daí a irem 2 torres ao ar com toda aquela gente tanto faz.

V. tem o vício de confundir interesses estratégicos em apoiar grupos armados contra outros, para semear a guerra entre eles e lucrar com isso e a ideologia que leva a que essa gente consiga mesmo ter fanáticos a matarem-se em nome de Alah.

Os ocidentais não têm gente capaz disso. Não têm marginais a fazerem-se explodir apenas com uns meses de doutrinação ideológico-religiosa e nem têm religiosos ideológicos a fazerem isso e com poder para mentalizarem a esse ponto.

Ninguém por cá se mata com menos de um ano de doutrinação para tal e em nome de uma treta que vai receber no Além.

Pode ter fanáticos a matarem. Em organizações ideológicas terroristas. Mas não a fazerem-se explodir em 3 meses porque os mandaram rebentar e mais nada.

Em África ainda encontra isso. Na Europa só se tiver sangue e semi-identidade muçulmana. O resto é serial killer ou cena de doente mental sem ligação a mais nada.

muja disse...

V. nem vê que a falta de senso é sua.

Acha que é possível pegar numa racaille de banlieu, dar-lhe duas lérias, e que ela está pronta a explodir-se por Alá! Ahahah!

Ganhe juízo mulher!

Nem os pretos estavam dispostos a irem para a morte certa e por isso foi preciso drogá-los e convencê-los que a bala branca não os matava.

Essa racaille nem percebe que vai morrer digo-lho já. Alá o tanas!
Racaille quer é graveto para o bling bling, mulheres e dar tiro. É isso que lhes prometem.

Num dos atentados franceses até sairam escutas em que dois deles estavam a discutir por causa de dinheiro! Quem é que discute dinheiro na véspera de se rebentar ou fazer-se matar por Alá? Ahahaha

Phi disse...

Talvez o problema disto tudo, seja de facto - o facto. A essência, do que é o facto em si. Relacionado com umwelt humano. Como podemos demonstrar o facto da existência de uma determinada cor para um cego? Se neste não existirem os instrumentos que lhe permitam a aferição da mesma?

muja disse...

Acha que os do isis também lá andam por Alá? Vão-se de França, onde recebem o belo subsídio, para irem combater por alá não? Está bem abelha.

Vão porque lhes prometem graveto, mulheres e aventura fácil. Como são estúpidos e grunhos não percebem que estão a ser manipulados e o que parece fácil rapidamente fica difícil. Depois dos russos lá chegarem se calhar já passaram a perceber melhor...

Maria disse...

"Como podemos demonstrar o facto da existência de uma determinada cor para um cego? Se neste não existirem os instrumentos que lhe permitam a aferição da mesma?" Phi

Ora aí está, Phy, não podia ter arranjado melhor comparação. Está-se perante um conceito objectivo entre o facto e a razão.

Zazie, por que motivo diz que "A Maria idem idem aspas aspas mas consegue alargar a coisa a exotismos mais marados em que entra a conspiração judaico-maçónica e satanismo que baste contra a moralidade."? Em que é que se baseia para ir buscar esta sua alegação tão estapafúrdia?

Eu não efabulo nem invento nada, tudo o que escrevo é baseado no que aprendo com investigadores credíveis e Historiadores acima de qualquer suspeita e intelectuais independentes e pessoas como o Muja, que sabe mais destes assuntos que temos vindo a debater do que nós todos juntos, etc.
Olhe, o insuspeito judeu Norman Finklestein (cuja família chegada morreu nos campos de concentração), professor universitário que foi afastado do ensino na sua Universidade por desmascarar a enorme fraude que é o holocausto, o qual, segundo ele, foi inventado para sacar anualmente centenas de milhões de marcos aos alemães, o que tem vindo a acontecer ininterruptamente desde o fim da Guerra até aos dias de hoje. E no entanto todos os dias nalguma televisão de todas as democracias do mundo lá continua a passar mais um documentário ou a repetição pela milésima vez de um anterior ou mais outro testemunho muito mal alinhavado de mais um/uma sobrevivente, sobre os seis milhões de judeus gazeados pelos nazis..., ainda que dos seis milhões os responsáveis deste número inicial já o tenham vindo a baixar à medida que o tempo passa e ùltimamente parece já estarem reduzidos a cerca de novecentos mil... e estes assassinados pelos Aliados, além de muitos terem morrido devido ao tifo e não metidos ainda vivos em câmaras de gaz, como foi voz corrente durante décadas, por estas inexistirem (para esse efeito mas sim para desinfectarem as roupas dos piolhos) como afirmou recentemente o próprio primeiro ministro israelita.
(cont.)

