Páginas

sexta-feira, 23 de setembro de 2016

O PS da malavita

Rui Ramos, Observador:


Porque é que Ana Gomes parece ser a única socialista à vontade para dizer em público o que deve ser dito, isto é, que José Sócrates, pelo que admitiu, não deveria ter lugar na vida do regime?

É o regresso de José Sócrates. O regresso oficial. Depois dos comícios na província, depois das invasões de palco durante visitas do primeiro-ministro e do presidente da república, eis o convite oficial e legítimo para participar num “evento institucional” do Partido Socialista, hoje, sexta-feira. E perante este regresso, que diz o líder do PS e primeiro-ministro, António Costa? António Costa não diz nada, mas constou na imprensa que estaria “confortável”, porque não tenciona frequentar o referido “evento”. Para António Costa, tudo parece estar bem desde que, ao contrário do presidente da república, não tenha de aparecer com Sócrates na fotografia.

Os defensores de José Sócrates vêm sempre com figuras jurídicas: não foi condenado, ainda nem sequer foi acusado, é apenas arguido sob investigação, deve ser presumido inocente. Quantas vezes será necessário explicar que na vida pública há comportamentos que não precisam do trânsito em julgado para deverem ter consequências? Deixemos de lado as suspeitas de corrupção, branqueamento de capitais e fuga ao fisco, de que trata a justiça. Deixemos de lado as suspeitas, levantadas outrora por alguns magistrados, de conspiração contra o Estado de direito, de que ninguém trata. Fiquemos apenas, como fez a eurodeputada Ana Gomes, pelo que o próprio já admitiu: Portugal teve, durante vários anos, um chefe de governo na dependência financeira secreta de um empresário ligado a um grupo com contratos com o Estado. É isto aceitável? Já uma vez dei este exemplo: na Inglaterra, um ministro de Tony Blair, Peter Mandelson, teve de se demitir em 1998 por não ter revelado que um colega de governo lhe tinha emprestado dinheiro. Um colega de governo, não o empresário de um grupo interessado em negócios com o Estado. Outros costumes, outro mundo.

Foi esta semana muito discutida a possível conversão do PS de António Costa às ambições de expropriação fiscal do Bloco. Mas a incapacidade deste PS de sacudir o socratismo devia-nos preocupar outro tanto. Que se passa? António Costa não se importa? Ou, importando-se, não sente força ou não acha oportuno limitar as incursões socráticas? Que poder ainda tem José Sócrates no PS? Qual é a origem desse poder? Porque é que Ana Gomes parece ser a única socialista à vontade para dizer em público o que deve ser dito, isto é, que José Sócrates, pelo que já admitiu, não deveria ter lugar na vida pública sob o patrocínio de partidos ou figuras do regime? E se isto é assim, que devemos pensar deste PS e da autoridade de António Costa?

José Sócrates faz o que julga convém aos seus interesses, e naturalmente que convém aos seus interesses criar a impressão de que, no regime, ninguém leva a sério o inquérito judicial, tanto que não se inibem de o cumprimentar, convidar e homenagear. D. Sebastião deveria ter regressado numa manhã de nevoeiro. José Sócrates regressa num crepúsculo de confusão moral. É a complacência da direcção do PS, que se limita a não tirar selfies com o arguido; é a indiferença dos outros partidos, que nada dizem; é a excitação da imprensa, que lá há-de estar para lhe ampliar as lições; é provavelmente o cansaço de toda a gente, que há anos ouve falar de Sócrates e dos seus casos. Chegou a vida pública portuguesa àquele grau de tribalismo em que aos do nosso lado tudo é admitido e desculpado, e a ética na vida pública só se aplica aos nossos adversários? Ou pura e simplesmente já ninguém quer saber de nada, neste cada vez mais óbvio desmanchar de feira, em que uma classe política se prepara para legar aos vindouros não só a enorme dívida de um Estado desequilibrado, mas um tremendo vazio moral
?

Rui Ramos coloca o dedo numa ferida que já está saturada de pus.

O PS que existia até aos anos 2000 é principal responsável pelo sistema de justiça que temos.  O Códido Penal de 1982 foi revisto em 1995 e o de processo penal de 1988 foi revisto dez anos depois, sempre pelo mesmo PS.
Até essa altura a politização da Justiça era fenómeno oculto e residual, embora presente e já assustador em certos casos ( do fax de Macau, por exemplo). Sempre pelo PS e pela mão dos seus próceres que se calhar se julgam donos do sistema.

A partir do caso Casa Pia foi o descalabro total e a mais completa falta de vergonha deste PS.



