Páginas

quinta-feira, 24 de novembro de 2016

A memória de Salazar interessa a muito poucos.

O Diário de Notícias destacou hoje na primeira página:


E no interior escreveu isto sobre o espólio de Salazar entregue ao cuidado da autarquia local que fundamenta a acção em julgamento:


Este assunto de Salazar encontra eco em Santa Comba Dão, mas quem lá vai ainda pode ver estes painéis de azulejo no muro do adro de uma igreja:

Confesso que fiquei admirado quando lá vi isto, no início deste ano.

Afinal, no "adro" da casa da Justiça agora há isto, um memorial da "guerra colonial":


Porém, há quase 40 anos, em 10 de Fevereiro de 1978 ainda se podia ver isto:


A memória de Salazar, do que escreveu ( os seus discursos em seis volumes ninguém mais os reeditou e mereciam tal atenção) e do que deixou interessa pouco a muito pouca gente porque os media e a inteligentsia preferem afinar pelo diapasão do discurso socialista e comunista que cilindrou ao longo de décadas todas as referências positivas à obra do maior vulto do século XX português.

Incrível!

No Vimieiro, terra natal de Salazar, mesmo junto à sua casa de morada enquanto jovem e adolescente, existe uma escola-modelo ( que serve de pano de fundo à foto, acima, no DN, do sobrinho-neto de Salazar, Rui Melo)  cuja história da respectiva construção merecia ser contada e relembrada.




A história da construção desta escola merecia um livro. Mas não das flunsers ou rosas, claro.

O património arquitectónico que pertenceu a Salazar e foi entregue aos cuidados da Câmara local, esse, encontrava-se assim, nessa altura...


8 comentários:

Floribundus disse...

neste rectângulo temos estalinismo ´desde 74

com curta interrupção do silva de buliquême e dos passos de coelho

a comunicação xuxial é pior que a PIDE

NÃO CONSEGUEM APAGAR A HISTÓRIA

continuem a elogiar a MERDA

muja disse...

Também para lhe editarem a prosa em abortês, mais vale deixá-la estar por ora...

Sempre fazem os alfarrabistas mais algum graveto à custa dos poucos.

Vi os seis volumes - um deles, pelo menos, autografado pelo autor - há dias à venda na net por quatrocentos e tal euros...

josé disse...

Comprei um ( o II) há uns tempos, por 10 euros.

Mas procuro os outros.

josé disse...

E comprei ainda um volume de 1955, de compilação de vários discursos e em edição de luxo. Organizado por temas, parece-me muito bom.

Anjo disse...

Arranjei num alfarrabista os vols I, II, IV, V e o de entrevistas (que alguns consideram o VII). Faltam-me só o III e o VI, portanto.

Em relativo bom estado, alguns ainda com páginas por abrir, edições diferentes. Preços variáveis: 10, 15, 30.

Conheço a Antologia, tem boa organização de temas. Vale a pena.

Arranjei também uma coisa muito interessante de Marcelo Caetano, encadernado e tudo: Discursos 1958-1974. São vários discursos que alguém mandou encadernar em conjunto.

muja disse...

Mas esses muito poucos ainda vão andando por aí, e nem só aqui...

Isto é uma palestra de há dias.

http://www.medias-presse.info/salazar-chef-detat-catholique-abbe-beauvais/65008/


Josephvs disse...

Obrigado muja
Excelente este padre da FSSPX

muja disse...

Não tem de quê.

Mas excelente era o Mestre. O abade pouco mais faz que dar-lhe voz...