Maria disse...


O brilhante Historiador e Investigador David Duke, que desde há décadas tem vindo a denunciar o mal que o governo sionista mundial - sim, o governo mundial não eleito, designação acertadíssima de David Duke - tem feito ao seu próprio país e sobretudo à Europa (estando ele por detrás da vaga de milhões de imigrantes e refugiados a caminho deste Continente cujo propósito toda a gente sabe qual é), sem excluir o mal que tem feito ao resto do mundo, através das suas manobras encapotadas (não digo "satânicas", porque a Zazie parece não gostar, mas olhe que David Duke utiliza o termo sem receio de ser desmentido) em que são despoletadas guerras artificiais, terrorismo disseminado, atentados em países com locais pré-determinados, etc., designadamente nos países europeus, todos estes gravíssimos acontecimentos causadores de centenas, milhares e milhões de mortos consoante o país escolhido onde eles irão ocorrer, têm a marca do sionismo mundial e este já é um pormenor do conhecimento de todos os dirigentes e povos de todos os países do mundo, democracias e não democracias. Se os governantes das democracias os não denunciam tem que haver um único motivo: estão vendidos à maçonaria mundial e isto não é de estranhar já que todos esses governantes e políticos que com eles colaboram são maçons assumidos e membros activos das maçonarias de cada um desses países europeus, como eles próprios o afirmam sem rebuço quando é caso disso. E como maçons cumpridores do pacto de sangue celebrado, seguem à risca as ordens emanadas da casa-mãe em Filadélfia. Todos os presidentes norte-americanos e colaboradores próximos, desde quase a altura em que o país foi fundado, só ascenderam ao poder com o beneplácito da maçonaria sionista ida inicialmente da Rússia e Alemanha e que lá estabeleceu o seu quartel-general. Os presidentes que foram recalcitrantes e/ou recusaram seguir as ordens sionistas, tiveram os dias contados. E se a sua Fé era outra que não a protestante ou se, para desgraça do presidente, a sua religião era a Católica, então tinha mesmo que desaparecer do mapa. Como de resto aconteceu a Kennedy (este denunciou o sionismo que dominava o seu país e tal coisa era considerada simplesmente indmissível, teve um triste fim pouco depois), de resto aconteceu o mesmo ao irmão Robert (que era pressionado pela maioria do povo para se candidatar à presidência..., o quê?, outro católico como presidente?, é que nem em sonhos) e também a John-John Kennedy (outro católico que afirmou ir dedicar-se à política activa... e mais tarde chegaria com facilidade à presidência, tendo em conta o enorme carinho que os norte-americanos dedicavam a toda aquela família). Cá tivemos o exemplo do que aconteceu a Sá Carneiro, que não era maçon nem admitia que a maçonaria se metesse em assuntos do Estado e se dúvidas houvesse bastaria reparar-se em quem (e membros de que seita) se seguiu à frente dos destinos da Nação deste 1980 até hoje. Na Europa temos o exemplo dos primeiros ministros-maçons do Reino Unido, dos presidentes-maçons franceses e dos nossos (salvo seja) primeiros ministros-maçons e de alguns presidentes da república-maçons de Portugal, sem falar na corte que os tem vindo a acompanhar, revezando-se ao longo dos anos, que também o é. E meio disfarçados (ou nem tanto), também os presidentes do conselho de Espanha, os primeiros ministros de Itália e os anteriores chaceleres da Alemanha. A presente chanceler não sei se é, mas que faz a política que lhe é ordenada do outro lado do Atlântico, lá isso faz.
(cont.)