Depois de Paulo Pedroso e Ferro Rodrigues terem sido envolvidos no caso da pedofilia, o sistema de justiça nunca mais foi o mesmo, para este PS de sempre.

Lembremo-nos que Ferro Rodrigues foi apontado pelo menos por 3 menores de actos relacionados com essa actividade. Sempre negou, não foi arguido mas quando instaurou a acção cível para se ressarcir junto dos que o acusaram, perdeu a acção.
No processo crime instaurado contra o CM, de igual modo, perdeu o processo...

 [a juiza] Ana Cristina Carvalho vincou ainda o facto de, “efectivamente, existirem jovens que em declarações junto do DIAP e da PJ” envolveram Ferro Rodrigues em “práticas pedófilas” (...)."

A capa do Expresso que mencionava a acusação que os menores lhe fizeram desapareceu do Google. É escusado procurar. E seria interessante saber porquê...

O DN de  27.2.2003:




Só isto bastaria para que Ferro Rodrigues nunca fosse designado sequer para fosse o que fosse na A.R. É presidente...e segunda figura do Estado, com a conivência democrática dos partidos lá assentados.

Quanto a Paulo Pedroso, está recuado, ausente em parte incógnita, mas presente no PS de sempre. Numa entrevista de 2008 no CM, Catalina Pestana que conhece o que se passou, disse:



Paulo Pedroso recuou mas tem à frente do PS quem o represente nos seus interesses: Ana Catarina Mendes.



 O problema do PS e da democracia portuguesa é este, essencialmente e é muito grave: todos fazem coro, na defesa dos seus, seja como for, como autêntica organização mafiosa, na sua essência organizacional e táctica.



Foi isso que Rui Ramos subentendeu?  Não sei, mas devia porque é deste PS que se trata quando se observam certos fenómenos

É pena que os portugueses não se apercebam disto.

10 comentários:

Floribundus disse...

a 'filosofia' dos negócios, politica e comunicação social
regesse pelos mercados
na forma de:
informação (rara)
desinformação (muita)
contra-informação (demasiads)

as frases sintéticas dos aforismos bão integram o duscurso palavroso e desconexo do nativo

os anúncios mostram essa deformação

aprendi muito nos catálogos de vendas em alemão

speciosa locis

Floribundus disse...

rege-se
não
desculpem a falta de visão

não entrego os meus olhos a qualquer sapateiro
que se julga deus

bastam os 4 erros médicos médicos graves que me aconteceram

sns ou só nós sabemos ... a merda que é

joserui disse...

Como já tenho dito, a minha tese é que um CV como o do trafulha dá um trabalhão. Precisa por exemplo de pessoas como o Rb, a defender de forma patética o indefensável (mais um comentário devoto não sei de quê). No PS não deve faltar gentinha a dever favores ou simplesmente com o rabo preso pelo aldrabão. Isso deve explicar alguma coisa. O Costa foi o número 2 se me lembro, alguém acredita que não sabia de nada e está limpinho como uma fralda lavada com tide? -- JRF

joserui disse...

No caso da pedofilia, se me lembro, uma das maiores promotoras da tese da cabala foi Ana Gomes. Cada um tem os rabos de palha que merece, suponho. -- JRF

josé disse...

Isto não é um vazadouro. Por isso apaguei o comentário que tal significava.

zazie disse...

Pois devia mas nunca há coragem de chamar os bois pelos nomes.

Maria disse...

O bando dos cinco (o que está atrás não lhe reconheço o focinho). Eis os cinco lacráus venenosos nos quais o nosso bom Povo acreditou ingènuamente desde a primeira hora e que, dada a sua completa ignorância política e a sua total crença no próximo, ainda hoje continua a pagar um elevadíssimo tributo. Estes patifes representam a pior praga que se abateu sobre Portugal. Eles personificam o Mal absoluto. São seres abjectos do mais cruel e sanguinário impossível de conceber-se terem nascido um dia em solo português.

Bic Laranja disse...

O sexto é Vera Jardim.
Cumpts

Maria disse...

Obrigada pela dica:)

Bem me queria cá parecer que teria que ser outro hipócrita. Fica bem no grupo dos malditos. Este cínico jurava a pés juntos, aquando do processo Casa Pia, que Jaime Gama era "uma pessoa impecável, um homem seríssimo incapaz de fazer aquilo de que vinha sendo acusado"(!!!), então não era?, viu-se... Este Vera Jardim teve a supina lata de afirmar isto, sem se rir, depois daquele outro fingido (só falinhas mansas e ar de quem não parte um prato) ter sido acusado pelas crianças abusadas sexualmente de ser um dos pedófilos que os abusavam. Facto investigado e provado ser uma verdade inquestionável. Outro pulha.

