Páginas

terça-feira, 28 de março de 2017

Cliché dos fautores da nossa desgraça num futuro próximo


Olhem bem para a foto que regista a imagem dos fautores da nossa desgraça anunciada...



35 comentários:

Neo disse...

Horror e pele de galinha!
Como pode este país ser dirigido por este bando de lunáticos?
Esta foto tem mesmo a ver com política? Não terá sido tirada nas tasquinhas? Uma qualquer confraria gastronómica?
Devemos estar no momento mais baixo da História da república.
Não há como fugir. O futuro será super híper mega negro (ou escurinho, para os mais susceptíveis).

Unknown disse...

Se as sondagens estiverem certas (um grande "se", é certo), estes aqui da foto mai-los camaradas-da-gaivota-que-voava têm 60% do eleitorado com eles.
Diz muito do apodrecimento da nossa sociedade.

Miguel D

foca disse...

E como estarão hoje as carantonhas desta malta?
Quando o Costa lhes explicar que vão ter de engolir um mamute e desdizer tudo o que disseram nos últimos anos, na venda do NB.
E com o recorde do défice, muito para lá da troika?
Ou então voltam à pele de escorpião e mordem o tomonhé.

Ricciardi disse...

Já não chega a esperança na vinda do diabo. Agora reza-se?
.
Rb

zazie disse...

A ex do Pedroso sempre à frente.

Ricciardi disse...

São Bento (mais conhecido por sao Bentinho da porta aberta de Braga) parece que foi canonizado por interferir nas demandas do diabo e contraria-lo com muita dedicação. Dizem que o diabo, em desespero de causa, tentou envenenar o santo algumas vezes, sem êxito porém.
.
Por mais que se esforcem os pafianos, a envenenar os bons oficios, são centeno mantém-se invicto, naquela certeza de que há pouca gente com capacidade real de contrariar as investidas do diabo.
.
Eu diria que só tivemos tres santos em democracia na pasta da finanças. O Cadilhe, o Gaspar e agora o Centeno.
.
O Gaspar foi corrido pelos pafianos, claro, mal ousou colocar em causa o programa diabólico.
.
Espero que não consigam fazer o mesmo com centeno. Ainda que tentem à exaustão despacha-lo, espero mesmo que são Bentinho isso interceda e mande um raio que os parta a todos aqueles que querem mesmo é desordem orçamental ou desordenamento num estado social decente.
.
Rb

josé disse...

Jaime Gama, um insuspeito pafiano, também já avaliou o cliché: vamos a caminho da desgraça.

zazie disse...

Bem respondido. Parece parvo, este tipo. Porque é que anda a pregar onde ninguém o quer ouvir e não vai lá para a comandita xuxa que tem estaminés a granel.

Floribundus disse...

5 interessados nas meninas

têm ar de 'papos de anjo'

josé disse...

É um provocador, apenas. Devia ter vergonha mas não tem.

Enfim.

BELIAL disse...

SÓ PODE CORRER BEM !!!

JC disse...

É tenebroso percerber que estamos nas mãos destes lunáticos/as e oportunistas/os.

PS: quero ver o que o avençado Rb terá a dizer quando esta merda implodir de novo.

Adelino Ferreira disse...

Até o Gama que ajudou a enviar o Marcello Caetano para os Brasis e agora preside à Fundação dos Supermercados, lhes serve como zandinga eheheh

rui a. disse...

Mas falta aí, pelo menos, o Jerónimo. É certo que não se sentam todos juntos à mesma mesa, mas que falta, falta.

Adelino Ferreira disse...

Diz o CM...


No biénio 2013/2014, o Estado concedeu 63 milhões de euros de benefícios fiscais aos colégios, que se somam aos 388 milhões de euros que receberam em apoios diretos. A denúncia é da Inspeção-Geral de Finanças que critica a falta de controlo do Estado sobre um total de 451 milhões transferidos para os colégios.

Segundo o Correio da Manhã, a auditoria da IGF detetou falhas no controlo do destino dado ao dinheiro dos contribuintes. “Os documentos de prestação de contas” dos colégios “carecem de procedimentos de controlo pela Direção-Geral da Administração Escolar”, revela o relatório.

A maioria dos colégios “não publicita os apoios públicos que recebe” afirma a IGF acrescentando que “alguns dos maiores beneficiários de contratos de associação não cumprem o dever de divulgação das mensalidades praticadas nem a autorização de funcionamento do estabelcimento.” Também nos contratos simples a auditoria verificou “insuficiência na confirmação da situação socio-económica do agregado familiar de alunos candidatos a apoios” a quem o Estado financia a frequência no colégio.

Estavam a preparar mais uma bancarrota..

josé disse...

Os colégios comparados com o forrobodó socialista na CGD são uma brincadeira.

josé disse...

O Jerónimo já está na reserva a fazer contas...aos votos que ganha e perde com a geringonça.

josé disse...

Enquanto lhe der para controlar os transportes públicos e a Educação mantém-se na reserva.

dutilleul disse...