Maria disse...


(conclusão)

Olhe, obtive imenso conhecimento destas matérias através da muita documentação que li e vídeos bem significativos que visionei tudo da autoria do pacifista Ernst Zundel, que foi preso por diversas vezes por só ter dito verdades sobre o inventado holocausto e das pseudo câmaras de gaz que jamais existiram, tudo baseado em investigação rigorosa e com provas indesmentíveis. Também tenho visto e lido muita coisa da autoria do Historiador, Investigador e insuspeito David Irving, sobre estes assuntos que temos vindo a debater, bem como sobre outros acontecimentos bem mais graves, como, por exemplo, as negociatas secretas criminosas (ou pactos) entre os principais governantes europeus da altura, que afectaram profundamente os povos europeus e levaram à morte de milhões de inocentes cujos causadores foram Churchil, Estaline e Roosevelt, embora Irving se debruce mais particularmente sobre o carácter execrável de Churchil e a sua (má) influência, cinismo descarado e maquiavelismo propositado na condução, no seu desenrolar e no posterior e horrendo desenlace da Guerra.

A Zazie já se deu ao trabalho de consultar a imensa e elucidativa documentação e os inúmeros vídeos destes historiadores e investigadores, ademais com créditos firmados? Caso ainda não o tenha feito, olhe que vale bem a pena.

zazie disse...

Ena pá, que engraçado tudo.

Agora até os terroristas que carregavam os explosivos e os atavam à cintura foram hipnotizados e pagos por americanos e nem sabiam que explosivo mata.

Só o que se pirou e nem se fez rebentar é que desconfiou um niquinho que assim nem ia gozar muito a grana que lhe deram.

":O)))))))))))))

zazie disse...

Devem ter andado a ler os resumos das luminárias feitos por esta outra luminária nerd

http://citadino.blogspot.pt

muja disse...

Quais é que tinham explosivos atados à cintura, diga lá?

zazie disse...

Os atentados de Paris e Bruxelas são explicados assim

À cinta tinha um dos de Paris que um enfermeiro ainda tentou reanimar no café sem saber que era terrorista. Tinha um buraco muito grande no tórax e ele rasgou-lhe a camisa e aí viu os explosivos que não tinham detonado todos.

Os outros foram encontrados na rua, outro explodiu-se no prédio onde se refugiou e este que foi agora preso é que não conseguiu fazer-se rebentar e daí ter fugido.

Mas o melhor é lerem o v. mestre Diogo que esse faz resumos de tudo o que de conspirativo anda na net.

Aliás, os gajos agora na Bélgica ainda queriam levar mais explosivos mas não cabiam no taxi.

Como eram turras sabiam comprar o material, mais os pregos e a água oxigenada e fazer aquela cena mas só não sabiam que aquilo só matava quem não fosse muçulmano.

Um muçulmano pode puxar a guita ao cinto que não morre e daí terem sido pagos para isso. E também podem rebentar-se no meio de um estádio ou aeroporto porque os explosivos neles é que nunca acertam. `Há-de ser esta a explicação racional e mentecapta sou eu.

zazie disse...

A Maria também pode ir ao Diogo que tudo o que diz está lá mais desenvolvido.

A única chatice deve ser este Diogo ser um psicopata comuna. No resto é uma fonte viva para v.s

zazie disse...

Os atentados de Bruxelas, os tais do embuste, de agora, que era chato contar, recuam umas décadas e lá temos branqueamento do presente com mais anormalidade conspirativa

zazie disse...

Entretanto, a extrema-esquerda e a boa da extrema-direita nacionalista também convive por lá alegremente com imagens muito edificantes

E mais esta

muja disse...