AGENCIA MUITO CRIMINOSA FA IMOBILIARIA MATOSINHOS disse...

FILHOS DA PUTA DE FA IMOBILIARIA! FILHOS DA PUTA DE FÁTIMA VIEIRA & ALICE BORGES MEDIAÇÃO IMOBILIÁRIA. SAO LADRAO, MAFIOSOS, ASSASSINO. ROUBADOS PARA ME HAN 5.000 €! SERVIÇOS DE DADOS MI HAN ZERO. E AO MEU PROTESTO MI HAN HAMEACADO DE MORTE COM ARMA! SAO UM TURISTA ANGLOALEMAO, ESTRAGADO A MORTE!
OLA'. SOU UN TURISTA ANGLO-ALEMAO, E DESCULPE PARA MINHA PORTUGUÊS POUCO. MAS EU QUERO ESCREVER ESTE TEXTO, COM TODO O MEU FORCAS. EM PORTUGUÊS (MESMO QUE POBRE) E EM INGLÊS. POR QUE 'I FORAM ENGANADOS, DEFRAUDADO, E COMO RESULTADO DE MEUS PROTESTOS, FUI AMECADO DE MORTE E AGREDIDO FISICAMENTE POR ESTES MAFIOSOS, CRIMINOSOS, REPUGNANTES BASTARDOS DE Fátima Vieira Alice Borges-mediação Imobiliária Lda, ALIAS BANDIDO ASSASSINO DI FA IMOBILIARIA DE MATOSINHOS, AV. DOM ALFONSO HENRIQUES 872 4450. MAIS INFORMAÇÕES SOBRE ENORME FRAUDE QUE SOFRERAM ( MI TER ROUBADO 5.000 EURO, ENGANANDO TOTALMENTE EM SERVICOS QUE ELES DEVEM DAR ME), ESTARÁ DISPONÍVEL, NO PORTO TRIBUNAL, POR QUE 'PORTERO' POR UM JUIZ, ESTES BASTARDOS MAFIOSOS, QUE ENQUANTO EU PROTESTEI POR ROUBO FEITO PARA ME DE 5.000 EURO, MI HAN MOSTROU UMA ESPINGARDA DIZENDO : "FECHE ACIMA OU NOS VAMOS MATA LO". EU PRETENDO ESCREVER ESTE TEXTO PARA ANOS E ANOS. MILHARES DE VEZES. O MUNDO DEVE SABER CADA COISA DESTES BASTARDOS ASSASSINO MAFIOSOS LADROES IMPOSTOR EMBUSTEIROS MALANDROS MUITISSIMO CRIMINOSO DE FA IMOBILIARIA DE MATOSINHOS, AVENIDA DOM ALFONSO HENRIQUES 872 4450. O MUNDO DEVE SABER CADA COISA DESTES BASTARDOS ASSASSINO MAFIOSOS LADROES IMPOSTOR EMBUSTEIROS MALANDROS MUITISSIMO CRIMINOSO DE Fátima Vieira Alice Borges-mediação Imobiliária Lda Av. Dom Afonso Henriques 872, 4450 Matosinhos, Portugal! AGORA QUERO COLOCAR TUDO APOSTOS. PRIMEIRO NA INTERNET. ENTÃO NA CORTE!
NOS PROXIMOS DIAS, TEXT TAMBEM EM INGLES. ESCRITO EM MILHARES DE SITES, AO REDOR DO GLOBO, POR ANOS E ANOS. ROUBADO, ENGANADO, HUMILHADO, OFENDIDO AMEACADO DE MORTE COM UMA ARMA NAO PODE ACONTECER JAMAIS!
DESCULPE PARA MINHA PORTUGUÊS POUCO, MAS CADA PALAVRA QUE EU ESCREVI, EU TENHO ESCRITO COM O CORAÇÃO E ALMA. SE O MUNDO TORNA-SE PROPRIEDADE DESTES BASTARDOS ASSASSINO MAFIOSOS LADROES IMPOSTOR EMBUSTEIROS MALANDROS MUITISSIMO CRIMINOSO DE FA IMOBILIARIA DE MATOSINHOS OU DESTES BASTARDOS ASSASSINO MAFIOSOS LADROES IMPOSTOR EMBUSTEIROS MALANDROS MUITISSIMO CRIMINOSO DE Fátima Vieira Alice Borges-mediação Imobiliária Lda Av. Dom Afonso Henriques 872, 4450 Matosinhos, O MUNDO MORRE!