"Mas falta aí, pelo menos, o Jerónimo".
O papa não frequenta sínodos.

Adelino Ferreira disse...

Na mira da Comissão de Inquérito à CGD estão estão estes jeitosos:



administrações da Caixa Geral de Depósitos (CGD) que terão que prestar contas à futura comissão de inquérito que irá analisar a gestão desde o ano de 2000.

António de Sousa foi presidente do conselho de administração entre 2000 e 2004, tendo sido nomeado pelo Governo de António Guterres. Antes sido governador do Banco de Portugal (1994 a 2000) na altura da preparação da adesão de Portugal ao euro. Dessa administração fazia ainda parte o ex-ministro da Indústria de Cavaco Silva, Mira Amaral.

Seguiu-se Vítor Martins, que esteve apenas um ano na CGD, entre 2004 e 2005. Foi escolhido no governo de Pedro Santana Lopes pelo então ministro das Finanças António Bagão Félix. Vítor Martins foi secretário de Estado dos Assuntos Europeus no Governo de Cavaco Silva, altura em que trabalhou com Durão Barroso. Nessa altura foi nomeada para a administração a ex-ministra da Justiça de Durão Barroso indicada pelo CDS, Celeste Cardona.

Com a mudança de Governo em 2005, o novo primeiro-ministro, José Sócrates, substituiu de imediato Vítor Martins por Carlos Santos Ferreira, que tinha estado à frente da área dos seguros da CGD. Fez um mandato entre 2005 e 2008 e saiu diretamente para a liderança do BCP. Dessa administração fazia ainda parte o ex-ministro da Juventude e Desporto de António Guterres, Armando Vara.

Ainda é com o Governo de Sócrates, que entra para presidente do conselho de administração da CGD um ex-ministro do PSD, Fernando Faria de Oliveira. Tinha sido ministro do Comércio de Aníbal Cavaco Silva. Fica até 2011, altura em que sai para a Associação Portuguesa de Bancos. Dessa administração, faziam parte Rodolfo Lavrador, que foi chefe de gabinete de António Guterres, ou Jorge Tomé, que era presidente do Caixa Banco de Investimento.

Entra então José de Matos, quadro do Banco de Portugal, que completa dois mandatos: 2011 a 2013 e de 2013 a 2015. Na sua equipa, teve, entre outros, Nuno Fernandes Thomazou António Nogueira Leite estes dois últimos muito jeitosos

Adelino Ferreira disse...

Por hoje é tudo, O mar está com boas condições e daqui por +ou- 30 minutos retiram - se as amarras e navegamos em direcção a NW para retirar os aparelhos deixados ontem por volta das 10h. A vida de pescador é dura.

Só mais um postal que mostra dois figurões. Um até conselheiro de estado e figura permanente de conselheiro televiso

A revelação foi feita pelo próprio fundador do grupo Impresa num email enviado à Comissão parlamentar de Cultura e Comunicação Social da Assembleia da República e tornado público pela sua presidente, a deputada do PS, Edite Estrela. Francisco Pinto Balsemão entrou no capital da Lusa com a promessa de privatização a curto prazo da agência pública de informação.

“Subscrevemos 22,35% da Lusa, em dezembro de 2000, pagando €3.205.706. Fizemo-lo porque o Governo da altura nos afirmou que a Lusa iria ser privatizada, o que poderá ser confirmado pelo então ministro, Dr. Luís Marques Mendes”, revelou o presidente da Impresa. Refira-se que Marques Mendes só assumiu a pasta dos Assuntos Parlamentares no Governo PSD/CDS que entrou em funções em abril de 2002.

“Desde então, nada aconteceu e está hoje demonstrado que a Lusa não vai ser privatizada”, lamentou Balsemão, queixando-se da falta de retorno: “Nesses 16 anos e 3 meses recebemos apenas €185.329 de dividendos, o que corresponde a 5,8% do capital investido, ou seja, o equivalente a €11.583 por ano.” Pinto Balsemão conclui o email com a vontade de reaver o investimento: “a Lusa pretende vender o edifício onde está instalada. Esta é, portanto, a boa ocasião para fazermos contas e sairmos”.

O site Esquerda.net sublinha que fica por esclarecer em que termos foi a promessa realizada, e se existiram questões de conflito de interesse ou de informação privilegiada a que o presidente da Impresa e fundador do PSD terá alegadamente tido acesso. Marques Mendes, antigo presidente do PSD e hoje comentador da SIC e membro do Conselho de Estado, nunca terá mencionado este assunto publicamente.

joserui disse...

Mesas pequenas, de formica, desalinhadas, separadas… isto semioticamente é uma desgraça completa. É onde? Lá atrás não diz esquerda.net? A montanha foi a Maomé ou foi o inverso? É anedótico isto.

Ricciardi disse...

São Gama agora é referência pafiana. Os velhos socialistas, do peiésse fundador, nem os oiço, quanto mais usa-los para argumentar.
.
Rb

Ricciardi disse...

Fartei-me de avisar que centeno ia cumprir as metas. E cumpriu.