Nem sequer conheço esse site.

Mas já que gosta tanto de testemunhos, tome lá:

http://www.7sur7.be/7s7/fr/35522/Attaques-en-serie-a-Paris/article/detail/2531031/2015/11/20/Bagarre-entre-les-freres-Abdeslam-Si-j-ai-pas-le-pognon-j-y-vais-pas.dhtml

Está a mentir, a testemunha? Agora peça "provas", que é para eu me rir.

muja disse...

E ainda estamos à espera do link que mostre que o exclusivo do Haaretz não foi exclusivo... Se calhar foi conspiração ahaha!

zazie disse...

Qual exclusivo?

zazie disse...

Qual exclusivo do Governo De Israel que para si é representado pelo suposto exclusivo do jornal haaretz, nas suas habituais dificuldades linguísticas?

este?
Igual a este?

Ou será mais este que desmonta a treta

E a informação que tiveram não foi mais que esta

Que passou em todos os jornais e que eu já tinha lido?

e mais aqui

E em todo o lado à exaustão.

Quanto aos terroristas que nem sabiam que explosivo mata, v. devia mandar essa teoria para o jornal. E fazer-se pagar pela descoberta porque não é todos os dias que a Ciência tem descobertas tão espectaculares.

zazie disse...

O outro nem desmonta. O outro desenvolve os falsos vídeos do aeroporto e por aí fora.

Resumindo.
Tal como o ISIS atrai psicopatas, a net atrai os maluquinhos das teorias de conspiração que são mais que as mães.

E vou trabalhar porque estas conversas em torna de anormalidades de manicómio são para desocupados.

zazie disse...

Quanto ao enfermeiro que ainda tentou reanimar um dos terroristas em Paris (sem contar com os que se rebentaram no Estádio e na rua, diante de toda a gente) pode confirmar como é mentira e trata-se de mais um figurante que foi pago pelos americanos para fazer esta montagem.

AQUI

Os fios que ele viu e tudo o resto, era de a brincar e o homem era um boneco para enganar papalvos.

muja disse...

V. às vezes faz-se de tão obtusa que até dá seca...

Primeiro, já está a imputar-me coisas que eu não afirmei. Eu nunca disse nem dei a entender que o jornal Haaretz representa o governo de Israel. Nem que obteve aquela informação por ser israelita. Disse que era irónico, porque há indícios que ligam os círculos sionistas aos atentados. O que é muito diferente.
Já parece o outro cretino a querer a toda a força que eu escrevesse a cretinice que ele próprio escreveu de meter bala nos ciganos e sei lá mais em quem...

Segundo, todos esses links que V. para aí meteu referem o Haaretz como fonte, ou seja, o V. ainda não conseguiu desmentir que eles obtiveram essa informação em exclusivo. Em cinco links, todos apontam para o artigo dos israelitas.

Terceiro, agora pergunto-lhe eu: V. tem uma testemunha que diz que fez reanimação a um sujeito e que reparou que era bombista suicida quando viu fios. Bom, não sei muito bem que raio de bombista suicida fica inteiro ou em estado que se possa reanimar, mas dou de barato que fosse. Porém, acima tem outro testemunho que põe esse mesmo homem, Brahim, a discutir com o irmão Abdeslam, sobre dinheiro.

O que eu lhe pergunto é isto: que raio de bombista suicida discute com o irmão e põe em causa a sua participação por causa de graveto. Qual é a sua explicação de "senso comum" que nós maluquinhos não alcançamos?

Quarto, se tem que fazer faça-o. Que me interessa a mim aquilo que V. tem para fazer ou não? Se não acha importante responder a malucos, para que o faz? Olhe, faça como o outro e ande aí pelos cantos a ranhosar cretinices ahahah!

Apache disse...

