Páginas

terça-feira, 21 de março de 2017

A primavera duma praga

 A intolerância política e o extremismo de esquerda estão de volta com as cores de uma desvirtuada primavera.



Entretanto o título da notícia da RR acerca dos confrontos é um must:


Extrema-direita e antifascistas frente-a-frente na FCSH da Universidade Nova.


Mais de quarenta anos de lavagem ao cérebro têm que produzir os seus efeitos...

14 comentários:

zazie disse...

Grande título

Isto está tudo cada vez mais besta. Até o meu bairro que era limpo, está sujo de porcaria nas paredes. Efeitos da praga que nos caiu em cima.

Floribundus disse...

PR e pm ou os Dupond & dupont sempre em festa

os contribuintes pagam a festança

joserui disse...

Meu Deus, que tristes. há sempre dinheiro a rolar para a bestialidade. Quem paga os folhetos? Neste país não há dinheiro a menos, há dinheiro a mais — emprestado. Li não sei onde que 60% da população tem demasiado peso. Comer, dormir, futebol e luta contra o fassismo é o que esta cambada sabe.

Floribundus disse...

Corriere

Istat, un milione di famiglie senza lavoro

E in 970 mila solo la donna porta reddito

mensagensnanett disse...

Mensagem para os esquerdistas: VÃO MAS É FAZER PÉRIPLOS!
.
.
Ora, em vez de andar a chatear SEPARATISTAS o bandalho europeu DEVE É IR FAZER PÉRIPLOS... tal como o primeiro ministro de Portugal, António Costa, faz.
---» Como uma sociedade sustentável é uma coisa muito trabalhosa, o bandalho europeu prefere fazer périplos apelando à naturalização de jovens oriundos de povos com uma boa 'produção' demográfica.
.
.
O Bandalho Europeu é fácil de identificar:
- não se interessa por sustentabilidade;
- como a sociedade nativa não é sustentável (média de 2.1 filhos por mulher), ao mesmo tempo que critica a repressão dos Direitos das mulheres, em simultâneo, para cúmulo, bajula a 'boa produção' demográfica daqueles que tratam as mulheres como úteros ambulantes - ex: islâmicos.
.
.
As reacções ao discurso de Donald Trump vieram realçar algo que já se sabia: o pessoal com uma elevada taxa de natalidade é altamente amigo... desde que... não seja posta em causa a sua condição de «DONOS DISTO TUDO».
.
O bandalho europeu é um lambe-botas dos «donos disto tudo».
---» Tal como os «donos disto tudo», o bandalho europeu não gosta de povos nativos que procuram sobreviver.
---» Tal como os «donos disto tudo», o bandalho europeu é nazi: andam por aí numa constante busca de pretextos para negar o Direito à Sobrevivência de Identidades Autóctones.
{nota: nazi não é ser alto e louro, blá, blá, blá... mas sim, a busca de pretextos com o objectivo de negar o Direito à Sobrevivência de outros}
---» Tal como os «donos disto tudo», o bandalho europeu têm um completo desprezo pelos povos nativos (na América do Norte, na América do Sul, na Austrália) que procuraram sobreviver pacatamente; e que, como eram economicamente pouco rentáveis, levaram com um holocausto massivo em cima... porque tiveram o «desplante» de querer ter o SEU espaço no planeta e de querer prosperar ao seu ritmo.
.
Mais: o bandalho europeu proclama que defender a existência de outros... deve ser considerado um crime de ódio: o estatuto dos «donos disto tudo» (salvadores da demografia) não pode ser posto em causa.
.
.
.
.
Nota: HÁ, ISSO SIM, é que mobilizar aqueles nativos que se interessam pela sobrevivência da sua Identidade para o Separatismo-50-50.
Leia-se:
- Todos Diferentes, Todos Iguais... ou seja, todas as Identidades Autóctones devem possuir o Direito de ter o SEU espaço no planeta.
[nota: Inclusive as de rendimento demográfico mais baixo... Inclusive as economicamente menos rentáveis...]
Dito de outra maneira: os 'globalization-lovers', UE-lovers e afins, que fiquem na sua... desde que respeitem os Direitos dos outros... e vice-versa.
Explicando melhor:
- Democracia sim; todavia, a minoria de autóctones que se interessa pela sobrevivência da sua Identidade... tem de dizer NÃO ao nazismo-democrático, leia-se: é preciso dizer não àqueles que pretendem democraticamente determinar o Direito (ou não) à Sobrevivência de outros.
---» ver blog http://separatismo--50--50.blogspot.com/.

Bic Laranja disse...

A Primavera. Com maiúscula. Quando não, acabam por ser duas pragas.
Cumpts.

zazie disse...

Está com minúscula precisamente por ter outro sentido que a estação do ano. São uns falsos primeiros fogachos requentados.

zazie disse...

Caso contrário, a praga também tinha de ser em maiúscula e lá se ia o trocadinho.

josé disse...

A Primavera de Praga, em 1968, teve o sentido de uma esperança de libertação do jugo soviético que saiu frustrada.

Aqui a primavera desta praga tem um sentido diverso, mas explicar isto fica à imaginação.

foca disse...

Então e o homem que está em todo o lado, também foi à manifestação?
Ou está contra?
Ou está contra a contra-manifestação?
Como ontem fez declarações a desautorizar Belém (ou seja ele próprio), aguardam-se a todo o momento novos desenvolvimentos.

Entretanto a nova moda é descascar no holandês que usou uma metáfora.
Sim, porque chamar nazi à Merkel e ao Schäuble é aceitável, mas dizer que os tugas são umas cigarras e gastam a massa das formigas do norte é que não pode ser.

zazie disse...

Putas & vinho verde ou o prvérbio bíblico. O problema está na ignorância acerca das metáforas e na ditadura do politicamente correcto.

josé disse...

Este assunto dos copos e mulheres merece atenção porque é a súmula de duas coisas: a distorção e aproveitamento demagógico de um dito sem importância alguma a não ser o que o mesmo contém e que é o que todos entendem. Ou seja, de que os países do Sul da Europa andam a gastar à tripa forra e não pretendem abrandar.
Mas isso é o que dizem Medina Carreira e outros, há muito tempo.

Isso é a essência do que o holandês disse e mais nada. E é verdade.

Outra coisa é o aproveitamento mediático, demagógico dessa frase para mortificar o indivíduo imputando-lhe perversas ideias sobre racismo e xenofobia.

É incrível a estupidez ambiente que aceita este palerma do Costa a dizer estas coisas e o próprio presidente a secundar...

Incrível.

foca disse...

Pois
Pior do que ter uma merda de Primeiro Ministro é ter três (PR, PAR e PM) no topo do Estado (isto para não continuar a descer que o panorama é brilhante)

Até o artolas que gosta de malhar na direita e chama feira de gado à concertação vem dar lições de moral.

Luzia Machado disse...

Esta gente - esquerda, ps e pm incluído, enfiam a carapuça relativamente ao que disse o holandês do eurogrupo. Ora o homem apenas disse que se ele gastasse o dinheiro dessa forma, não podia estar sempre a pedir mais dinheiro. Mas que ele deveria ter dito e com muita razão é que se o dinheiro fosse desviado para os bolsos de corruptos, apesar da solidariedade que ele, holandês, manifestou, não haverá vontade de continuar a emprestar...