Agora aviso que Portugal vai melhorar o rating durante 2017.
.

Rb

josé disse...

A meta principal é evitar nova bancarrota. E tudo indica que não vai atingir essa...

josé disse...

Evidentemente gostaria de estar enganado, mas pelos antecedentes os socialistas é tudo o que sabem fazer em economia: conduzir os países à miséria.

JC disse...

"É onde? Lá atrás não diz esquerda.net? A montanha foi a Maomé ou foi o inverso? É anedótico isto."

Diz esquerda.net sim. Bem visto.

O Governo deslocou-se com elementos do seu partido à sede de outro partido para negociar...
A falta de nível e de bom senso é gritante...
A desgraça ainda é maior do que aparenta...

Dudu disse...

Há gente que só vê árvores; outros vêem a floresta.

Ricciardi disse...

Vc está enganado oh José. Quem governa não são os 'socialistas' a que vc se habitou (gamas, alegres etc ). Quem governa neste momento é gente extremamente pragmatica. Com costa à baliza e centeno a ponta de lança. Não tenha dúvida alguma.
.
O que for preciso fazer são estes aqueles que conseguirao mais e melhor.
.
Infelizmente não conseguirão mexer no essencial: o sistema de pensões. Não há oposição com cabeça para acordar está matéria. Talvez com rui rio se conseguisse acordar mudar do sistema actual para um de capitalização individual. Com coelho na oposição não há possibilidade alguma de acordar o que quer que seja.
.
Vc repare, o governo anterior fingiu que fez obra. Cortou em despesas sem o aval constitucional devido. Tomou, portanto, medidas extraordinarias para melhorar o Défice​. Eles sabiam disso. Portugal inteiro avisou o Coelho que se tratava de medidas extraordinárias para debelar uma situação específica. Coelho quis fazer crer a ue que as medidas eram permanentes sabendo perfeitamente que não eram.
.
Pior, as medidas que tomou suscitaram mais despesas. Por cada corte em salários ou sobretaxas impostas o mercado despejava mais falências e necessidades de subsídios vários.
.
Isto foi tão violento que todos os cortes que fizeram resultaram em... nada. A despesa continuou ao mesmo nível.
.
Centeno viu bem a coisa. Não interessa cortar em despesas que suscitam outras despesas. Interesses cortar em despesa que não suscita despesa adicional.
.
Melhor, diminuir o investimento público melhorando com isso os salários, repondo impostos sobre os almoços e a sobrotaxa sobre rendimentos significou uma injeção de bom senso à economia.
.
Exactamente o que fizeram nos EUA.
.
Lá, nos EUA, chamam a esta política de liberal. Em Portugal chamam de socialista.
.
Rb

Aníbal Duarte Corrécio disse...

És um lírico ó Ricciardi...

Então não vês que quem governa não é o PS, mas a dupla Costa/Marcelo, e que isto já foi congeminado há muito tempo?

Ainda não percebeste que os comunas e o PSD estão a comer de cebolada, para não falar dos socialistas, os tais "pragmáticos", que são carne para canhão.

O sombra-governo é a dupla. O resto é cenário.

Adelino Ferreira disse...

Lê devagarinho.....



"A revelação foi feita pelo próprio fundador do grupo Impresa num email enviado à Comissão parlamentar de Cultura e Comunicação Social da Assembleia da República e tornado público pela sua presidente, a deputada do PS, Edite Estrela"

Se quiseres com fotografia passa pela Geringonça

Dudu disse...

O meu vizinho sofre de esquizofrenia paranóide, disse-me o seu médico de família. Mistura a realidade com a fantasia e o discurso é sempre muito convincente. Ninguém o atrapalha na conversação.

foca disse...

Adelino
Quando fizer as contas do dinheiro para o ensino privado, desconte o valor que os alunos custariam no público (e já deve estar em lucro) e ainda aquilo que os pais pagam e não conseguem descontar nos impostos onde já pagam o publico.
Ou seja, a menos que tornem isto numa republica socialista albanesa, o Estado tem obrigação de criar condições para o ensino (diz a CRP), e não afunilar todo o orçamento no pagode do Nogueira

Adelino Ferreira disse...

foca

Tarde, mas julgo ainda a tempo:
Não tenho nada contra o ensino privado. Para sustentar esta afirmação até lhe digo que tenho um filho que o frequentou até à licenciatura.
Aos Contratos de Associação do ensino privado aplica - se a lei, que para os mais distraídos faço recordar nem as providências cautelares resultaram, sinal que havia colégios a receber subsídios à margem da lei

Boas

Adelino Ferreira disse...

foca

Tarde, mas julgo ainda a tempo:
Não tenho nada contra o ensino privado. Para sustentar esta afirmação até lhe digo que tenho um filho que o frequentou até à licenciatura.
Aos Contratos de Associação do ensino privado aplica - se a lei, que para os mais distraídos faço recordar nem as providências cautelares resultaram, sinal que havia colégios a receber subsídios à margem da lei

Boas