“Na tv pode ter havido qualquer treta que pareça discrepância.” [Zazie]

Que pareça discrepância? Uma jornalista, em Nova Iorque, algures numa sala, de costas voltadas para uma janela virada para a zona do WTC, diz na TV (em directo) que acaba de desmoronar a torre 7 do complexo, enquanto a tenta tapar com a cabeça. Tem azar, mexe-se ligeiramente e o edifício torna-se visível atrás do seu ombro direito, em pé, sem estragos visíveis. 26 minutos depois o edifício colapsa, simetricamente, tal qual as torres gémeas. [A versão oficial é que desmoronou devido aos fogos (invisíveis) incontroláveis.] Não me ocorria que alguém dissesse que um episódio destes “parece discrepância”.

Apache disse...

“E é sempre tudo justificado com a tal treta das minhoquices cientóinas.” [Zazie]

Tenho que lhe dar razão. A versão oficial da história é tão linda e aparecem uns palermas (cientóinos) a evocar as Leis da Física, a dizer que para ser credível, a versão oficial não pode ser um amontoado de irracionalidades, etc. Uns ingratos, que não apreciam o texto ficcional da versão oficial do governo norte-americano.

Apache disse...

“Se há explicação para duas das torres e não aparece evidência para a terceira é caso para se colocar em causa a explicação para as outras duas?” [José]

Não há explicação (racional) para a queda da terceira torre (WTC 7).

Não há explicação (racional) para o avião que (alegadamente) embateu no pentágono não estar entre os destroços nem ser visível nas câmaras de segurança dos edifícios em frente. Não há sequer explicação para o facto de a (alegada) caixa negra recuperada fornecer informações que permitem concluir que ela pertence a avião que sobrevoou o Pentágono a baixa altitude sem com ele colidir.

Não há explicação (racional) para alguns passageiros do voo 77 (alegadamente caído na Pensilvânia) terem ligado dos telemóveis para os familiares quendo a tecnologia da época não o permitia.
Não há explicação (racional) para as caixas negras dos aviões que embateram nas torres gémeas (que resistem a temperaturas até 1100 ºC) terem sido totalmente destruídas mas os passaportes dos piratas do ar terem sido recuperados intactos.
...
Será caso para se colocar em causa a explicação oficial?

Apache disse...

“Tinha um buraco muito grande no tórax e ele rasgou-lhe a camisa e aí viu os explosivos que não tinham detonado todos.” [Zazie]

Zazie, quando explosivos estão próximos uns dos outros (como num colete) basta que um deles detone para todos os outros detonarem, por simpatia (é o termo técnico). Pode ter acontecido que o detonador do colete não tenha funcionado e o colete não tenha explodido. O homem que aparece no vídeo que você colocou, a ser assistido, poderá (não dá para ver) ter vestido um colete de explosivos debaixo da camisola (ou poderá ser gordinho) e poderá ter “um buraco” nas costas, no peito não, porque falta o sangue, certo?

Maria disse...

Zazie, desculpe lá mas permita-me mais uma pergunta sobre este tema que temos vindo a debater. Acha que os bombeiros e o pessoal que trabalhava muito perto dos edifícios detonados (Torres Gémeas e WTC) estavam a mentir quando afirmaram taxativamente que se aperceberam de detonações sequênciais, perfeitamente audíveis, à medida que as torres se íam desmoronando? Acha que eles tinham interesse em mentir? Talvez não tivessem reciocinado que com os seus testemunhos poderiam estar a assinar as suas sentenças de morte. E de facto algumas destas testemunhas presenciais foram sendo providencialmente encontradas mortas algum tempo depois, de modo a levantar sérias interrogações (aliás fáceis de sererm respondidas)? Ou, pelo contrário, caso alinhassem elas pela tese oficial, não seria lógico que tivessem afirmado peremptòriamente que, sim senhor, as torres tinham ido abaixo com os impactos dos 'aviões'?

E já agora, não será um pouco estranho que dois canalizadores estivessem a 'trabalhar' perto das Torres e com estas no seu campo visual, a 'abrir' uma tampa dos esgotos (ou cabos eléctricos) exactamente no local da rua onde era perfeitamente visível o tal 'avião' a passar por cima e os dois homenzinhos terem olhado para o ar e observado o preciso momento em que o primeiro avião embateu numa das Torres e logo depois outro avião ter feito o mesmo na outra Torre? E todos estes acontecimentos no terreno e movimentos no ar dos dois aviões bem filmados, mas tudo isto foi por mero acaso, como é evidente. Não parecem coincidências a mais? Claro que parecem, o que dá azo a que pessoas mìnimamente imparciais - do mundo inteiro, com a imensa maioria dos norte-americanos à cabeça - duvidem com toda a razão das teses oficiais. Há ainda a acrescentar e isto não é de somenos, que ex-funcionários da CIA tenham vindo com o decorrer do tempo a revelar - e estes são cada vez em maior número - muito do "quem e porquê" está por detrás desta trama/imbróglio que foi o 9/11.

Mas o tempo tudo resolve. Aguardemos portanto. Parafraseando o título de um livro que Inês Serra Lopes escreveu sobre o atentado a Sá Carneiro - "A Verdade Não Prescreve". Esta acabará por prevalecer. Disso não tenhamos a mais pequena dúvida. Tanto neste como em muitos outros casos aparentemente insolúveis.

zazie disse...

Olhem meus queridos; meus grandes malucos fofinhos.

Não fosse o caso de hoje fazer anos e estar muito bem disposta e já vos tinha dito onde podiam enfiar todas essas interrogações altamente pertinentes e científicas.

Façam uma conferência ao vivo que eu até pago para assistir.
Até lá, good night, que eu nem li, só de relance para não mandar tudo àquela parte.

zazie disse...

Deve ser dos astros. Sou tourinha como o Salazar e connosco pancas não pegam. Somos bem terra a terra.

E agora vou festejar do modo mais agradável com que gosto de levitar- uma boa pinga numa boa jantarada.

Fiquem lá com os bons dos terroristas islâmicos que nunca se rebentarem e nem matam ninguém e mailas outras anormalidades com que se entretêm.

Apache disse...

“e já vos tinha dito onde podiam enfiar todas essas interrogações altamente pertinentes e científicas.” [Zazie]
“eu nem li” [Zazie]

Há mais leitores por aqui, por isso achei pertinente rebater o absurdo da sua “defesa” da versão oficial. Só por si não valeria a pena responder, é fanática, forma determinada convicção e não quer ouvir ninguém a contraria-la, a racionalidade passa-lhe totalmente ao lado.

Conte muitos aniversários, mesmo que sejam (cara tourinho) a “marrar” na lógica.


P.S. Você não acreditou na conversa do enfermeiro, pois não? Pôs aqui o vídeo (que eu já tinha visto na TV) só para gozar connosco, certo?

zazie disse...

Muito obrigada pelos parabéns. Assim antes de me chagarem os cornos têm de mandar beijinhos e eu retribuir.

Quanto às torres li os relatórios oficiais e os relatórios que mostram as teorias de conspiração e as explicam. Deixei aí o link

Quanto aos atentados em França e na Bélgica, em particular o primeiro, o que deviam perguntar era outra coisa- porque é que por cá foi tudo censurado, não passou uma única imagem do banho de sangue, excepto no Correio da Manhã. Porque é que até no twitter o Levy- jornalista tuga sionista mandou logo recado para não se mostrarem imagens com sangue e detalhes escabrosos.

Isso sim. É a principal questão porque a escardalhada domina os media e tem a mesma teoria conspirativa que v.s- os muçulmanos nunca podem fazer nada de mau. Quando há estas maldades teve de ser obra de pencudos ou de americanos.

Eu segui os jornais todos, em particular os ingleses e em directo mostraram o que por cá ninguém se interessou em ver.

Por exemplo- v.s sabem as teorias negacionistas, mas nem estes factos relatados em directo conheciam.

O enfermeiro estava no café, há filmes onde se vêem várias pessoas a esconderem-se atrás de um balcão e depois a mortandade.

Ele estava lá e por instinto profissional tentou reanimar quem ainda estava com vida.

Esse que ele tentou reanimar viu-se nas filmagens.Ele ele a tentar salvá-lo.

Tinha muito sangue no peito e ele tentou enfiar lá tecido para estancar mas é aí que rasga a t-shirt e dá com os fios à volta do torax.

Se ele estava ferido pela explosão de outros ao lado isso não se sabe. Agora que era terrorista, que foi identificado e que ainda estava vivo e com o colete ligado, estava e era.

Se v. quer negar isto, então eu faço como o Mujah, tem provas concretas que o enfermeiro era um figurante e nada disto se passou?


Eu cá sou básica. Vejo e vou pelo óbvio que toda a gente vê.

Nunca percebi qual o interesse de se partir logo para o princípio de que toda a gente está a mentir.

Tanto faz. Para mim é igual. Prefiro partir do princípio que o mundo não tem ETs a clonarem toda a gente sempre que há ataque terrorista, só porque era chato confirmar-se que do islão não vêem bons ventos.

Para imaginar que é tudo mentira, então começava já por perguntar se v. existe ou também não é um figurante clonado por qualquer outro grupo de interesses dos apaches, e o mujah outro figurante clonado por qualquer outro interesse de mujahedins e eu aqui como personagem de patafísica.

":OP
Passe um bom dia e divirta-se muito com as continhas da verdade absolutamente Verdadeira que é escondida a toda a gente mas que alguns eleitos conseguem apanhar.

zazie disse...

O Levy filo-pencudo é outro fenómeno muito engraçado. Manda sempre recado do que os media recebem para só se mostrar o politicamente correcto.

Ele é freelancer mas está sempre a par das boas das ordens superiores muito redondinhas só com coisas clean para não assustar ninguém.

zazie disse...

Não vêm bons ventos.

Com tanto atentado em toda a parte e a ser cometido pelas mesmas organizações terroristas islâmicas, que já em Inglaterra tinham usado suicidas que se explodiram num dos autocarros, eu só não entendo como se pode agora duvidar que nos atentados de França e nos de Bruxelas foi tudo mentira, para imitar a mega mentira Americana.

Essa mega mentira americanoa em que um presidente manda explodir duas gigantescas torres e matar toda aquela gente é cá uma coisa que faz favor.

E, se não foi o Bush só pode ter sido a Mossad. Porque a Al-Caeda até tinha sido "criada por eles"- na tal cena que interpretam sempre o uso estratégico de uns contra outros quando estão 2 potências em questão- com serem os ocidentais a doutrinarem os pobres dos panhonhas islâmicos que nem têm e nem nunca tiveram a menor das tradições cruzadísticas e fanatismo nem é com eles.

Os gajos o que mais querem é grana para gastarem com mulheres e bebida, até no ISIS e o califado é outra treta que nunca em momento algum da História lhes passou pela cabeça.

Como toda a gente sabe, até foram os americanos que colonizaram a península e depois obrigaram os cristãos à malvadez da Reconquista.

Já para não falar em todo o oriente que foi colonizado pelo proselitismo sionista e americano e foram persas, foi Irão, foi toda a Suméria à vida em prol da ideologia neoconista.

muja disse...

Parabéns zazie!

zazie disse...

Muito obrigada, rapaz!

":O)

Apache disse...

Vou perder mais uns minutos do meu tempo de sono…


“Quanto às torres li os relatórios oficiais e os relatórios que mostram as teorias de conspiração e as explicam. Deixei aí o link”

Se os relatórios oficiais explicassem não existiriam “teorias da conspiração”. Elas existem, não apesar dos mas, por causa dos relatórios oficiais.
Um dos links que deixou mostra imagens de uma animação de computador que pretende simular o voo que alegadamente embateu no Pentágono. Acontece que a teoria oficial apresentada nessa animação é negada pelos dados da caixa negra do avião. A caixa negra, que o governo americano disse ser do avião que embateu no Pentágono pertence a um avião que sobrevoou o Pentágono mais de 100 pés acima do edifício.


“Por exemplo- v.s sabem as teorias negacionistas”

Não sei. Não me interessam “teorias negacionistas”. Sei a versão oficial e sei que ela contém várias impossibilidades. Não sei qual é a verdade, sei que o governo norte-americano mentiu.

Apache disse...

“Tinha muito sangue no peito e ele tentou enfiar lá tecido para estancar mas é aí que rasga a t-shirt e dá com os fios à volta do tórax.”

A pessoa que aparece no vídeo que você colocou (do Daily Mail) não tem sangue no peito (queira confirmar s.f.f.).
Um colete de explosivos tem, no máximo, (porque pode ser accionado por comando à distância) um pequeno fio que liga o detonador ao comando que o acciona.


“tem provas concretas que o enfermeiro era um figurante e nada disto se passou?”

Não estive lá, não investiguei, não tenho provas de nada. O “enfermeiro” mente, foi isso que (indirectamente) afirmei.
Atente-se no que ele diz, a propósito da ferida: “tirei-o do emaranhado de mesas e cadeiras e pu-lo no chão. Ele estava inconsciente, não tinha nada de especial. Mas reparei que na lateral do corpo [coloca a mão na zona do seu oblíquo direito] tinha um enorme buraco. Um enorme buraco, de lado [insiste)] Não pensei que fosse um bombista suicida. (…) Mas a ferida era enorme.” (…) [uma ferida enorme mas que não era nada de especial, de um tipo inconsciente, não se estava a esvair em sangue, retirado de um monte de mesas e cadeiras, depois de uma explosão.]

A propósito do colete: “Quando fui fazer CPR [ressuscitação cardiopulmonar] não senti nada [note-se que, alegadamente, tinha apenas uma t-shirt por cima do colete] (..) Quando rasguei a t-shirt vi alguns fios [não o colete, encontrou um rato numa floresta mas não viu as árvores]. Olhei para cima, para as lâmpadas de aquecimento (?). São feitas de um material que se distorce facilmente. Não havia nada de errado com três delas.” [Olhou para cima para ver se os fios vinham das lâmpadas? Mas não foi ele que trouxe o homem para o deitar ali? E a explosão não distorceu as lâmpadas que se distorcem facilmente. E o colete?]

Prossegue: “No chão havia sangue e reparei nuns parafusos, no chão. Percebi imediatamente. Disse para mim, é uma explosão, é um bombista suicida e eu sabia que era ele” [com parafusos? Afinal não era um colete (habitualmente feito com C4) era uma bomba artesanal, talvez de pólvora (?) e parafusos, que levava na mochila (como a panela de pressão dos “maratonistas”) e a explosão foi tão grande que deixou as lâmpadas intactas, ou os parafusos seriam das lâmpadas?, copo intacto (em cima da mesa, em grande plano) além de outros materiais e, pasme-se, uma caixa de papel (em cima da mesma mesa) também resistiu à onda de choque.]

A história deste homem podia ter sido contada pelo Sócrates.

zazie disse...

Mas que pessoa do link é que não tinha sangue no peito?

V. tem tanto rigor a ler como no resto.

A pessoa que aparece fotografada é o enfermeiro, carago!!!!

Nem o vídeo viu, não leu, não quer saber e depois ainda chateia que sabe a verdade e eu é que sou a maluca?!

Apache disse...

“V. tem tanto rigor a ler como no resto.”
Curiosa a forma como tenta acusar os outros dos seus próprios defeitos.


“Mas que pessoa do link é que não tinha sangue no peito?”
“A pessoa que aparece fotografada é o enfermeiro, carago!!!!”
Se você aprendesse a ler antes de falar/escrever conseguir-se-ia manter uma conversa, assim é inútil.